Google faz homenagem à Dona Militana, a potiguar são-gonçalense considerada maior romanceira do Brasil

O Doodle do Google desta sexta-feira (19) é uma homenagem a Militana Salustino do Nascimento, a maior romanceira do Brasil. Nascida em São Gonçalo do Amarante/RN, ela faleceu em 2010 e completaria 96 anos nesta data. Em 2005, ela recebeu a Comenda Máxima da Cultura Popular. Suas memórias estão expostas no Museu Municipal de São Gonçalo do Amarante.

Dona Militana era filha do Mestre do Fandango, Sr. Atanásio Salustino do Nascimento e de Maria Militana do Nascimento. Aos sete anos já trabalhava na roça, plantando mandioca e feijão. Apesar de analfabeta e de ser proibida de cantar pelo seu pai, foi na lida do campo que memorizou os romances, um considerável acervo que fez dela uma enciclopédia viva da cultura popular.

Seus romances eram originários de uma cultura medieval e ibérica, que narravam os feitos de bravos guerreiros e contam histórias de reis, princesas, duques e duquesas. Além de romances, Militana cantava modinhas, coco, xácaras, moirão, toadas de boi, aboios e fandangos, numa cadência que lembrava o cantochão, com ritmo baseado na acentuação e nas divisões do fraseado.