A governadora Fátima Bezerra (PT) não deu a resposta que os servidores aguardavam nesta segunda-feira (07), com relação ao pagamento dos salários em atraso por parte do Governo do Estado. A Chefe do Executivo disse que não há previsão para pagar o atrasado.

O apresentado pela governadora como proposta é depositar, até o próximo dia 10, linearmente, 30% dos salários de janeiro, e completar o vencimento com os outros 70% no fim do mês. O mesmo aconteceria em fevereiro.

Mas nenhuma proposta de como colocar em dia as quatro folhas que estão em atraso foi apresentada.

Fátima relembrou que recebeu o Estado com apenas R$ 3 milhões em caixa e uma dívida de R$ 1 bilhão com os servidores. Os valores são referentes ao restante do 13º salário de 2017 e do salário de novembro, além das folhas integrais de dezembro e do 13º salário de 2018.