Após polêmica nas redes sociais, o Governo do RN se pronunciou sobre a portaria regulamentando o funcionamento das atividades de oração de forma individualizada, bem como as medidas sanitárias que devem ser seguidas para as transmissões online dos cultos e celebrações religiosas.

As atividades coletivas seguem suspensas desde edição do Decreto 29.583 de 01 de abril, para evitar a propagação do novo coronavírus. A portaria é um ato administrativo conjunto entre o Gabinete Civil e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Do Blog: A portaria me deixou confuso. Primeiro por reportar ao decreto de 01 de abril, onde dificilmente alguém vai olhar. Depois, ao mencionar em seu artigo 1º: “Esta Portaria estabelece as recomendações sanitárias de que trata o § 1º do art. 7º do Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020, para o funcionamento de igrejas, templos, espaços religiosos e estabelecimentos similares.”

Ao citar FUNCIONAMENTO, deixou todo mundo confuso.

E continua o artigo segundo: “A abertura dos estabelecimentos religiosos de que trata o art. 1º desta Portaria, para orações individuais e atividades religiosas, está condicionada ao cumprimento das seguintes orientações sanitárias”.

Comentários do Site

  1. Gil Braz Silva Romero

    Em minha opinião acho muito arriscado a aberturas de templos religiosos ou quaisquer outros que envolvam aglomerações.