Nesta sexta-feira (23), em Natal, foi assinado o acordo de cooperação técnica entre o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e o Governo do Estado do Rio Grande do Norte para a execução do Projeto Seridó. O investimento do governo federal nas obras será de R$ 280 milhões.

O Projeto Seridó tem como principal objetivo garantir a segurança hídrica de 24 mnicípios na região do Seridó Potiguar, no semiárido nordestino, por meio da implantação de um conjunto de sistemas adutores com interligações entre grandes reservatórios. Atualmente, a região tem uma população aproximada de 281 mil pessoas, segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Pelo acordo de cooperação, entre outras obrigações, o Governo do Estado do RN vai ceder os estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira e ambiental e o projeto básico dos sistemas adutores do Seridó, realizados pela Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), para a Codevasf licitar o projeto executivo e as obras do empreendimento, com recursos do governo federal, repassados à Companhia pelo MDR.

“Estamos aqui para somar esforços com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte a fim de garantir segurança hídrica e gerar oportunidades para toda a região. A governadora pode contar conosco e com o recurso do governo federal para a execução do projeto o mais breve possível”, disse o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Segundo o projeto básico, o Projeto Seridó contempla as obras dos sistemas adutores de água, totalizando 330 quilômetros de extensão; implantação e ampliação de captações de água bruta em sistema flutuante nos reservatórios; implantação de estações elevatórias de água; entre outras ações.

Foto: Sandro Menezes

Foto: Sandro Menezes