Greve dos caminhoneiros afetou fortemente a indústria do RN, segundo a FIERN

Levantamento feito pela Unidade de Economia e Estatística da FIERN nos dias 29 e 30 de maio, junto a 23 importantes segmentos industriais do estado, mostram que a greve dos caminhoneiros afetou fortemente alguns setores.

Entre os mais atingidos estão os segmentos de açúcar e álcool (90% das vendas prejudicadas), cerâmico (100% das vendas e 60% da produção), café (100% da produção e 40% das vendas), sal marinho (100% das vendas), sorvetes e polpas de frutas (80% da produção), laticínios (40% da produção afetada).