Hillary Clinton será a candidata do Democratas à Presidência dos Estados Unidos

*Com informações da Folha

“A vitória de hoje pertence a todos vocês, homens e mulheres”, disse Hillary Clinton nesta terça (7), no discurso da vitória que marcou o momento histórico em que os Estados Unidos, pela primeira vez, consagraram uma mulher como a candidata presidencial de um grande partido.

Diante de uma platéia em êxtase no bairro do Brooklyn (Nova York), Hillary fez um discurso de união, defendendo um país que seja “tolerante, inclusivo e justo”. Os EUA são melhores quando há pontes em vez de muros, afirmou a ex-chanceler, numa referência ao seu rival na eleição, o magnata Donald Trump, que defende erguer um muro na fronteira americana com o México.

“Donald Trump não tem o temperamento para ser o presidente dos EUA. Ele não quer só construir um muro na fronteira com o México. Ele quer erguer um muro entre os americanos”, criticou.

Como previam as pesquisas, Hillary venceu as primárias de Nova Jersey, um dos seis Estados que foram às urnas na disputa democrata nesta terça.

Segundo projeções divulgadas por vários canais de TV, com 20% dos votos apurados, a ex-chanceler tinha 60% do total. Os resultados da prévia na Califórnia, o maior Estado do país, não são conhecidos até o momento. Por lá, as urnas fecharam às 20h locais (0h em Brasília).

Seu rival, o senador Bernie Sanders, ganhou a prévia disputada no Estado de Dakota do Norte, numa noite em que o revés pouco fez diferença para Hillary.

Ela já havia selado a candidatura democrata na noite de segunda, quando uma sondagem da agência de notícias Associated Press apontou que ela tinha atingido o número necessário para representar o partido nas eleições de novembro, incluindo os chamados “superdelegados”, dirigentes do partido que não precisam seguir o resultado das urnas.