NOTA DE ESCLARECIMENTO

Surpreendido com a notícia veiculada na tarde de hoje de que o Ministério Público Eleitoral moveu representação por conta de gastos que teriam sido realizados em minha campanha eleitoral sem a devida contabilização, venho a público prestar os seguintes esclarecimentos:

– Todas as despesas realizadas na campanha eleitoral foram regularmente contabilizadas e declaradas nas prestações de contas apresentadas em 02 de novembro de 2010, tanto na prestação de contas de minha candidatura quanto na prestação de contas do Comitê Financeiro;

– Os gastos realizados com locação de veículos para a campanha eleitoral foram todos contabilizados mediante os contratos de locação de veículos celebrados pelo Comitê Financeiro e pela minha candidatura, pagamentos esses que foram declarados e apresentados nas prestações de contas em sua integralidade;

– Como tive notícia do ajuizamento dessa representação através da imprensa, não conheço o seu teor, e somente poderei exercer o meu direito de defesa, em sua plenitude, após ser regularmente notificado pela Justiça Eleitoral;

– Já acionei os contadores e os advogados da campanha para que providenciem toda a documentação comprobatória da regularidade das contas que foram prestadas à Justiça Eleitoral, a fim de que, quando me for oportunizado o direito de defesa, eu possa demonstrar que todas as despesas realizadas na campanha eleitoral estão contabilizadas nas referidas prestações de contas;

– Reitero a minha confiança no Poder Judiciário, que saberá analisar com imparcialidade e justeza essa equivocada acusação que me é dirigida, e que ao final será demonstrada que as contas eleitorais que a minha candidatura e o Comitê Financeiro apresentaram à Justiça Eleitoral refletem a realidade da campanha.

Brasília, DF, 21 de dezembro de 2010.

JOÃO DA SILVA MAIA
Deputado Federal

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.