Em sua primeira reunião deliberativa do ano, a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) aprovou requerimento do deputado João Maia para debater as diferenças de preços de passagens aéreas entre as diferentes regiões do Brasil.

“Algumas capitais do Nordeste, em especial Natal, sofrem com tarifas exorbitantes, que quase inviabilizam o turismo local, tanto que a Associação Brasileira de Agências de Viagens denuncia que o Rio Grande do Norte tem sido o destino mais caro do Brasil”, criticou o presidente da CDC.

Maia disse ainda que a possível aquisição da Avianca pela Azul deve agravar ainda mais o problema, pois as opções de voos se reduzirão de quatro empresas para três. “Sabemos que a concorrência é um dos pontos que garantem preço baixo e qualidade para o consumidor. Por isso, menos alternativas para o passageiro é algo tão preocupante”, destacou.