José Dias revela os bastidores do processo para a escolha da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Se o senhor está rompido com Robinson, por que votou em Ezequiel?

“Votei em Ezequiel porque Ricardo não foi candidato. Eu tinha um compromisso político igualmente ao do governador. E para votar o empréstimo de R$ 850 milhões nós trabalhamos com o presidente a aprovação desse empréstimo, assim como até a aprovação da unificação dos fundos previdenciários”.