O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte realizou neste domingo (04) eleições suplementares para o cargo de prefeito e vice-prefeito da cidade de Paraú, que fica há 240 km de Natal, no Médio Oeste.

O pleito aconteceu após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmar a decisão de 1ª e 2ª instância que cassou o então prefeito Antônio Carlos Peixoto Nunes e a vice-prefeita Antônia Francisca de Oliveira por abuso de poder econômico.

A candidata eleita foi Maria Olímpia (PP) que obteve 2091 votos, contra Flávio Nunes (MDB), que recebeu 1487 votos. A maioria foi de 604 votos.