Ministério aprova dose de reforço para profissionais da Saúde

Para reforçar ainda mais a imunidade de quem está na linha frente do combate à pandemia, o Ministério da Saúde ampliou para profissionais de saúde a vacinação com a dose de reforço contra a Covid-19.

A medida foi definida nesta sexta-feira (24) em reunião na Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI – Covid).

A nova etapa da imunização deve ser realizada preferencialmente com a vacina da Pfizer. O grupo deverá receber a nova dose seis meses após o profissional ter completado o ciclo vacinal.

“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com o imunizante da Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa é a maior campanha de vacinação da história do Brasil: já são quase 230 milhões de doses aplicadas. Brasil unido por uma #PátriaVacinada”, contou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em publicação no Twitter.