Após o almoço com a classe política e empresarial do Estado, no Restaurante Camarões, o ministro e comitiva seguiram para o canteiro de obras da Arena das Dunas.

A visita faz parte de um procedimento adotado pelo ministro de promover avaliações periódicas trimestrais às cidades-sede da Copa do Mundo.

“Não tenho duvidas de que as obras serão concluídas no cronograma previsto. Daremos continuidade a todas as obras de infraestrutura, mobilidade urbana e transporte. O Governo Federal sabe que Natal dará um exemplo de organização e eficiência, à altura do que o Brasil e o mundo esperam de uma sede de uma Copa do Mundo”, afirmou o ministro.

Rebelo emendou dizendo que conhece a história do Rio Grande do Norte e sabe da capacidade resolutiva nos momentos essenciais. “Conheço o RN desde a época que era líder estudantil e sei da capacidade de realização e sei o quanto o Brasil deve ao Rio Grande do Norte. Daqui saíram lideranças como Câmara Cascudo, o índio Poti, Nísia Floresta e muitos intelectuais. O Brasil conhece o Rio Grande do Norte por causa do episódio da Rebelião de 35e pela libertação dos escravos. Então, por que haveríamos de duvidar da capacidade do Estado de ser uma cidade-sede da Copa do Mundo? O Arena das Dunas é uma grande obra, mas comparada às proezas que o RN já deu ao Brasil, é apenas mais uma obra”, falou.

A governadora Rosalba Ciarlini lembrou o esforço do Governo para garantir Natal como uma das cidades-sede.

Fotos: Márlio Forte

A fala do ministro…

A fala da governadora…

O presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta, acompanhou toda a agenda do ministro