MPF apresenta ação envolvendo Agripino; Senador rebate lembrando que não teve influência em Governo do PT

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou na Justiça Federal no Rio Grande do Norte com uma ação contra o senador José Agripino Maia (DEM) e o empresário José Adelmário Pinheiro Filho, o “Léo Pinheiro”, ex-presidente da OAS.

A acusação contra feita pelo MPF é de que ele teria ajudado na liberação de parcelas do financiamento do BNDES para a obra da Arena das Dunas, em 2013. Naquele ano, essa liberação dependia de um aval do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) quanto ao projeto executivo da arena. Caso o tribunal apontasse sobrepreço ou superfaturamento, as parcelas seriam suspensas.

Esclarecimento de José Agripino:

Esta ação não trata de fato novo. Decorre da investigação em curso no STF e sobre a qual já me manifestei e reafirmo: que força teria eu, então líder de oposição, para facilitar a liberação de recursos no BNDES, à época órgão financeiro impenetrável do PT? Repilo esta acusação com veemência, mas me mantenho à disposição da Justiça para os esclarecimentos que se fizerem necessários.