A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sediou na manhã desta terça-feira (20) a reunião extraordinária com as comissões da Casa para tratar sobre o projeto de empréstimo de UU$ 540 milhões (Dólares), pleiteado pelo Governo do Estado junto ao Banco Mundial (BIRD). Durante a reunião, os secretários do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes, e do Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues, explicaram os pormenores do projeto.

A votação do mérito será na próxima terça-feira (27), em uma sessão ordinária da AL.

Sobre o projeto, o secretário Paulo de Tarso explicou a urgência do processo em virtude da “acirrada concorrência” com os demais estados nordestinos. No entanto, ele lembrou que é necessária a autorização da Assembleia Legislativa como passo preliminar para que o Governo do Estado possa seguir nas demais etapas “do complexo processo” de tomadas dos recursos externos. Além do trâmite da Casa, o projeto depende de apreciação do Governo Federal, resoluções do Senado Federal e da deliberação do Banco Mundial.

Paulo de Tarso esclareceu a não-aplicação de recursos em outras áreas, como por exemplo na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Para a pasta, já existe um linha de crédito do Banco Mundial, especificamente para assuntos do Programa Estadual de Desenvolvimento Sustentável e Convivência com o Semi-Árido Potiguar.