As galerias da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, estão lotada por grevistas.

De um lado, a Polícia Civil.

Do outro, funcionários do DETRAN.

Em conversa com o blog, a presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Simpol), Vilma Lúcia, afirmou que a categoria não vai se render a “golpes baixos” do Governo. “O Governo sabe que nós estamos abertos ao diálogo. Aí vem com ameaças de cortar o ponto. Não nos renderemos a ‘golpes baixos’. Primeiro porque o Tribunal de Justiça reconhece a legalidade da nossa greve”, disse.

“O que vai acabar com a greve não são ameaças. É o diálogo”, completou Vilma Lúcia.