Na coletiva à imprensa da manhã desta segunda-feira (22), o secretário de Saúde de Natal, George Antunes, revelou um dado que precisa ser mostrado.

Ele comentou que a sobrecarga na rede pública municipal de saúde é fruto também da “invasão” de pacientes de outros municípios. Ele informou que entre janeiro e fevereiro mais de 2.000 pacientes de fora de Natal foram atendidos apenas na Unidade de Pronto-Atendimento da Cidade da Esperança.

Ao todo, segundo a SMS, mais de 4.000 pessoas oriundas do interior foram atendidas na rede pública de Natal.