A decisão do Governo do Estado em adiar a reabertura da economia do RN, sem iniciar amanhã (08) a fração 2 do plano estabelecido, não vai afetar o município de Natal.

Por decreto da Prefeitura, na capital do RN, restaurantes e outras atividades vetadas no restante do Estado pelo Governo, estão permitidos a funcionar.

Fica permitido em Natal o seguinte:

  • 2º. Na Fração 2, prevista para iniciar no dia 07 de julho de 2020, retornarão à atividade os seguintes serviços e estabelecimentos:

 I – serviços de alimentação de até 300m2 (restaurantes, lanchonetes e food parks);

II – estabelecimentos com até 600 m2 e com “porta para a rua”, dos seguintes ramos:

  1. a) comércio de móveis, eletrodomésticos e colchões;
  2. b) lojas de departamento e magazines não localizados dentro de shopping centers ou centros comerciais;
  3. c) agências de turismo;
  4. d) comércio de calçados;
  5. e) comércio de brinquedos, artigos esportivos e de caça e pesca;
  6. f) comércio de instrumentos musicais e acessórios; de equipamentos de áudio e vídeo; de eletrônicos/informática; de equipamentos de telefonia e comunicação;
  7. g) joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos;
  8. h) comércio de cosméticos e perfumaria.

Veja aqui a íntegra do decreto de 29 de junho que continua em vigor no Município de Natal