No Senado, Garibaldi fala do aumento da violência no RN; Rafael Motta aborda tema também na Câmara dos Deputados

O senador Garibaldi Filho apelou ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, que adote medidas capazes de estancar a epidemia de assassinatos que têm vitimado parcela expressiva dos jovens brasileiros. Segundo o Atlas da Violência 2018, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o número de homicídios de jovens de 15 a 29 anos no Brasil cresceu 23% de 2006 a 2016, atingindo o pico da série histórica: 33.590 vítimas.

O Rio Grande do Norte teve o maior crescimento no número de homicídios, no período. “Os jovens se constituem em uma esperança para o futuro do Brasil. Estamos comprometendo a juventude, que está sendo vítima dessa violência inominável. Peço providências urgentes para a solução desse problema”, afirmou o senador Garibaldi Filho.

Câmara dos Deputados

Em pronunciamento feito na noite desta quarta-feira (6), o deputado federal Rafael Motta (PSB) alertou para o aumento da violência no Rio Grande do Norte apontado pelo Atlas da Violência, documento elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com o Atlas, o estado saiu da terceira menor taxa de homicídios do país, em 2006, para a terceira maior, em 2016.

O parlamentar citou em seu pronunciamento que houve um crescimento de 256,9% na taxa de homicídio para cada 100 mil habitantes, feito apontado no estudo como o maior do país.