Em entrevista ao jornalista Salatiel de Souza, no programa Balanço Geral, da TV Tropical, no início da tarde desta quarta-feira, 1º de abril, o prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, repudiou com veemência a possibilidade de construção de uma penitenciária e de um CEDUC (Centro Educacional de Menores Infratores) na cidade de Ceará-Mirim. A preocupação de Klauss é compartilhada por oito prefeitos da região, inclusive o do município escolhido para ser o anfitrião do projeto do governador Robinson Faria.

“Já fomos penalizados durante muito tempo com a permanência da penitenciária João Chaves nas proximidades de municípios com inegável vocação turística. E agora, que temos um aeroporto internacional em São Gonçalo e infraestrutura para dinamizar nossa vocação turística querem nos impingir isso. Penitenciária de novo?” Perguntou Klauss Rêgo.

O prefeito também informou que na segunda-feira, 06, oito prefeitos da região irão entregar nota de repúdio a construção da penitenciária em Ceará-Mirim ao presidente da Assembleia Legislativa. “Não precisamos de penitenciaria numa região turística. Precisamos, sim, de um centro de convenções, de estradas e de mais recursos para urbanização e modernização dos nossos destinos para dar emprego ao nosso povo”, enfatizou o prefeito.