Sem categoria

Dilma Rousseff é eleita a primeira mulher presidente do Brasil

Com 99,30% dos votos apurados, a candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, está matematicamente eleita a primeira mulher presidente do Brasil.

Faltam apenas 0,70% dos votos, e os números são os seguintes:

Dilma Rousseff (PT) – 55.397.458 (55,99%)

José Serra (PSDB) – 43.542.416 (44,01%)

Abstenção – 28.955.427 (21,45%)

Brancos – 2.446.103 (2,31%)

Nulos – 4.664.105 (4,40%)

Sem categoria

Ricardo Coutinho é o novo governador da Paraíba

Encerrada a apuração dos votos na Paraíba.

O ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB) foi eleito governador.

Apesar de ser do PSB, Coutinho contava com o apoio do senador eleito, Cássio Cunha Lima (PSDB).

Segue abaixo o resultado oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE):

* (PSB) – 1.079.164 (53,70%)

Zé Maranhão (PMDB) – 930.331 (46,30%)

Sem categoria

José Serra vence em Natal

A prefeita de Natal Micarla de Sousa (PV) amarga mais uma decepção na eleição deste ano.

Micarla foi apoiar Dilma…Dilma perde em Natal.

Mais um reflexo do desgaste administrativo de Micarla.

José Serra (PSDB) – 202.019 votos (51,72%)

Dilma Rousseff (PT) – 188.558 votos (48,28%)

Abstenções – 101.153

Nulos – 21.793

Brancos – 10.441

Total de eleitores – 523.984

Sem categoria

Disputa acirrada em Alagoas

A disputa em Alagoas está bastante acirrada.

No momento, a maioria de Ronaldo Lessa (PDT) sobre Teotônio Vilela (PSDB) é de apenas 18 votos.

Ronaldo Lessa – 67.484 (50,01%)

Teotônio Vilela – 67.468 (49,99%)

Sem categoria

Diferentemente do 1° turno, Dilma vence em Parelhas

Terminou há poucos instantes a apuração dos votos de Parelhas, cidade administrada por Francisco do PT, onde José Serra ganhou no 1° turno.

Neste segundo turno, o prefeito mostrou sua força, já que Dilma venceu com uma maioria de 327 votos.

Dilma Rousseff (PT) – 6.058 votos

José Serra (PSDB) – 5.731 votos

Sem categoria

Garibaldi na hora do voto

O senador de 1 milhão de votos, Garibaldi Filho, votou também pela manhã, na Escola Estadual Edgar Barbosa.

À imprensa, o senador declarou sua confiança na eleição da candidata do PT, Dilma Rousseff. Na opinião dele, as pesquisas não deixam dúvidas com relação à vitória da ex-ministra.

Gari está agora em Brasília, acompanhando a apuração das urnas.

Foto: Assessoria

Garibaldi fez o tradicional sinal do PMDB

Sem categoria

Rosalba na hora do voto

A governadora eleita Rosalba Ciarlini, votou pela manhã, no colégio GEO, em Mossoró.

Rosalba elogiou a tranqüilidade das eleições e afirmou que espera o resultado das urnas.

“Vamos deixar as urnas falarem”, afirmou Rosalba.

Foto: Carlos Costa

Na hora do voto, Rosalba vestiu o branco da paz

Sem categoria

Fátima Bezerra na hora do voto

A deputada federal Fátima Bezerra (PT), coordenadora da campanha de Dilma no Rio Grande do Norte, votou, no final da manhã, na Escola Estadual Instituto Padre Miguelinho, Zona Leste de Natal.

Na chegada ao colégio, a parlamentar cumprimentou eleitores e mesários, posou para fotos e se disse “confiante” e “emocionada” com a perspectiva de eleição da primeira mulher presidente do Brasil.

Foto: Assessoria

Fátima votou fazendo o “L” de Lula

Sem categoria

Felipe Maia na hora do voto

O deputado federal Felipe Maia (DEM), votou ao meio-dia na Escola Freinet, localizada na Avenida Hermes da Fonseca, Zona Sul de Natal.

Ao chegar ao local de votação, o deputado cumprimentou eleitores, fiscais e mesários. “Este é o momento em que o país está exercendo a sua cidadania, espero que os brasileiros elejam o melhor candidato que será responsável pelo destino do Brasil pelos próximos quatro anos”, comentou o parlamentar.

Ao sair da seção, Felipe Maia recebeu o carinho de eleitores. “Agradeço a todos que depositaram em mim o voto de reconhecimento, espero poder fazer jus a cada um deles”, disse.

Foto: Assessoria

Felipe fazendo o sinal do 45, número de Serra

Sem categoria

Carlos Augusto Rosado é o aniversariante do dia

O ex-deputado Carlos Augusto Rosado, esposo da governadora eleita Rosalba Ciarlini, é o aniversariante do dia.

Carlos Augusto e Rosalba estiveram em Mossoró, na manhã deste domingo (31), para votarem em Serra.

Ao futuro primeiro-damo, fica aqui os nossos votos de saúde e paz.

Carlos Augusto e Rosalba

Sem categoria

Chegou o dia de votar pelo futuro do “nosso” Brasil

É hoje que nós vamos decidir o futuro do Brasil pelos próximos 4 anos.

Espero que a sociedade escolha o melhor, o correto, o justo, o verdadeiro, o que melhor pratique a ética.

Eu já decidi e sei em quem votar.

A única coisa que eu digo a vocês é que tenha plena consciência sobre tudo que seu voto pode trazer de bom, ou de ruim.

Vamos exercer, mais uma vez, a nossa cidadania com responsabilidade.

Sem categoria

Carreata do Bem é sucesso em Natal

A governadora eleita Rosalba Ciarlini, ao lado dos senadores José Agripino, José Bezerra Júnior, João Faustino e dos deputados federais Rogério Marinho e Felipe Maia percorreram em Carreata, as principais ruas e avenidas da Zona Norte, da capital potiguar. Hoje foi o último dia de mobilização pró-Serra, já que amanhã é o dia dos brasileiros exercerem sua cidadania e irem as urnas votar no próximo presidente do Brasil.

Por onde a Carreata do Bem passou encontrou receptividade da população que acenava com bandeiras, adesivos na mão, com o sorriso sincero  ou com V da vitória.

Foto: Divulgação

Sem categoria

Em São Tomé, Garibaldi recebe título de cidadão e anuncia nova agência bancária‏

A campanha acabou, mas o senador Garibaldi Filho não encerrou sua rotina de viagens pelo interior do Estado. Ontem (29) ele foi a São Tomé para receber um título de cidadão. E aproveitou a homenagem para anunciar em primeira mão ao prefeito Babá (Anteomar Pereira da Silva – PP) e à população que o município voltará a ter uma agência do Banco do Brasil.

O senador soube da notícia enquanto participava da homenagem, o que definiu como feliz coincidência. A informação chegou a ele por meio de mensagem de telefone celular (SMS) enviada pelo superintendente do Banco do Brasil no Estado, Otaviano Amatea.

O título de cidadão para Garibaldi Filho foi uma proposta de toda a Câmara Municipal de São Tomé, que é composta por 10 vereadores. A cidade é uma das que foi beneficiada pela construção da adutora Monsenhor Expedito, construída no Governo de Garibaldi.

Foto: Divulgação

Sem categoria

Alguém viu Robinson e Fábio Faria fazer campanha para Dilma?

O vice-governador eleito Robinson Faria e o deputado federal reeleito Fábio Faria, declararam a imprensa que estão apoiando Dilma Rousseff.

Até aqui tudo bem…

Mas, alguém viu Robinson ou Fábio participar de alguma mobilização pró-Dilma?

Robinson tem a justificativa que está se recuperando de uma crise de diverticulite.

E Fábio?

Estava aonde?

Sem categoria

Carreata de Dilma em Caicó termina em confusão

O que se viu neste segundo turno, foram adversários do primeiro turno (Garibaldi e Iberê), fazendo campanha juntos para Dilma.

Mas…em Caicó, nem Dilma conseguiu unir adversários.

Ontem (29), a carreata em Caicó que contava com as presenças da deputada federal Fátima Bezerra, deputado federal João Maia, prefeito Bibi Costa, vice-prefeito Gilberto Costa e o empresário José Rangel, terminou em confusão.

Após Bibi subir para desfilar no carro aberto, imediatamente Rangel desceu.

Foi constrangimento pra tudo que foi lado.

Sem categoria

Presidenciáveis evitam fazer ataques e citar Lula no último debate

No último debate das eleições 2010, realizado pela TV Globo nesta sexta-feira (29), Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) evitaram o contato direto tanto durante suas caminhadas pelo palco como nas críticas veladas que fizeram um ao outro. Também se esforçaram para não citar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na sessão de duas horas de perguntas e respostas a eleitores indecisos, a petista e o tucano detalharam algumas de suas propostas, mas fugiram das denúncias que fizeram um contra o outro nos últimos debates – notoriamente os casos Erenice Guerra, ex-assessora de Dilma, e Paulo Preto, ex-diretor da empresa paulista de estradas.

No primeiro bloco, questionado por um eleitor do Distrito Federal sobre corrupção, Serra atacou a falta de punições a corruptos nos últimos 20 anos e, nesse período, acabou incluindo o governo de seu aliado, Fernando Henrique Cardoso, como um dos que não deixaram atrás das grades suspeitos de lesarem o patrimônio público. Serra foi ministro do Planejamento e da Saúde na gestão FHC.

“Nós vimos escândalos grandes nos últimos 20 anos, e ninguém ficou preso”, afirmou o tucano. “O exemplo tem que vir de cima. O chefe de governo tem que começar dando exemplo, escolhendo bem as equipes e punindo quando há alguma irregularidade.”

O ex-governador de São Paulo fez crítica velada a Lula, que criticou órgãos de fiscalização durante sua gestão. Mas só citou o adversário que o derrotou em 2002 ao lembrar que também participou da disputa oito anos atrás. Dilma, líder nas pesquisas, preferiu fazer referência ao “meu governo” e ao “futuro governo”.

O tom emotivo, visto no último programa do horário eleitoral obrigatório, ficou restrito aos comentários finais. Dilma disse ter ficado triste na campanha “em razão de algumas calúnias” feitas contra ela na internet e em panfletos. “Mas não guardo mágoa”, disse ela, que já acusou tucanos de promoverem “mentiras e calúnias”.

Serra voltou a pedir a seus eleitores que conquistem mais um voto por ele e que oferece sua biografia para ser sucessor de Lula na Presidência.

Ao longo de todo o debate, Dilma e Serra evitaram contato visual, dirigiram-se para o outro lado enquanto o oponente falava às câmeras e só se tocaram no começo e no fim do encontro, para se cumprimentarem.

Críticas veladas

Ainda no tema corrupção, Dilma afirmou que a Polícia Federal está fortalecida para investigar casos do tipo e citou o caso sanguessugas, que envolve desvio de verbas do Ministério da Saúde, incluindo o período em que um aliado de Serra passou à frente da pasta. “Começamos a ver uma porção de casos de corrupção sendo apurados. Pela primeira vez foram incluídos casos de altas figuras.

Sobre o caso dos sanguessugas, ela afirmou: “Havia todo um processo de uso do dinheiro público na área da saúde e, junto com a CGU (Controladoria Geral da União), a Policia Federal investigou”.

Em seguida, referiu-se a um apelido dado por adversários de Geraldo Brindeiro, procurador-geral da República durante o governo FHC. “É importante que não haja o engavetador-geral da República”, disse a petista.

O modelo do debate, em que eleitores indecisos perguntavam aos candidatos, fez com que houvesse uma redução do confronto entre eles. Dilma e Serra foram respondendo às questões dos eleitores, sem se referirem diretamente um ao outro. Cada eleitor perguntou sobre um tema a um candidato, e o outro fez comentários em seguida.

Nos segundo e terceiro blocos, a corrupção saiu do centro do debate, mas tanto Dilma quanto Serra continuaram fazendo referências sutis a episódios que envolvem os dois. O tucano também criticou o governo Lula, sem citar o nome do presidente. “O governo federal duplicou impostos sobre saneamento. Isso tira R$ 2 bilhões das empresas estaduais de saneamento por ano.”

Dilma retrucou dizendo que “o Brasil parou de investir em saneamento durante muito tempo”, mas não citou o governo FHC nem Serra diretamente.

Em outro momento, respondendo sobre educação, Dilma disse que “não se pode receber professores com cassetetes. O diálogo é fundamental.” É uma referência a conflitos entre policiais e professores estaduais em São Paulo, mas ela de novo não mencionou Serra nem o governo do Estado.

Serra foi um pouco mais incisivo, mas ainda sem falar no nome de Dilma ou dirigir-se a ela. “Muitos Estados e municípios não estão pagando o piso nacional [de salários de professores], porque o governo prometeu complementar, mas não fez isso. A Bahia [Estado da eleitora que fez pergunta sobre o tema] é governada pelo PT, o partido do governo federal, mas nem assim melhorou o salário”, afirmou o tucano.

No segundo turno, Dilma e Serra participaram de quatro debates nas TVs Bandeirantes, RedeTV!, Record e, finalmente, Globo.

Portal UOL:

Por Maurício Savarese
Enviado ao Rio de Janeiro

Armando Pereira Filho
Em São Paulo

Sem categoria

Rosalba comanda carreata pró-Serra, neste sábado, em Natal

A governadora eleita Rosalba Ciarlini (DEM), comanda neste sábado (30), uma carreata pró-Serra pelas ruas de Natal.

O senador reeleito José Agripino (DEM), o deputado federal Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho também participam da carreata.

A concentração será a partir das 9h, na área de lazer do Panatis.