Paulo de Tarso afirma que gratificações generalizadas não voltarão

Os servidores estaduais que recebiam gratificações podem ir tirando o cavalinho da chuva.

Elas não voltarão nas dimensões praticadas até o Governo Iberê Ferreira de Souza.

Pelo menos é o que informa o chefe da Casa Civil, Paulo de Tarso Fernandes.

Ele firma que “as gratificações eram generalizadas. O governo só vai gratificar os servidores que ultrapassam suas respectivas cargas horárias”, afirmou.

Deu no FatorRRH, blog do publicitário Ricardo Rosado.