Pela primeira vez, desde que assumiu o governo, Rosalba Ciarlini recebeu diretamente os sindicalistas para dialogar.

O encontro se deu ao final da noite de ontem (24), na Governadoria.

Até então, o ex-chefe da Casa Civil, Paulo de Tarso Fernandes, era o negociador em nome do governo.

Na reunião que durou mais de duas horas, a governadora aceitou o pedido para abonar as faltas dos servidores grevistas. Mas, o governo só suspende o corte de ponto, se não houver mais greve. “As faltas não serão descontadas, mas queremos a compreensão de que devemos negociar em paz”, observou a governadora.

O clima de harmonia foi estabelecido logo no começo do encontro quando a governadora assegurou que quer acabar com as distorções salariais, acatando a sugestão do Sindicatos da Educação (SINTE); Administração Indireta (SINAI) e Sindicato dos Servidores Técnicos da Secretaria Estadual de Tributação (SINTERN) para uma repactuação do acordo feito em julho.  Para isso será criado um grupo de trabalho formado por representantes de entidades dos servidores e do governo.

Acompanhe mais notícias pelo nosso twitter: www.twitter.com/heitorgregorio