Após reunião com o vice-governador Antenor Roberto e os secretários Raimundo Alves (Casa Civil) e Coronel Araújo (Segurança), a comissão representativa dos policiais e bombeiros militares, que paralisaram as atividades no início da manhã com uma série de reivindicações.

As medidas acordadas entre pelo Governo e os representantes foram as seguintes:

– Criação de grupo de trabalho para reduzir as diferenças salariais nas categorias da Segurança Pública;

– Projeto de Lei para correção das distorções salariais;

– Implantação de promoções em julho de 2019;

– Pagamento da folha para os agentes de segurança ativos, inativos e pensionistas no dia 15;

– Pagamento das promoções retroativas;

– Comandos da PM e Corpo de Bombeiros não irão punir os servidores que participaram da grande mobilização desta segunda-feira (17), em frente ao gabinete da governadora.

OBS: Os líderes sindicais vão deliberar em assembleia as propostas.