Hoje nós vivemos em novos tempos na política.

Adversários são amigos e se respeitam.

Mas…o prefeito de São Fernando, Genilson Maia (PSB), ainda vive de acordo com as regras da idade das pedras.

Veja o seguinte fato:

Na manhã desta sexta-feira (25), houve uma reunião em Caicó, para discutir o processo de estadualização do Hospital Regional do Seridó, antigo SESP. A secretaria-adjunta de Saúde do Estado, Ana Tânia Sampaio, estava presente, além do deputado estadual Vivaldo Costa (PR) e prefeitos de várias cidades do Seridó, entre os quais, o de São Fernando, Genilson Maia (PSB).

Em sua fala, Genilson fez várias críticas a Saúde de Caicó, e culpou os representantes políticos desde 50 anos atrás.

Vivaldo, que tem mais de 40 anos de vida pública, se justificou, lógico, dizendo que sempre lutou pelas causas da Saúde, não somente em Caicó, más em todo Seridó. E citou os nomes de Dinarte Mariz, Monsenhor Walfredo Gurgel, Milton Marinho, Carlindo Dantas, José Josias e Manoel Torres, como homens públicos que também lutaram pelas melhorias da Saúde.

A partir daí, foi chamado por Genilson, de “velho sem vergonha”.

Uma atitude grosseira, desrespeitosa e mal educada.

Primeiro por Vivaldo já ter 70 anos, e depois por se tratar de uma autoridade: ele é titular de um mandato de deputado estadual.

Um homem público que já foi até governador do Estado, ser chamado de velho sem vergonha, é uma tremenda falta de respeito.

Após essa discussão, a reunião se deu por encerrada. Vivaldo se retitou do local e foi acompanhado por Ana Tânia Sampaio e diversas outras autoridades.