O protesto ocorrido na tarde deste sábado (06), na Praia da Redinha, teve a presença da população que se somou ao prefeito Álvaro Dias, deputados Eudiane Macedo e Ubaldo Fernandes e os vereadores Raniere Barbosa, Felipe Alves, Preto Aquino, Robson Carvalho, Dinarte Torres, Kleber Fernandes e o representante de Luiz Almir, que ainda se recupera de um problema de saúde.

“Natal não pode ficar calada diante de uma flagrante discriminação com seus anseios e com seu povo. A cidade e a Zona Norte esperam pelo Terminal Turístico da Redinha, projeto que vai impulsionar e transformar a tradicional praia. População diz isso em praça pública, nesta tarde”, disse o prefeito.

“Se o corte nas emendas fosse linear para todos os projetos, restariam cerca de R$ 20 milhões para a Redinha. Seria aceitável. Deixar apenas R$ 8,5 milhões é injustificável. É um valor que não atende ao projeto transformador para a Zona Norte. Vestimos a camisa de Natal”, continuou o prefeito.

Entre os populares, faixas diziam: “Natal sim, voto sim. Natal não, voto não”.

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.