Os prefeitos de Passa e Fica, Pepeu Lisboa (PMDB), e de Almino Afonso, Lawrence Amorim (PMDB), estiveram no gabinete do senador José Agripino nesta terça-feira (10), em Brasília, para fazer um apelo ao parlamentar em defesa do combate à seca no Rio Grande do Norte. Os prefeitos reclamam do aumento de despesas para os cofres municipais com a aquisição de carros-pipa e da ausência de medidas federais que possam solucionar efetivamente essa questão crônica para a região Nordeste.  “A seca é um problema secular. No momento, os prefeitos estão se sentindo quase órfãos porque as ações – que deveriam chegar de forma efetiva, não para combater o efeito, mas a causa – não chegam”, critica Pepeu lembrando que a transposição do Rio São Francisco poderia ser uma solução, mas virou um “conto de fadas” para os nordestinos.

Defensor do municipalismo, o senador José Agripino garantiu apoio aos prefeitos. Segundo Agripino, se o governo federal conseguisse cumprir as promessas feitas ao Nordeste brasileiro, como a transposição do Rio São Francisco, a atualização do Pacto Federativo e o desassoreamento das barragens, a seca no Nordeste estaria praticamente solucionada. “O quadro é grave, é de aflição para centenas de famílias no meu Estado. O ganha-pão das pessoas está indo embora, mas existe uma completa insensibilidade do governo federal em relação ao tema”, ressaltou Agripino.

 Já o prefeito Lawrence Amorim demonstrou indignação ao fazer referência as constantes vindas à capital federal  para “mendigar recursos federais”. “Este ano a coisa está difícil porque nem o orçamento foi aprovado e a liberação das emendas depende disso. O município precisa deixar de ser o primo pobre da nação. É por isso, que viemos aqui pedir o apoio dos nossos parlamentares para nos ajudar nessa luta, acabar com essa peregrinação”, desabafa.

Foto: Mariana DiPietro

laurencio_pepeu_agripino (1)

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.