Nessa terça-feira (27), o prefeito da capital potiguar, Álvaro Dias, se reuniu com o superintendente regional da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Leonardo Diniz, para encaminhar iniciativas para a ampliação da malha ferroviária da Grande Natal e assinou um termo de cooperação para estender o sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT) em direção a Parnamirim, São José de Mipibu, Nísia Floresta e São Gonçalo do Amarante (aeroporto).

“Estamos aderindo a esse acordo entre governo federal (através da CBTU, Ministério do Desenvolvimento Regional), e prefeituras da Grande Natal e, depois, pretendemos aumentar para fazer o VLT melhor atender a Natal. Quando tornamos esse serviço de transporte mais amplo, propiciamos o barateamento da mobilidade intermunicipal. Assim, conseguimos beneficiar diretamente toda a população que vai e vem de Natal, diariamente”, enfatizou o chefe do executivo municipal, Álvaro Dias.

O Acordo De Cooperação Técnica tem por objeto estabelecer uma cooperação para desenvolver estudos para ampliação da linha férrea de passageiros na Grande Natal e implantar um Plano de Trabalho, elaborando estudos, pesquisas, medidas e ações; oferecendo suporte técnico, operacional e administrativo necessário à execução e elaboração das atividades; prestando apoio técnico, científico e operacional necessário, dentro de áreas de competência; fornecendo dados e informações necessárias; entre outros.

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA
A ampliação do VLT já era previsto no Plano Diretor de Transporte da Região, e também faz parte das discussões da integração intermodal para Natal, que visa aumentar a conectividade de modais na Grande Natal. Tanto que o Município já tem estudos para mais projetos que se somem a este, com foco no barateamento do preço do transporte público.

Segundo o secretário adjunto da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), Walter Pedro, a Prefeitura está desenvolvendo, concomitantemente, junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional um projeto de cooperação técnica sobre Desenvolvimento Orientado ao Transporte no Brasil – DOT para contribuir também para a mobilidade urbana, o desenvolvimento urbano e a sustentabilidade ambiental, através de proposta dentro do eixo transporte público coletivo por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Urbano e Regional em conjunto com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Foto: Argemiro Lima