O presidente da ADESE (Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó), Joaquim Gaspar, entra em contato com o blog e chama atenção da classe política para o preço cobrado por um saco de milho que serve de alimento para o gado: R$ 39,90.

“Como pode um pobre Agricultor pagar R$ 39,90 por um saco de milho?”, questiona Joaquim Gaspar.

Os comentários estão fechados.