Procurador da República designado por Janot atua na delação de Gutson Reinaldo que envolve políticos

O termo de delação premiada de Gutson Johnson Giovany Reinaldo Bezerra, assinado no dia 10 de novembro passado, conta com um Procurador da República, Rodrigo Telles de Souza, designado pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Além dele, também assinam o documento da delação, o advogado do defesa de Gutson, Manoel Fernandes Braga; o Procurador-Geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis e os promotores Afonso de Ligório, Paulo Batista Lopes Neto e Keiviany Silva de Sena.

O ex-diretor do IDEMA foi preso na Operação Candeeiro, deflagrada pelo Ministério Público Estadual em 2 de setembro de 2015, para apurar o desvio na ordem de R$ 19 milhões no órgão estadual. Ele é filho da ex-procuradora da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês, que deixou o cargo após a Operação Dama de Espadas, deflagrada para apurar o desvio de R$ 5,5 milhões da Casa Legislativa, entre os anos de 2006 e 2011, período em que a Casa Legislativa foi presidida pelo atual governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).