A decisão do desembargador Vivaldo Pinheiro em relação ao Proedi atendeu em parte a solicitação da Prefeitura de Natal para que não sejam descontados do repasse do município o benefício fiscal dado pelo governo aos empresários.

Mas não determinou a devolução do repasse retido pelo governo.

A situação preocupa o município que ainda não tem certeza do pagamento do décimo terceiro dentro do ano.

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.