A íntegra do discurso de posse do novo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB):

“Na antiguidade, os deuses do Monte Olimpo diziam que os homens tinham um grande defeito: a ingratidão.

Este defeito eu não tenho. Sei agradecer.

Quero portanto, agradecer em primeiro lugar, não aos deuses do Monte Olimpo, mas ao meu senhor meu Deus e meu Pai, que me iluminou e me deu muita fé e coragem para disputar esta eleição: combati o bom combate, venci, e guardei a fé.

Agradeço a todos, desde a dona Joaquina de Touros que me telefonou dizendo “não voto Deputado, mas rezo diariamente à virgem mãe de Deus pela sua vitória”. Aos meus colegas Deputados, a todos os 23 pares, aos que não votaram em mim e em dobro mil vezes aos que me elegeram presidente da Casa do Povo e de José Augusto.

Ao meu pai, a minha mãe, a minha mulher e ao meu filho João Ezequiel, que nas lágrimas derramadas, no franzir das testas e sobretudo nas angustias dos sonhos, me deram força e me enrijeceram para vencer esta luta.

Hoje o dia é outro e na repetição de todos os dias passados, revejo meu pai Ezequiel Ferreira de Souza há 40 anos deixando a presidência desta casa.

E no outro dia na multiplicação de todos os dias, assumo esta presidência.

É o dia da casa de José Augusto, que em vida pregou a disputa, mas arguia a conciliação, pregou o contraditório, mas sobressaia a democracia.

Este será o meu caminho, estes serão os meus alvos. Esta será a luta desta casa.

Obrigado.”