A Prefeitura de Mossoró através da Secretaria Executiva de Serviços Urbanos iniciou nesta segunda-feira (04), um trabalho de fiscalização dos montantes de lixo encontrados em pontos da cidade, onde a limpeza urbana atua com frequência. O trabalho tem o objetivo de identificar os infratores, através de provas encontradas no próprio lixo.

O secretário executivo de Serviços Urbanos, Cid Batista, explica que os fiscais peritos analisam o lixo para encontrar os possíveis infratores. “No próprio lixo sempre tem correspondências, comandas, papéis que identificam as pessoas. A partir das provas, vamos até o infrator e acionamos a Secretaria Executiva do Meio Ambiente, para que sejam feitos os procedimentos administrativos, como multas e notificações”, destaca.

Entre os estabelecimentos que a Prefeitura já notificou está o Restaurante 5ª Avenida, de propriedade de uma filha de Tião Couto.

*Atualizado às 08:50

Outro lado

A respeito de notícia sobre lixo irregular em Mossoró, o Restaurante 5ª Avenida tem a esclarecer que:

O Restaurante faz coleta diferenciada de restos de alimentos, papéis, plásticos, etc. Sendo que os restos de alimentos são acondicionados em tambores próprios e levados diariamente por um parceiro que os utiliza para uma criação de porcos fora de Mossoró.

É estranho que a Prefeitura tenha encontrado num único lixo papéis e restos de comida, uma vez que são coletados em depósitos diferentes e levados para lugares diferentes.

Mais estranho ainda é que o restaurante sequer tenha sido notificado até agora, ou seja, houve uma pressa em noticiar antes de notificar, numa clara tentativa de fazer o barulho, sem se preocupar em dar direito à defesa.

O Restaurante 5ªAvenida não é de propriedade de Tião Couto, e sim de uma filha dele.

Não é a primeira vez que Tião Couto é vítima desse tipo de “armação”, tendo sido um recurso utilizado pelos ativistas políticos que hoje ocupam a Prefeitura de Mossoró na campanha eleitoral passada.

Desta forma, o 5ªAvenida aguarda receber a notificação da Prefeitura para defender-se adequadamente e provar que não é o responsável por qualquer lixo deixado de forma irregular na cidade.

Fotos: Asscom/Mossoró

LixoLixo 3