O governador Robinson Faria (PSD) tem demonstrado em seus gestos que busca se tornar um populista.

O populismo é um termo dado aos políticos carismáticos que procuram uma relação bem próxima com a massa. Mas, carisma não é uma característica marcante do governador. O fato de frequentar shoppings ou ambientes públicos não é o que define um político ser carismático, mas sim o abraço apertado com o sorrido bem largo, de forma espontânea. E Robinson não é assim.

Consciente ou não das dificuldades que estão por vir, sendo de ordem financeira a maior delas, Robinson adota bem o que fez a ex-prefeita Micarla de Sousa e a ex-governadora Rosalba Ciarlini, dois grandes exemplos de populismo no Rio Grande do Norte. Seria uma alternativa de esconder que os corredores do Hospital Walfredo Gurgel continuam superlotados? E os Hospitais Regionais do interior um caos? Talvez.

O Governador tem procurado estar sempre perto do povo. O exemplo mais recente foi ter dedicado a manhã desta quinta-feira (02) para entregar peixes às famílias carentes de Macaíba e de alguns bairros de Natal: Nordeste, Planalto e Bom Pastor. A ação ocorreu por meio da Emater e distribuirá em todo o estado 120 toneladas de pescado. Ao todo, foram investidos R$ 1,2 milhão oriundos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A primeira-dama Julianne Faria, também secretária de Assistência Social, e o titular da Secretaria de Agricultura, Pecuária e da Pesca, Haroldo Abuana, acompanharam o chefe do Executivo Estadual, além do Diretor-Geral da Emater, César Oliveira.

Foto: Rayana Mainara