Basta conversar com o vice-governador-eleito, Robinson Faria (PMN), para saber que ele defende as secretarias de saúde, educação e segurança ocupadas por uma pessoa técnica, sem interferência política.

A defesa de Robinson é pertinente, tendo em vista a crise que enfrenta os três setores no nosso Estado.

Sem dúvidas, a governadora-eleita Rosalba Ciarlini (DEM), concorda com o pensamento do vice.

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.