A Secretaria Extraordinária de Cultura e a Fundação José Augusto montaram um grupo de trabalho formado por arquitetos e engenheiros para recuperar o Casarão dos Guarapes, patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Norte.

 O local era residência do comerciante Fabrício Pedroza e é considerado um dos principais marcos da economia da província do Rio Grande. O casarão deu origem ainda ao bairro dos Guarapes na zona norte de Natal.

 A recuperação do Casarão dos Guarapes prevê a criação de um centro cultural, além da preservação dos quase 100 mil hectares de terra que eram do proprietário Fabrício Pedroza. Os investimentos para a obra estão previstos em R$ 800 mil.