O senado aprovou com 64 votos favoráveis, 7 contrários e 1 abstenção, a indicação do ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Emmanoel Pereira, para ocupar a vaga do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), destinada ao tribunal (OFS 30/2019).

Emmanoel é pai do também ex-conselheiro do CNJ, Emmanuel Campelo, e do jurista Erick Pereira.

O senador Eduardo Braga (MDB-AM), que relatou a indicação do ministro, se manifestou de forma favorável.

— O ministro tem uma vida dedicada à legislação, ao judiciário e ao TST e agora, mais uma vez, é exemplo do trabalho bem sucedido […], porque o filho do ministro Emmanoel já cumpriu mandato no CNJ com apoio do Senado. Dessa feita, o nosso ministro Emmanoel Pereira vai ao CNJ — celebrou.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.