Foi decidida durante a assembleia dos servidores do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) a suspensão da greve que estava programada para ser iniciada nesta quarta-feira (21).

Os servidores ficarão de sobreaviso por 10 dias, que corresponde ao período da licença do presidente, o desembargador Cláudio Santos.

O desembargador Amílcar Maia exerce interinamente a Presidência e avisou aos servidores que não fará qualquer negociação, tendo em vista as diretrizes tomadas pelo presidente.