O atraso no pagamento dos salários dos servidores públicos do Rio Grande do Norte vem gerando impactos desastrosos nas condições de vida dos trabalhadores. A cada dia que passa a situação se agrava, e a esperança de receber os vencimentos atrasados vai ficando cada vez mais distante.

Desta vez, não é apenas o décimo terceiro salário de 2017 que continua atrasado, o débito cresceu, e foi somado ao atraso no pagamento do mês de novembro (para os servidores que ganham acima de 5 mil), dezembro, e também o 13° de 2018.

No Hospital Santa Catarina, os servidores estão pedindo doação de alimentos.