Os servidores da Saúde em greve e professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) decidiram acampar na Governadoria, reivindicado a regularização do pagamento salarial, que está em atraso, tendo em vista que só foi concluído o pagamento de setembro na última sexta-feira, 10 de novembro.

“O acampamento, igualmente a greve, segue em tempo indeterminado”, afirma a presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN), Rosália Fernandes.

Fotos: Sindsaúde-RN

Grevistas 3

Grevistas 1

Grevistas 2

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.