Sesap e Ministério da Saúde desmentem boato de ebola no Brasil‏

O Centro de Informação Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS/RN) e a Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (SUVIGE) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vem a público esclarecer que não partiu destes setores a divulgação de possíveis casos de ebola no país. As informações que circulam nas redes sociais com autoria do CIEVS, por meio do aplicativo Whatsapp, não são verdadeiras.

Preocupado com a repercussão do assunto, o Ministério da Saúde já se pronunciou reafirmando que não há caso suspeito nem confirmado de ebola no país e pedindo o apoio dos internautas e população usuária das redes sociais para disseminar as informações corretas a respeito do ebola, compartilhando a seguinte nota:

Atenção! Não há caso suspeito ou confirmado de ebola no Brasil. Os países afetados pelo vírus estão TODOS situados na África Ocidental.

O risco do ebola chegar ao país é considerado baixo, já que a doença é transmitida pelo contato direto com sangue, secreções, órgãos e outros fluidos corporais de pessoas ou animais infectados. Diferentemente de outras doenças, o Ebola não é transmitido pelo ar.

O Ministério da Saúde recebe, diariamente, informações da OMS sobre a situação da circulação do vírus no mundo. Qualquer caso suspeito, o Brasil irá informar imediatamente à OMS e a comunicação para a população brasileira será sempre transparente. Acompanhe as notícias atualizadas nas redes oficiais do Ministério da Saúde”.