“Mesmo em meio ao sofrimento da morte de tantos médicos, nesta luta sem tréguas ao coronavírus, a boa notícia que parece apontar é que a queda inicialmente constatada no atendimento inicial de pronto-socorro parece se encaminhar para os leitos semi-intensivo e de UTI, no setor privado.

A situação no Hospital Rio Grande que era de lotação na visita que o Sinmed realizou no início da semana, apresentou ligeira folga nesta sexta-feira. O quadro hoje é o seguinte: UTI COVID – de 20 vagas, 7 disponíveis, SEMI-INTENSIVO COVID – de 27 vagas, 8 disponíveis.

São os primeiros sinais que devemos acompanhar para ver se é uma tendência a se consolidar. No meio das sombras trazidas pela pandemia pode estar surgindo uma luz que sinaliza declínio da infecção e agora da internação de casos mais graves.

Essa tendência quanto à procura de internamento em UTI ainda não conseguimos detectar na rede pública, em razão de filas de espera. Vamos acompanhar nos próximos dias para ver se observamos no setor público o que começamos a perceber no setor privado”.

Geraldo Ferreira – Presidente do Sinmed/RN