Política

Legado de Agnelo continua forte em Parnamirim

Por falar em Parnamirim, continua forte no município a força do trabalho do saudoso Agnelo Alves.

Prova é a votação de Carlos Eduardo para governador no município em 2018.

Aliás, Carlos Eduardo poderá ter o peso de decidir a eleição de 2020 lá.

Política

Deputados Carlos Augusto e Hermano lembram os três anos de falecimento do ex-deputado Agnelo Alves e prestam homenagem

Durante pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (21), o deputado Carlos Augusto Maia (PCdoB) destacou a trajetória do ex-deputado Agnelo Alves, falecido há exatamente três anos. Carlos Augusto afirmou que, apesar do pouco tempo de convivência na Casa Legislativa, o período foi de grande aprendizado.

“Apesar de fazer oposição ao grupo político ao qual o ex-deputado Agnelo Alves pertencia, em Parnamirim, sempre tivemos um respeito mútuo e aqui na Assembleia Legislativa foi um período rápido, mas de grande aprendizado”, afirmou Carlos Augusto.

O parlamentar afirmou que se solidariza com a família e tem um grande respeito à história do ex-deputado “E ao legado que Agnelo deixou na nossa querida cidade Trampolim da Vitória”.
Agnelo Alves dedicou sua vida ao jornalismo e à política e também foi prefeito de Natal, duas vezes prefeito de Parnamirim e senador da República.

Em aparte, o deputado Hermano Morais também homenageou o ex-deputado. “Agnelo fez um excelente trabalho como prefeito de Parnamirim e aqui quero enaltecer seu principal projeto aqui nesta Casa, de tornar as emendas parlamentares impositivas, mas infelizmente é algo que não vem sendo respeitado”, destacou.

Política

Missa de um ano de falecimento de Agnelo Alves reúne familiares, políticos e amigos

Com a Igreja de Santa Teresinha no Bairro Tirol lotada, familiares, políticos e amigos rezaram na noite desta terça-feira (21) a missa de um ano de falecimento do jornalista Agnelo Alves. 

O prefeito Carlos Eduardo (PDT), filho de Agnelo, assistiu à missa com a mãe Dona Celina, irmãos, sobrinhos e primos, entre eles, o ex-ministro Henrique Alves. 

Dois pré-vices de Carlos Eduardo prestigiaram o ato religioso: o deputado estadual Álvaro Dias e Marcelo Queiroz. 






Política

Um ano sem Agnelo

Nesta terça-feira (21), completa um ano da morte do saudoso jornalista Agnelo Alves, que faleceu no exercício do mandato de deputado estadual e anteriormente já tinha sido Prefeito de Natal, Prefeito de Parnamirim e Senador da República.

Às 09h houve uma Missa na Igreja de Santo Antônio, em Parnamirim, e logo mais às 18h, ocorrerá a Missa na Igreja de Santa Teresinha, em Natal.

Política

Câmara aprova projeto de Júlio Protásio que devolve “in memorian” mandato a Agnelo Alves

Conforme proposição do vereador Júlio Protásio (PSB) e subscrito pelos vereadores Felipe Alves (PMDB) e Raniere Barbosa (PDT), a Câmara Municipal de Natal, devolverá simbolicamente o mandato de Prefeito do município de Natal in memorian a Agnelo Alves, que teve o mandato cassado durante a Ditadura Militar. A iniciativa foi aprovada pelo plenário da Casa Legislativa nesta terça-feira (01).

O Projeto de Resolução reconhece como atos antidemocráticos e injustos a cassação do mandato e dos direitos políticos do Prefeito Agnelo Alves, ocorrida em 16 de maio de 1969. O projeto ainda anula a cassação do mandato e dos direitos políticos.

Para o vereador autor, Júlio Protásio, a iniciativa será como forma de corrigir a injustiça ao político que trouxe muitas virtudes pra cidade, e para colocar o nome do prefeito eleito Agnelo Alves, nos anais da Câmara Municipal, bem como, na sede da Prefeitura, como digno representante dos cidadãos natalenses.

“Referente ao Prefeito Agnelo Alves, que foi legitimamente eleito pelo voto popular e se tornou vítima da Ditadura Militar, tendo seu mandato tomado e seus direitos políticos cassados, a Câmara repara a injustiça e vai prestar a homenagem “in memorian” mesmo que de forma simbólica, mantendo-se o nome do mesmo, pelo período do mandato para o qual se elegeu como representante do povo”, justificou o autor do projeto.

“Através deste projeto, a Câmara corrigirá a injustiça e restabelecerá a vontade popular”, declarou  o vereador Felipe Alves.

Ver. Júlio Protásio - Foto ELPÍDIO JÚNIOR (1)

Política

TV Assembleia lança documentário que conta história de Agnelo Alves‏

O documentário ‘A Presença do Ausente’, sobre a história de Agnelo Alves, será lançado nesta quarta-feira (14), às 10h, no auditório da Assembleia Legislativa. O filme, que tem duração de 125 minutos, foi produzido pela TV Assembleia e reúne depoimentos de políticos, familiares e amigos do ex-deputado.

Com pesquisa, roteiro e direção do jornalista Valério Andrade, o documentário já estava sendo produzido antes da morte de Agnelo, em junho deste ano. O objetivo é contar a história do jornalista e político, que chegou a ser prefeito de Natal e Parnamirim, senador da República e deputado estadual.

Entre os depoimentos, estão os dos jornalistas Woden Madruga, Ticiano Duarte e Murilo Melo Filho; do ex-deputado e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Valério Mesquita; do advogado Diógenes da Cunha Lima e de políticos como Garibaldi Filho (PMDB), Henrique Alves (PMDB), José Agripino (DEM), Wilma de Faria (PSB), Fátima Bezerra (PT) e do presidente do Legislativo, Ezequiel Ferreira (PMDB).

Cultura

Amigos planejam a criação do Memorial Agnelo Alves

O saudoso jornalista, senador, deputado estadual, Prefeito de Natal e de Parnamirim, Agnelo Alves, vai ganhar um memorial em Parnamirim, cidade que administrou por duas vezes e tornou-se o maior líder político.

Foto: Arquivo

z

Agnelo Alves

A iniciativa para a construção do “Memorial Agnelo Alves” partiu dos fiéis escudeiros Jorge Cunha, Homero Grec e Giovani Júnior, após a concordância dos familiares de “neco”, personagem que adotou num período em que se apresentar com o nome verdadeiro colocava em risco a segurança pessoal. Era o tempo negro da ditadura, o mesmo que cassou seus direitos políticos em 1969.

Foto: Heitor Gregório

IMG_6326

Jorge Cunha e Homero Grec: dois dos três amigos que inicial a luta pelo Memorial Agnelo Alves

Jorge Cunha entende que a história de Agnelo precisa ser repassada para as futuras gerações: “Agnelo faz parte da história do Rio Grande do Norte e as futuras gerações precisam saber disso”.

O apreço de Agnelo por Parnamirim fez os amigos escolherem lá para a construção do Memorial. “O Memorial Agnelo Alves não poderia ter outro destino que não fosse Parnamirim”, justifica Homero Grec.

Nos próximos dias, o grupo vai começar a elaborar o projeto para a construção do Memorial, a começar pela escolha do local, formatação, parceiros e pessoas que possam contribuir em relação a fotos, passagens, depoimentos e homenagens.

“As pessoas terão a oportunidade de conhecer também o Agnelo além de político, jornalista e estrategistas”, adianta Jorge Cunha, sem mencionar datas.

*Jorge Cunha foi o amigo que encomendou uma escultura em tamanho natural de Agnelo Alves, que já está pronta, foi produzida pelo artista Eri Medeiros e vai ser guardada no Memorial Agnelo Alves.

Foto: Canindé Soares

z

A escultura de Agnelo Alves

Diversos

Missa de 30° dia de Agnelo Alves acontece nesta terça-feira (21)

A Família Alves reza nesta terça-feira (21) a Missa de 30º dia de falecimento do ex-prefeito, ex-deputado e ex-senador Agnelo Alves.

Às 16h a missa foi na Igreja de Santo Antônio – Cohabinal, em Parnamirim. E às 18h ocorre outra celebração na Igreja de Nossa Senhora da Apresentação (Antiga Catedral), em Natal.

Política

Emoção e saudade marcam homenagem a Agnelo Alves na Assembleia

A manhã desta quinta-feira (16) foi de homenagens ao deputado Agnelo Alves na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. No dia em que faria 83 anos, os deputados participaram de uma Sessão Solene e descerraram a placa da Ala das Comissões Permanentes, que ganhou o nome do parlamentar, falecido no último dia 21 de junho.

O momento marcante da Sessão Solene ficou por conta do discurso do filho de Agnelo Alves. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), contou histórias de família, de sua habilidade como jornalista, seu trabalho como homem público e do pai, que também foi conselheiro político. “Aos 66 anos, decidiu ser candidato a prefeito de Parnamirim. Disse que seria um grande prefeito e foi. Aos 82, mesmo doente, foi candidato a deputado. Ele dizia que só não seria, se o povo não o escolhesse. Foi um homem abençoado por Deus, as desavenças da vida teve tempo de desfazer todas. Exemplo importante para as futuras gerações do RN”.

Ala de Comissões Agnelo Alves

 

Por proposição do deputado Ricardo Motta (PROS), a Ala de Comissões Permanentes ganhou o nome de Agnelo Alves. O projeto foi subscrito por todos os parlamentares da Casa. “As comissões da nossa Casa passaram a ter outra visibilidade após a chegada do deputado Agnelo Alves. Foi a partir dele que as reuniões começaram a acontecer com regularidade e a serem transmitidas pela TV Assembleia”, afirmou Motta. 
Foto: Eduardo Maia  

Política

Agnelo será homenageado pela Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (16)

O saudoso ex-prefeito, ex-deputado e ex-senador Agnelo Alves será homenageado em Sessão Solene na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (16), data em que comemoraria seus 83 anos se estivesse vivo.

O requerimento foi apresentado pelo deputado estadual Tomba Farias (PSB) e subscrito pelos outros 23 deputados estaduais, inclusive, o presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), que também queria propor a homenagem.

 

Política

Carlos Eduardo na Missa de Agnelo em Parnamirim: “Não vou deixar a história do meu pai sem continuidade aqui”

No discurso emocionado que fez em Parnamirim, na tarde deste sábado (27), na Missa de 7º dia de Agnelo Alves, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) deu o recado: 

“Não vou deixar a história do meu pai sem continuidade aqui”, discursou Carlos Eduardo. 

Para bom entendedor, meia palavra basta. 

É fácil entender que o trabalho do melhor prefeito de lá ainda será trampolim para muitas vitórias. 

Política

Familiares e amigos lotam a Catedral Metropolitana na Missa de 7º dia de Agnelo Alves

Acontece neste momento na Catedral Metropolitana de Natal, a Missa de 7º dia do saudoso ex-deputado, ex-prefeito e ex-senador, Agnelo Alves, celebrada por Dom Heitor de Araújo Sales e concelebrada por Monsenhor Lucas Batista e pelos Padres João Medeiros, Valdir e Elielson. 

Além da viúva Celina e dos filhos Carlos Eduardo, Agnelo Filho e José Luís, estão as irmãs Madre Alves e Diúda, os sobrinhos Henrique Alves, Garibaldi Filho, Paulo Roberto Alves, Ricardo, Rosane, Dodora e demais familiares, como Walter Alves, Felipe Alves e José Dias. 

Amigos de várias partes do Estado prestam homenagens a Agnelo. 

A ex-governadora Wilma de Faria participa da missa. 

Fotos: Heitor Gregório  
  
  
  
  
  
   
 

Política

Assembleia Legislativa vai homenagear Agnelo Alves no dia em que completaria 83 anos

O saudoso ex-prefeito, ex-deputado e ex-senador Agnelo Alves será homenageado em Sessão Solene na Assembleia Legislativa no dia 16 de julho, data em que comemoraria seus 83 anos se estivesse vivo.

O requerimento foi apresentado pelo deputado estadual Tomba Farias (PSB) e subscrito pelos outros 23 deputados estaduais, inclusive, o presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), que também queria propor a homenagem.

Política

Ala das Comissões da Assembleia Legislativa se chamará ‘Deputado Agnelo Alves’

O deputado estadual Ricardo Motta (PROS) apresentou, nesta quinta-feira (25), projeto de Resolução para denominar de “Deputado Agnelo Alves” a ala destinada às comissões permanentes da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O ex-deputado Agnelo faleceu no último dia 21, aos 82 anos, em decorrência de complicações do câncer.

“É uma justíssima homenagem a um grande homem público, que foi prefeito de Natal, de Parnamirim, senador, nosso amigo de saudosa memória, o deputado Agnelo Alves. O Poder Legislativo presta homenagem dando seu nome à ala das comissões da nossa Casa. É com muito orgulho que nós apresentamos esse projeto de resolução”, afirmou o deputado Ricardo Motta.

Política

Agripino homenageia Agnelo Alves no Plenário do Senado‏

Durante sessão no plenário do Senado nesta terça-feira (28), o senador José Agripino (RN) prestou homenagem ao ex-deputado estadual Agnelo Alves, falecido neste domingo (21). O presidente do Democratas ressaltou as qualidades de Agnelo Alves e o classificou como um homem que “sempre pelejou pelas causas e interesses do Rio Grande do Norte”. Nesta segunda-feira (22), Agripino viajou para capital potiguar especialmente para participar do sepultamento do também ex-senador. Agnelo foi 1º suplente do senador Fernando Bezerra, assumindo o mandato entre 3 de agosto de 1999 a 31 de dezembro de 2000 pelo PMDB.

“O deputado Agnelo Alves foi prefeito de Parnamirim, uma cidade que não tinha sua individualidade devidamente destacada. Depois da administração de Agnelo, o município deixou de ser simplesmente parte da Grande Natal para se tornar uma cidade de evidência indiscutível. Tudo pela iniciativa de um prefeito que viu em seu mandato uma missão de vida”, contou Agripino.

“Faço questão de apresentar minhas condolências à família porque Agnelo Alves merece nosso apreço. Foi um jornalista de grande talento e sensatez. De sua amizade, guardo boas lembranças. Eu o conheci por intermédio de meu pai, que reconhecia em Agnelo um grande talento político”, concluiu Agripino logo após discurso do senador Aécio Neves na tribuna.

Foto: Mariana DiPietro

23.06.15 plenario_repercussão_viagem_venezuela (15)

Política

Júlio Protásio apresenta projeto para devolver “in memorian” mandato cassado de Agnelo Alves na ditadura

Por propositura do vereador Júlio Protásio (PSB), a Câmara Municipal de Natal, devolverá simbolicamente o mandato de Prefeito do município de Natal in memorian a Agnelo Alves, que teve o mandato cassado durante a Ditadura Militar. A iniciativa será através de projeto de resolução protocolado na Câmara nesta terça-feira (23).

O projeto de resolução reconhece como atos antidemocráticos e injustos a cassação do mandato e dos direitos políticos do Prefeito Agnelo Alves, ocorrida em 16 de maio de 1969. O projeto ainda anula a cassação do mandato e dos direitos políticos.

Para o vereador autor, Júlio Protásio, a iniciativa será como forma de corrigir esta injustiça, e coloca o nome do prefeito eleito Agnelo Alves, nos anais da Câmara Municipal, bem como, na sede da Prefeitura, como digno representante dos cidadãos natalenses.

“Através deste projeto, a Câmara corrigirá a injustiça e restabelecerá a vontade popular, que elegeu Agnelo Alves como seu representante”, afirmou Júlio Protásio.

Política

Vivaldo Costa assume mandato que foi de Agnelo Alves na quinta-feira (25)

Depois de cinco meses sem mandato por ter ficado na primeira suplência, obtendo 34.457 votos nas eleições de 2014, o médico Vivaldo Costa (PROS) reassume uma cadeira na Assembleia Legislativa, que foi pertencente ao jornalista Agnelo Alves, e morreu no domingo (21), sendo sepultado nesta segunda-feira (22). 

Vivaldo já foi prefeito de Caicó, vice-governador e governador do Rio Grande do Norte. 

O Papa-Jerimum, como é mais conhecido, declarou à imprensa que é muito difícil substituir Agnelo: “Ele é praticamente insubstituível”. 

A posse de Vivaldo só ocorre na quinta-feira (25), pois a Assembleia Legislativa está de luto oficial por três dias. 

  

Política

O adeus a Agnelo

O tempo chuvoso não impediu que milhares de pessoas fossem ao Cemitério Morada da Paz, se despedir do jornalista Agnelo Alves, deputado estadual, ex-prefeito de Natal e Parnamirim, ex-senador da República, pai do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves e tio do Ministro Henrique Alves e do senador Garibaldi Filho.

A classe política do Rio Grande do Norte compareceu para a última homenagem ao grande homem público, que esteve em ação muitas vezes como protagonista e em outras vezes como um observador. 

O governador Robinson Faria passou no velório, a senadora Fátima Bezerra, deputados federais, estaduais, prefeitos de vários municípios e vereadores. O senador José Agripino e o filho-deputado Felipe Maia vieram de Brasília para o adeus a Agnelo. 

As ex-governadoras Wilma de Faria e Rosalba Ciarlini também prestaram solidariedade ao lado dos ex-governadores Lavoisier Maia e Geraldo Melo. 

Eram muitos os jornalistas dos diferentes veículos de comunicação, de Natal e do interior. 

A missa foi celebrada pelo Arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha e auxiliada por diversos padres, entre eles, João Medeiros, colega de Agnelo na Academia Norte-Riograndense de Letras. 

Agnelo se foi e recebeu as homenagens que merecia. 

Fotos: Heitor Gregório e Márlio Forte 

  
 
  
  

  
  
  
  
  

Política

Agnelo e Aluizio juntos para sempre

O corpo do deputado estadual Agnelo Alves foi sepultado no Cemitério Morada da Paz,bvizinho ao jazigo onde está sepultado seu irmão Aluizio Alves. 

Agnelo e Aluizio eram semelhantes em tudo na vida. Inclusive, foram jornalistas e políticos. 

Estão juntos para sempre. 

Fotos: Heitor Gregório