Política

Assembleia discute Campanha da Fraternidade e Políticas Públicas

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte discutiu, na tarde desta quinta-feira (21), a viabilização e implementação de políticas públicas no estado. O foco do debate, proposto pelos deputados Ubaldo Fernandes (PTC) e Francisco do PT, foi a Campanha da Fraternidade. No encontro, deputados, representantes do Poder Público, da Igreja e da sociedade civil discutiram como garantir os direitos da população através das ações dos governantes.

Criada em 1962, em Natal, a Campanha da Fraternidade indica, anualmente, um tema para que seja alvo de ações e debates em todo o país. O tema deste ano, de acordo com a Confederação dos Bispos do Brasil, busca estimular a participação social nas Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum. Por isso, o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, com o lema “Serás libertado pelo direito e pela Justiça”.

Também participando da audiência pública, o arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e o vigário geral de Caicó, padre Ivanoff Pereira, falaram sobre a necessidade de engajamento da população na discussão acerca das políticas públicas. Para Dom Jaime, é preciso que as pessoas sejam vigilantes sobre o trabalho dos governantes e que não sejam neutros. No entendimento dele, é preciso buscar os direitos de todos.

“Que Deus nos dê o senso de Justiça, cidadania, equidade e de defesa dos menos favorecidos sempre”, disse o arcebispo.

AL

Foto: João Gilberto

Diversos

Campanha da Fraternidade é lançada na Zona Norte de Natal

Com o Tema “Fraternidade e superação da violência”, tendo como lema “Em Cristo somos todos irmãos (Mt 23,8)“ a Campanha da Fraternidade 2018 foi lançada na Zona Norte de Natal, na tarde deste domingo (18).

As deputadas Zenaide e Márcia Maia estiveram presentes na caminhada pelas ruas da região, juntamente com milhares de fiéis, além das vereadoras Nina Souza e Eudiane Macedo.

A caminhada seguiu da Capela Santiago Menor, na Avenida Itapetinga, e encerrou com uma missa presidida pelo Bispo Dom Jaime, no ginásio poliesportivo Dom Bosco.

CotidianoDiversos

Arquidiocese de Natal apresenta Campanha da Fraternidade à Imprensa

A Arquidiocese de Natal vai apresentar à imprensa potiguar, na próxima terça-feira (24), a Campanha da Fraternidade 2015, que este ano tem como tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade”.

A atividade será realizada no salão de eventos do Centro Pastoral Pio X, no subsolo da Catedral Metropolitana, a partir das 9 horas.

Na oportunidade, serão apresentadas as ações que serão desenvolvidas em nível de Arquidiocese, além dos objetivos e a proposta geral da CF para 2015.

Participarão do evento, o coordenador arquidiocesano de Campanhas, o padre João Nascimento, e o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha.

Política

Campanha da Fraternidade de 2015 será focada no combate à corrupção

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou nesta quarta-feira (18), a Campanha da Fraternidade de 2015.

O combate à corrupção deve ser um dos objetivos da Igreja Católica em 2015.

Integrante da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas, a Igreja Católica apoia a proibição de financiamento de candidatos por empresas (pessoas jurídicas) e a implantação do financiamento democrático, público e de pessoas físicas; a adoção do sistema eleitoral chamado “voto transparente”, proporcional, em dois turnos; a promoção da alternância de homens e mulheres nas listas de candidatos dos partidos; e o fortalecimento da democracia participativa, com plebiscito, referendo e projeto de lei de iniciativa popular.

Sem categoria

Dom Jaime faz apelo por defesa incondicional do SUS‏

A defesa incondicional do Sistema Único de Saúde pela população e principalmente pelos gestores públicos. Esta foi a mensagem final do arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira, na audiência pública realizada ontem (13) no plenarinho da Assembleia.

A mesma defesa foi feita por praticamente todos os convidados para o debate.

Se nós não tivermos cuidado, o SUS, que é um bem, uma conquista tão importante e histórica para o país, vai se tornando como algo que vai ficando distante e corremos o risco de irmos esquecendo daquelas lutas e empenhos da própria sociedade brasileira. Não podemos nos esquecer dessa conquista, sobretudo com a constatação de que há uma tendência visível da mercantilização da saúde”, disse dom Jaime.

No debate proposto pelo deputado Hermano Morais (PMDB), o presidente da Casa, Ricardo Motta (PMN), falou sobre o papel da Comissão de Saúde, na Casa, e da atuação da Assembleia Legislativa, dentro do limite de suas competências, para apoiar projetos nessa área, em benefício da população.

A audiência pública tratou do tema da Campanha da Fraternidade 2012, Fraternidade e Saúde Pública, que tem como lema: Que a saúde se difunda sobre a terra.