Poder

Justiça permite continuidade de aulas nas escolas privadas de Natal

As aulas nas escolas privadas de Natal estão aptas a continuar.

A decisão é do juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, que negou provimento a pedido de liminar para suspender o decreto da Prefeitura de Natal (RN) que garantiu o retorno das aulas presenciais na rede privada de ensino.

Porém, o magistrado determinou a suspensão da exigência do termo que eximia a responsabilidade das instituições e do Poder Público em caso de contaminação dos alunos pelo novo Coronavírus.

Mundo

Médica diz que coronavírus foi criado em laboratório chinês; governo nega

Do site Poder 360

A médica Li-Meng Yan, virologista chinesa, afirmou que o novo coronavírus foi produzido em 1 laboratório em Wuhan controlado pelo governo da China. Segundo ela, o governo chinês sabia antecipadamente do potencial de propagação do vírus. Em nota, o governo da China nega as informações.

As declarações foram dadas em 11 de setembro, durante uma entrevista ao programa britânico “Loose Woman”.  Li-Meng afirmou que há comprovação da origem do vírus no genoma do microorganismo. Li-Meng diz que vai publicar 1 artigo com as evidências científicas que comprovam essas alegações.

“A sequência do genoma é como a impressão digital humana. Com base nisto, pode reconhecer e identificar esta coisa. Assim, utilizei as provas existentes na sequência do genoma de Sars-CoV-2 para dizer às pessoas porque é que isto veio da China, porque é que eles são os únicos que o fizeram”, explicou.

Li-Meng, especializada em virologia e imunologia na Escola de Saúde Pública de Hong Kong, afirmou que fez duas investigações sobre a covid-19 na China, a 1º de dezembro de 2019 a janeiro deste ano e a 2ª em meados de janeiro.

Segundo ela, “este vírus não é da natureza”, mas sim de 1 experimento do Instituto Militar da China, que descobriu que a modificação laboratorial de 2 organismos, batizados de CC45 e ZXC41, originava 1 novo vírus.

Os resultados foram compartilhados com seu supervisor, que é consultor da OMS (Organização Mundial da Saúde). Ela relata que esperava que o seu supervisor fizesse “a coisa certa em nome do governo chinês e da OMS”, mas, para sua surpresa, foi ameaçada para “manter o silêncio ou então seria obrigada a desaparecer”.

Durante a entrevista, feita de uma localização confidencial, ela contou que precisou fugir para os Estados Unidos depois de desvendar a operação de encobrimento do coronavírus pelo governo chinês.

Li-Meng compartilhou que está conduzindo sua própria pesquisa juntamente com 1 grupo de cientistas do mundo todo. Ela afirma que 2 estudos serão publicados em breve com as constatações da origem do coronavírus na China.

“Há 2 relatórios, o primeiro virá dentro de vários dias e informará as pessoas sobre as provas científicas. Qualquer pessoa, mesmo aqueles sem qualquer conhecimento de biologia, pode lê-lo.”

OUTRO LADO

Em nota enviada ao programa “Loose Woman”, o governo chinês refutou as declarações de Li-Meng. De acordo com o texto, a China atuou imediatamente para tentar impedir a propagação do vírus. A nota também afirma que o governo norte-americano conduziu uma investigação que concluiu que a suspeita de o vírus ter sido produzido em laboratório era infundada.

Mundo

Rússia anuncia primeira vacina contra a covid-19

Da Agência Brasil

O presidente Vladimir Putin anunciou nesta terça-feira (11) que a Rússia registrou a primeira vacina do mundo contra o novo coronavírus. Ele garantiu que sua filha já tomou a vacina e que ela estará disponível a partir de janeiro. A decisão é questionada, e a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu o cumprimento dos protocolos e dos regulamentos.

O Ministério da Saúde russo deu a aprovação regulatória para o produto, desenvolvido pelo Instituto Gamaleya de Moscou, após menos de dois meses de iniciados os testes em humanos.

“Esta manhã foi registrada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra o novo coronavírus”, disse Putin durante reunião com membros do governo.

De acordo com o presidente, o produto é “eficaz” e superou todas as provas necessárias, além de permitir uma “imunidade estável” face à covid-19. Putin garantiu também que uma das suas duas filhas já recebeu uma dose e que se está se sentindo bem.

“Uma das minhas filhas tomou a vacina”, afirmou. “Dessa forma, ela participou da experiência. Depois da primeira vacinação, ela teve 38 graus de febre, no dia seguinte 37, e foi apenas isso”.

A Rússia espera agora poder iniciar a aplicação em massa, mesmo que estejam ocorrendo ainda testes clínicos para comprovar a segurança da vacina. As autoridades russas já tinham anunciado que os profissionais de saúde, professores e outros grupos de risco serão os primeiros a serem imunizados.

A vice primeira-ministra da Rússia, Tatyana Golikova, disse que a vacina vai começar a ser administrada a profissionais de saúde, a partir de setembro, e que estará disponível ao público em geral a partir de 1º de janeiro de 2021.

Decisão questionada

Muitos cientistas, no entanto, na Rússia e em outros países, questionaram a decisão de registrar a vacina antes que sejam completada a chamada Fase 3 do estudo – que, por norma, demora vários meses, envolve milhares de pessoas e é a única forma de provar que a vacina experimental é segura e funciona.

Nas últimas semanas, muitos cientistas expressaram preocupação com a velocidade em que estava sendo desenvolvida a vacina. A Organização Mundial da Saúde pediu “diretrizes claras” para o tratamento e o cumprimento dos protocolos e dos regulamentos em vigor.

Geral

Dioceses divulgam orientações para reabertura das Igrejas Católicas no RN

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha; o bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, e o bispo da Diocese de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, publicaram um decreto, nesta segunda-feira, 27 de julho, sobre a reabertura dos templos da Igreja Católica, no Rio Grande do Norte. Junto com o decreto, os bispos da Província Eclesiástica de Natal, também publicaram um conjunto de orientações para os padres e fiéis, acerca da volta às celebrações presenciais.

De acordo com o documento, cada uma das dioceses do Estado é autônoma para definir as datas da reabertura. Na Arquidiocese de Natal, o calendário será o seguinte: 10 de agosto – abertura das igrejas somente para oração pessoal; 15 de agosto reinício das celebrações das Missas nas Igrejas Matrizes, igrejas dos municípios que não são sede de Paróquias e capelas de Institutos Religiosos, e 19 de setembro – início das atividades celebrativas nas capelas que compõem a Paróquia. As celebrações deverão contar com número reduzido de fiéis, conforme o decreto assinado pelos bispos.

Documento 1

Plano de Reabertura das Igrejas

Geral

Governo do RN adia retomada de nova fase da atividade econômica; Natal permanece com reabertura de shoppings nesta terça (28)

O Governo do Estado vai atender a recomendação do seu Comitê Científico e adiar a terceira fase da retomada econômica.

A previsão é que essa fase ocorra somente no dia 05 de agosto.

Com a decisão do Governo do Estado, fica impedido a reabertura de bares e restaurantes com mais de 600 metros quadrados, que era prevista para esta quarta-feira (29).

Natal

Na capital do Rio Grande do Norte, os shoppings com ar-condicionado serão reabertos nesta terça-feira (28), por força de decreto da Prefeitura de Natal, que também autoriza a reabertura dos bares e dos serviços de alimentação (restaurantes, pizzarias, lanchonetes, food parksbuffets, casas de recepções e similares) com espaço físico superior a 300m² (trezentos metros quadrados). Os estabelecimentos poderão funcionar das 11h às 23h todos os dias da semana para as vendas de salão com atendimento presencial ao consumidor e possibilidade de consumação no local.

Contudo, o estabelecimento, para fins de aferição da capacidade de acomodação, deve utilizar a razão de uma pessoa para cada 5m² (cinco metros quadrados) de área do local. Para o serviço de entrega domiciliar e takeaway, sem consumação no local, os estabelecimentos poderão atender aos seus clientes sem qualquer limitação de horário.

Geral

Fiocruz aposta em vacinação contra covid-19 a partir de 2021

Da Agência Brasil

Pesquisadores da Fiocruz apostam em vacinação inicial contra a covid-19 em fevereiro de 2021 para um público específico. A partir daí, a produção nacional das doses poderá garantir imunização à população em geral, afirma a vice-diretora de Qualidade da Bio-Manguinhos (Fiocruz), Rosane Cuber Guimarães.

Os recentes resultados de pesquisas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, sobre a segurança da vacina contra a covid-19 elevaram o nível de otimismo em todo o mundo que, desde dezembro do ano passado, observa o alastramento do novo coronavírus, causador da doença, em todas as regiões. As pesquisas das fases 1 e 2, exigidas pelo procedimento científico, descartaram efeitos adversos graves provocados pela vacina. Foram registrados relatos de pequenos sintomas, como dores locais ou irritabilidade, aceitos em vacinas contra outras doenças.

O Brasil foi um dos países escolhidos para participar da Fase 3 dos estudos, que testa a eficácia da vacina. Os testes, que estão a cargo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e outras instituições parceiras, envolvem 5 mil voluntários de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. A expectativa é detectar a capacidade de imunização das doses e, a partir daí, a Fiocruz – parceira brasileira nas pesquisas de Oxford – receberá autorização para importar o princípio ativo concentrado, que será convertido inicialmente em 30 milhões de doses a serem aplicadas em parcela da população brasileira.

Rosane Guimarães disse ao programa Impressões, da TV Brasil, que vai ao ar neste domingo (26), às 22h30, que, em dezembro deste ano, o Brasil receberá 15 milhões de doses e, em janeiro, mais 15 milhões de doses.

“Estamos recebendo agora apenas 30 milhões de doses porque precisamos, antes de liberar a vacina, ter certeza da comprovação da eficácia dela. Então nós adquirimos 30 milhões de doses no risco e, se a vacina se comprovar eficaz, vamos receber mais 70 milhões de doses, totalizando, para o país, no primeiro ano, 100 milhões de doses de vacinas”, disse.

Diversos

UERN Natal oferece curso gratuito para professores das redes estadual e municipal sobre aplicativos Google para Educação e ensino remoto

Com a prorrogação da suspensão das aulas presenciais em todos os níveis, do fundamental ao superior, está sendo exigido dos professores conhecimentos para o ensino remoto.

Pensando nisso, o diretor da UERN Natal, Prof. Dr. Chico Dantas, elaborou e vai ministrar o curso “Aplicativos Google para Educação”, gratuito, on line e aberto a docentes da Universidade do Estado e professores das redes de estadual do RN e municipal de Natal.

O objetivo é apresentar e/ou aperfeiçoar o uso de aplicativos Google no ensino remoto e no apoio às demais atividades inerentes ao dia-a-dia do professor.

Gerenciamento de atividades, criação de documentos de forma colaborativa, compartilhamento de arquivos, desenvolvimento e gerência de salas de aulas virtuais estão no conteúdo do curso, que será ministrado em cinco módulos pelo canal YouTube/UERN Natal, semanalmente, sempre às segundas-feiras, das 14h às 17h, a partir de 04 de agosto.

O número de vagas é ilimitado, mas, para ter acesso às aulas, será necessário possuir uma conta de e-mail Google; comprovar ser professor da UERN ou das redes de ensino estadual do RN ou municipal de Natal, e se inscrever, através do link http://linktr.ee/chicodantas.

Geral

Vacinas de Oxford e da China apresentam resultados positivos

Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, anunciaram nesta segunda-feira (20) que, de acordo com resultados preliminares, a vacina da universidade para a Covid-19 é segura e induziu resposta imune no corpo dos voluntários.

E a vacina da chinesa CanSino Biologics também apresentou resposta imune.

As informações estão no G1.

Estado

Mortes por Covid caem após protocolos adotados pela Prefeitura de Natal

Ninguém pode negar.

A redução de óbitos por Covid-19 chega exatamente após os protocolos estabelecidos pela Prefeitura de Natal, que vão desde a instalação do Hospital de Campanha e Centro de Tratamento na Zona Norte, como o uso de medicamentos, testagem para a população, dentre outros.

Não pode ser simplesmente mera coincidência.

Estado

Sindicato defende reabertura de buffets e recepções e elogia atuação da Prefeitura de Natal na pandemia

Um plano de reabertura gradual para funcionamento dos buffets e recepções em Natal foi apresentado durante reunião com a presença do presidente do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN), Habib Chalita.

O presidente do Sindicato lembrou que o decreto publicado pela Prefeitura de Natal englobou bares e restaurantes para funcionar dentro de protocolos sanitários e de saúde sem que houvesse prejuízo aos estabelecimentos.

Com a presença de 25 empresários do segmento além do vereador Kleber Fernandes, a reunião apresentou a proposta dos buffets e recepções, que é norteada por quatro etapas e todas com rígidos protocolos de segurança.

Ainda segundo Habib Chalita, buffets e recepções, que estão inseridos no setor de alimentação e são representados pelo SHRBS-RN, estão dentro de padrão de serviço similar e poderiam retomar seus trabalhos na capital. “Este mercado [buffets e recepções] também tem uma contribuição importante para a geração de emprego e renda além de movimentar a economia da capital e de todo Rio Grande do Norte”, disse.

Para o presidente do SHRBS-RN, a Prefeitura vem atuando de forma a não prejudicar as empresas, com foco na preservação dos empregos dos estabelecimentos, assim como está cuidando também dos aspectos relacionados à saúde.

Reunião Buffets e recepções

Diversos

ConVid Adolescentes – Pesquisa de Comportamentos

A ConVid Adolescentes – Pesquisa de Comportamentos elaborada pela FIOCRUZ, em parceria com a UFMG e a UNICAMP, tem a finalidade de verificar como a pandemia de covid-19 está afetando a vida dos adolescentes de 12 a 17 anos.

Segue o link https://convid.fiocruz.br/index.php?pag=conviteadolescentes para o adolescente participar.

Entre as epidemiologistas que faz parte da pesquisa, está a potiguar Ana Brito, Doutora em Epidemiologia e Pós-Doutora pela Universidade de Berkeley – Califórnia (EUA).

Geral

Sindicato dos Médicos atesta redução na ocupação de leitos de Covid na rede privada do RN

“Mesmo em meio ao sofrimento da morte de tantos médicos, nesta luta sem tréguas ao coronavírus, a boa notícia que parece apontar é que a queda inicialmente constatada no atendimento inicial de pronto-socorro parece se encaminhar para os leitos semi-intensivo e de UTI, no setor privado.

A situação no Hospital Rio Grande que era de lotação na visita que o Sinmed realizou no início da semana, apresentou ligeira folga nesta sexta-feira. O quadro hoje é o seguinte: UTI COVID – de 20 vagas, 7 disponíveis, SEMI-INTENSIVO COVID – de 27 vagas, 8 disponíveis.

São os primeiros sinais que devemos acompanhar para ver se é uma tendência a se consolidar. No meio das sombras trazidas pela pandemia pode estar surgindo uma luz que sinaliza declínio da infecção e agora da internação de casos mais graves.

Essa tendência quanto à procura de internamento em UTI ainda não conseguimos detectar na rede pública, em razão de filas de espera. Vamos acompanhar nos próximos dias para ver se observamos no setor público o que começamos a perceber no setor privado”.

Geraldo Ferreira – Presidente do Sinmed/RN

Diversos

Catedral celebra missa em homenagem às mais de mil vítimas da covid-19 no RN

A Paróquia da Catedral Metropolitana de Natal vai celebrar uma missa, neste sábado, 4 de julho, às 11 horas, em homenagem às mais de mil vidas perdidas na batalha contra a covid-19, no estado do Rio Grande do Norte.

A “Missa da Saudade” vai ser celebrada na catedral, com as portas fechadas, e transmitida pelo Facebook, Instagram e Youtube – Paróquia da Catedral de Natal.

Os organizadores da missa sugerem que, durante a celebração, as pessoas vistam roupas brancas e postem, em suas redes sociais, fotos de entes queridos que foram vítimas da pandemia do novo coronavírus.

Economia

Sem vendas de bebidas alcoólicas: Restaurantes, lanchonetes e food-parks com até 300 m2 já podem reabrir no RN

O Governo do Estado confirmou para a próxima quarta-feira, 10 de julho, a retomada gradual das atividades econômicas no comércio no Rio Grande do Norte.

A Governadora Fátima Bezerra anunciou a decisão nessa segunda-feira, 29, em reunião virtual com empresários e entidades do setor produtivo potiguar, quando apresentou a Proposta de Cronograma para Abertura Gradual do comércio.

Nessa primeira fase, que vai até o dia 14, poderão reabrir restaurantes, lanchonetes e food-parks com até 300 m2, seguindo as determinações de permitir apenas 4 pessoas por mesa, com distância de 2m (dois metros) entre as mesas e de 1m (um metro) entre as pessoas. Será proibido o consumo de bebidas alcoólicas nesses estabelecimentos.

A segunda etapa da reabertura para o setor de Alimentação Fora do Lar ocorrerá apenas na Fase 3 do cronograma do Governo do Estado, que vai de 29 de julho a 11 de agosto. Poderão voltar a funcionar bares, restaurantes, lanchonetes e food-parks maiores que 300 m2; todos seguindo as determinações de 4 pessoas por mesa; distância de 2m (dois metros) entre as mesas e de 1m (um metro) entre pessoas. Fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas no estabelecimento, assim como não deve haver a realização de shows, festas e afins. Será permitida música ao vivo, desde que executada por apenas uma pessoa (músico + instrumento).

Pensando no retorno, a Abrasel tem elaborado cartilhas educativas e disseminado em suas redes informações fundamentais aos seus associados e ao mercado de uma forma mais ampla. Uma dessas ações é o PROTOCOLO PARA REABERTURA DE BARES E RESTAURANTES, importante documento que consolida ações e medidas alinhadas com as melhores práticas e recomendações da OMS e autoridades em saúde, nacionais e internacionais, a serem implementadas no estado do Rio Grande do Norte para que o setor de alimentação fora do lar possa reabrir de forma segura e gradual à população.

As particularidades de cada cidade, bairro e principalmente, empreendimento deverão ser avaliadas.

Abrasel RN – Protocolo Reabertura – Covid-19 – Sebrae

Geral

Governador do DF decreta estado de calamidade pública por causa da pandemia

Da Agência Brasil

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, decretou hoje (29) estado de calamidade pública, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus (covid-19). O decreto, publicado na manhã desta segunda-feira, terá validade enquanto perdurarem os efeitos da pandemia no Brasil.

O estado de calamidade pública é decretado quando ocorrem danos à saúde e aos serviços públicos, que comprometem seriamente a capacidade de resposta à crise. Com a medida, o Distrito Federal poderá receber recursos do governo federal, como a antecipação de benefícios sociais, liberação de seguros e a prorrogação de pagamentos de empréstimos federais, por exemplo.

Dados da pandemia no Distrito Federal, divulgados pela Secretaria de Saúde, mostram que o DF registrou até ontem, 44.905 casos confirmados de covid-19, com 548 óbitos.

Diversos

Fotógrafos do RN fazem ação solidária

Inspirada em ações realizadas pelo mundo, a campanha “Olhar Potiguar – Arte e Solidariedade unidas” consiste numa ação conjunta de mais de 50 (cinquenta) fotógrafos profissionais do Estado do Rio Grande do Norte, os quais doaram 02 (duas) imagens de suas autorias para que sejam comercializadas por um preço fixo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais).

Os valores arrecadados serão direcionados para 03 (três) entidades carentes que necessitam de auxílio emergencial imediato.

As fotografias, que terão tiragem ilimitada durante o período da campanha, serão impressas em papel fotográfico de formato 30x45cm e serão entregues num prazo de até 01 (um) mês depois do encerramento das vendas.

Veja o site aqui

Geral

Brasil entra em parceria para produzir vacina contra covid-19

Da Agência Brasil

O Brasil fechou acordo para disponibilização no futuro de doses de uma vacina que está sendo testada para o tratamento da covid-19. O medicamento está sendo desenvolvido em uma iniciativa conjunta da Universidade de Oxford e de um laboratório no Reino Unido e já está sendo testado no país.

O acordo prevê a produção de 100 milhões de doses de vacina por meio da aquisição de insumos e transferência de tecnologia para produção no país.

Caso seja comprovada a eficácia deste tratamento, dois lotes, de 15,2 milhões de unidades cada, serão disponibilizados em dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando cerca de 30 milhões de doses, ao custo de US$ 127 milhões. Os primeiros lotes serão destinados aos grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, além de profissionais de saúde e trabalhadores da segurança pública.

O Brasil poderá ainda contar com mais 70 milhões de doses, por cerca de US$ 160 milhões.

Em entrevista coletiva em Brasília, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, justificou a opção por assumir o risco da pesquisa, mesmo sem a comprovação da eficácia do medicamento. “O risco é necessário devido à urgência de busca de solução efetiva para as demandas de saúde pública. Consideramos um avanço para a tecnologia nacional e uma amostra do esforço do governo de encontrar soluções para a população brasileira.”

O secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo de Medeiros, destacou a situação promissora deste tratamento. “A vacina já está na fase 3, em fase clínica. O Brasil é representante do conjunto de nações que estão testando a vacina. A gente tem uma oportunidade de produzirmos e avançarmos com a oferta desta parceria e encomenda tecnológica. É óbvio que toda e qualquer entrega à população será feita com respeito aos critérios farmacológicos e clínicos e da segurança à população”, declarou.

Caso não seja comprovada a eficácia, o secretário de Vigilância em Saúde informou que não haverá aplicação da vacina, mas que permanece a transferência de tecnologia prevista no acordo para continuar avaliando soluções de tratamento.

De acordo com o Ministério da Saúde, há 460 projetos de pesquisa aprovados sobre diferentes aspectos relacionados à covid-19, de tratamentos ao entendimento da doença. Há também 114 ensaios clínicos e 44.262 participantes dessas iniciativas.

Teste
Os testes da vacina ChAdOx1 nCoV-19 no Brasil foram anunciados no início do mês e deverão contar, de acordo com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com 2 mil voluntários em São Paulo e com 1 mil no Rio de Janeiro, onde serão realizados pela Rede D’Or.