Estado

Governo do RN emite nota sobre Coronavírus

Nota sobre novo coronavírus

O Governo do Estado, na condição legal de responsável pela política estadual de saúde, os poderes do Rio Grande do Nortes, representações das prefeituras e de demais órgãos federais, estaduais e municipais ressaltam que estão trabalhando de forma integrada para alinhar as ações necessárias para o enfrentamento e o combate ao novo coronavírus.

As medidas serão norteadas pelo Plano de Contingência Estadual para Infecção Humana pelo Covid-19 e discutidas em um comitê coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), com a participação da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, representação dos municípios do RN, Ministério Público, Tribunal de Contas, Defensoria Pública do Estado, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, empresários e sociedade civil.

Como meio de reforçar a necessidade de proteção, conjuntamente o Governo e os demais poderes e órgãos farão uma campanha educativa que atingirá de forma massiva todo o estado com informações necessárias para conter o avanço do novo coronavírus.

Assim como o Poder Executivo já editou normas para o trabalho dos servidores públicos do Estado e o atendimento ao público potiguar, por meio de dois decretos editados no sábado (14), diversas entidades também já publicaram medidas visando diminuir o contágio.

O Governo e todos os demais órgãos públicos ressaltam que o momento exige de todos uma forte união e enorme disciplina para trabalhar com o objetivo de proteger a saúde da população do RN.

Mundo

Países fecham fronteiras para evitar propagação do coronavírus

Da Agência Brasil

Com o rápido avanço no número de casos diagnosticados de contaminação pelo novo coronavírus, alguns países da América Latina tomaram medidas extremas, como o fechamento de fronteiras para conter a disseminação da doença. Argentina, Honduras e Peru adotaram a medida.

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, decretou ontem (15) quarentena obrigatória para a população e o fechamento das fronteiras do país durante 15 dias. A medida foi tomada após um aumento de 28 novos casos em apenas um dia. O total de pessoas infectadas pelo vírus até o momento é de 71. O Peru tem 32 milhões de habitantes.

De acordo com o governo peruano, as Forças Armadas e a polícia ajudarão a manter a ordem pública, impedindo aglomeração de pessoas. Apenas farmácias, bancos e mercados de alimentos e produtos essenciais estarão abertos.

O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, decidiu pelo fechamento das fronteiras e do comércio pelos próximos sete dias. As restrições de fronteiras aéreas, marítimas e terrestres não afetarão o transporte de cargas e o fornecimento de produtos.

Ontem (15) o presidente argentino, Alberto Fernández, anunciou diversas medidas. Entre elas, o fechamento das fronteiras que terá duração de 15 dias, podendo ser prorrogado.

A proibição de entrada no território nacional é para estrangeiros não residentes. De acordo com documento oficial, “esta decisão minimizará a possibilidade de entrada e a propagação do vírus em nossa região. Colaboraremos com as autoridades dos países vizinhos na troca de informações essenciais para alcançar o objetivo comum.”

Alberto Fernández afirmou que foram detectados casos em que pessoas que vinham de áreas de risco pousavam em países vizinhos e tentavam entrar na Argentina pela fronteira terrestre.

“Decidimos que durante os próximos 15 dias – prazo que pode ser prorrogado – fecharemos as fronteiras e ninguém poderá entrar, exceto, obviamente, argentinos nativos ou estrangeiros residentes na Argentina”, afirmou Fernández.

Além disso, as aulas ficam suspensas por 14 dias, apesar das escolas não fecharem. A orientação é para que sejam realizadas atividades educativas à distância. Outra medida anunciada é a licença laboral para os maiores de 60 anos, grávidas e menores de 60 anos em condição de risco. A Argentina registra, no momento, 56 casos de contaminação e duas mortes.

Fechamento parcial de fronteiras
O Paraguai fechou parcialmente suas fronteiras a partir de hoje. O presidente Mario Abdo Benítez disse que pretende que a decisão seja ampliada para toda a região do Mercosul, que inclui Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai.

“Uma das propostas é o fechamento parcial da fronteira para as pessoas, não para as mercadorias”, disse Benítez, que também cancelou as aulas durante uma semana.

O Paraguai tem 7 casos confirmados de coronavírus e 25 suspeitos.

A Bolívia já havia tomado decisão semelhante quando proibiu a entrada de pessoas provenientes de países com muitos casos da doença, tornando mais rigorosos os controles nas fronteiras.

No dia 12 de março, o governo boliviano declarou emergência nacional e suspendeu as aulas até o fim do mês, além de proibir a entrada de passageiros provenientes da China, Coreia do Sul, Itália e Espanha.

Na Colômbia, o governo de Iván Duque decretou estado de emergência sanitária até o fim deste mês e fechou a fronteira com a Venezuela. Além disso, proibiu a entrada de voos provenientes da Europa e da Ásia.

Honduras e Guatemala já haviam decidido, na semana passada, pelo fechamento de suas fronteiras em comum.

Geral

Ibuprofeno não é recomendado para Coronavírus

O Ibuprofeno é um medicamento não recomendado para Coronavírus.

Antitérmico, antiflamatório e analgésico, os médicos desaconselham utilizar o medicamento.

“A orientação que nós temos é: procure não usar ibuprofeno. Existem vários outros anti-inflamatórios, antitérmicos – por exemplo, paracetamol – que têm o mesmo efeito e não têm evidência de que têm esse problema”, afirmou Bem Estar da Globo, o infectologista Celso Granato, professor da Unifesp e diretor clínico do grupo Fleury, em São Paulo.

Geral

Ministério da Saúde atualiza para 200 os casos de infectados por Coronavírus no Brasil

Informações da Agência Brasil:

O Ministério da Saúde atualizou há pouco o número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no país.

Conforme a segunda atualização dos dados realizada hoje (15), até o momento, há 200 casos em todo o país.

De acordo com levantamento diário feito pela pasta, 1.917 pessoas em 26 estados e no Distrito Federal são monitoradas por suspeitas de estarem infectadas.

Nenhuma morte foi registrada no Brasil desde o início da transmissão da doença.

Mundo

Número de mortos por Coronavírus na Itália salta 25% em um dia e chega a 1.809

Informações do G1/France Press

A Itália registrou 368 novas mortes relacionadas com o novo coronavírus em 24 horas, o que eleva o número de vítimas fatais a 1.809 no país, o mais afetado da Europa, segundo um balanço divulgado neste domingo (15) pela Proteção Civil.

Como no sábado (14), o número de infectados também aumentou, com 3.590 novos casos em 24 horas, quase 100 a mais que o aumento do dia anterior, elevando o total a quase 25.000. A região de Milão, na Lombardia (norte), continua sendo a mais afetada, com 1.218 mortos e 13.272 casos.

Diversos

Prefeito de Santa Cruz e Pároco estão em isolamento domiciliar após viagem ao exterior

Após viagem ao exterior para acompanhar o embarque do teleférico do Santuário de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz, o prefeito Ivanildo e o Pároco Padre Vicente estão em isolamento domiciliar.

Nota

A Paróquia de Santa Rita de Cássia informa que em virtude da viagem internacional realizada pelo pároco, Padre Vicente Fernandes da Silva Neto, junto com o Prefeito Municipal, Ivanildinho Ferreira, já se encontra em isolamento domiciliar, como recomenda o Ministério da Saúde.

O pároco e o prefeito fizeram uma visita aos equipamentos e estrutura do teleférico de Santa Cruz, na Suíça, e com conexões de voos em Portugal. Como é de conhecimento geral, a Europa passa por um surto do COVID-19, o que coloca os representantes da paroquia e do poder municipal em isolamento domiciliar por 7 (sete) dias, a partir do desembarque, como Ministério da Saúde orienta viajantes internacionais.

As celebrações acontecerão normalmente, sejam presididas por padres convidados ou pelos diáconos permanentes, assim os fiéis não ficarão sem as celebrações para fortalecerem-se na fé pela Palavra e pela Eucaristia.

Santa Cruz/RN, 14 de março de 2020

Mundo

Mortes por coronavírus na Itália disparam

Da Agência Brasil

O número de mortos por coronavírus na Itália aumentou 250 nas últimas 24 horas, o maior aumento diário já registrado em qualquer país, enquanto a região mais afetada da Lombardia pede o fechamento completo de fábricas e escritórios.

Esta semana, o governo impôs restrições drásticas em todo o país, fechando bares, restaurantes e a maioria das lojas e proibindo viagens não essenciais, em um esforço para deter o pior surto da doença fora da China.

As medidas até agora não apontam sinais de desaceleração no número de mortes, que subiram 25% em um dia para 1.266, disse o chefe da Agência de Proteção Civil nesta sexta-feira.

O número total de casos subiu de 15.113 para 17.660 em relação ao dia anterior, um aumento de cerca de 17%.

O chefe de saúde da Lombardia, Giulio Gallera, disse que as restrições do governo não são suficientes para a região que circunda a capital financeira Milão e é responsável por três quartos de todas as mortes no país.

“Estamos pedindo uma exceção para a Lombardia”, afirmou ele à televisão RAI 3, solicitando o fechamento de fábricas, escritórios e transportes públicos na região. “Se conseguirmos resistir por pelo menos oito dias, talvez vejamos as coisas mudarem.”

Não havia indicação de que o primeiro-ministro Giuseppe Conte concordaria em restringir ainda mais o coração dos negócios da Itália, com o governo cada vez mais preocupado com as cicatrizes de longo prazo que o vírus deixará na economia já frágil.

Algumas empresas, como a montadora Fiat Chrysler, decidiram fechar parte de suas operações, enquanto a fabricante de sistemas de freios Brembo anunciou na sexta-feira que interromperia temporariamente o trabalho nas quatro fábricas italianas.

“Hoje temos dois objetivos: cuidar dos doentes e prevenir infecções e cuidar de nossa economia”, disse o ministro das Relações Exteriores, Luigi Di Maio, nessa sexta-feira (13).

Diversos

Assembleia Legislativa e Ministério Público anunciam medidas preventivas ao Coronavírus

O surto do coronavírus atinge o Rio Grande do Norte com paciente confirmado com o diagnosticado.

Em razão disso, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte adota medidas de prevenção à doença, classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como pandemia, bem como o Ministério Público Estadual.

De acordo com a normativa assinada pelo Legislativo, fica estabelecido que só terão acesso à sede e anexos da Assembleia Legislativa os deputados, servidores, terceirizados e demais prestadores de serviços, além dos profissionais da imprensa, de entidades e órgãos públicos e quem, por justificativa, necessitar do ingresso para tratar de questões urgentes, salvo situações excepcionais autorizadas pela Diretoria-Geral da Casa.

No Ministério Público Estadual, o procurador-geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite, determina a suspensão, por 15 dias, do atendimento ao público externo que puder ser prestado por meio telefônico ou eletrônico, salvo em situações emergenciais e inadiáveis. Esse prazo poderá ser prorrogado.

Diversos

Primeiro caso de Coronavírus é confirmado em Natal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde de Natal confirmam, na noite desta quinta-feira (12/03), o primeiro caso importado do novo Coronavírus (COVID-19) no Rio Grande do Norte.

Trata-se de paciente com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria), de 24 anos do sexo feminino.

A referida paciente passa bem e está seguindo as recomendações de isolamento preconizadas em Natal, onde reside.

As análises laboratoriais foram realizadas pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, referência nacional para os exames do covid-19.

Importante destacar que a paciente foi contaminada na Europa, ou seja, ainda não temos transmissão local no RN – quando ocorre de pessoa a pessoa.

A paciente começou a manifestar os sintomas da doença ao retornar ao Estado, quando procurou assistência médica. Desde a notificação, todas as medidas de controle e prevenção da doença vêm sendo tomadas pelas Secretarias de Estado e Secretaria Municipal de Saúde de Natal.

As Secretarias reforçam a necessidade da população manter as medidas de higiene que protegem não só para o covid-19, mas para diversos vírus de transmissão respiratória que circulam em nosso território, como sarampo e a influenza. Os potiguares também devem ficar atentos às informações oficiais, evitando propagar fake News.

Por fim, A Sesap-RN e a SMS Natal reafirmam que este não é um momento para pânico. O Estado vem intensificando a articulação com os municípios para operacionalizar o plano de contingências que prevê a ampliação das ações assistenciais, de vigilância e de educação em saúde. Trabalhando arduamente para atender os casos suspeitos por covid-19 independente de confirmação, buscando, assim, evitar novos adoecimentos.

Natal, 12 de março de 2020.

Cipriano Maia de Vaconcelos
Secretário de Estado da Saúde Pública do RN

George Antunes de Oliveira
Secretário Municipal de Saúde do Natal

Geral

Número de casos do novo coronavírus sobe para 77

Da Agência Brasil

O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) subiu para 77 na atualização mais recente do Ministério da Saúde, divulgada na tarde de hoje (12). No balanço anunciado na parte da manhã, o total de pessoas infectadas era 60.

O aumento se deu sobretudo em São Paulo e no Rio de Janeiro, estados foco do vírus no país. No primeiro, os casos confirmados saíram de 30 para 42 entre os dois balanços de hoje. Já no Rio, aumentaram de 13 para 16.

Pernambuco identificou dois casos e pela primeira vez aparece na lista do Ministério da Saúde. Paraná (seis), Minas Gerais (um), Distrito Federal (dois), Rio Grande do Sul (quatro), Alagoas (um), Espírito Santo (um) também tem casos confirmados.

A Região Norte é a única sem casos confirmados. Roraima, Amapá e Tocantins não tiveram até o momento nenhum caso confirmado ou suspeito.

Os casos suspeitos saltaram de 930 para 1.422, um aumento de 50% em menos de um dia. São Paulo também lidera nesse grupo (704), seguido por Minas Gerais (117), Distrito Federal (82), Rio de Janeiro (76) e Santa Catarina (73).

As situações descartadas somaram 2.662.

Diversos

Tribunal de Justiça do RN estabelece quarentena para integrantes que tenham viajado a países atingidos pela Covid-19

O Tribunal de Justiça do RN e a Corregedoria Geral de Justiça editaram portaria conjunta nesta quinta-feira (12) que determina um período de quarentena de 14 dias para magistrados, servidores e estagiários que tenham retornado de viagem aos países monitorados pelo Brasil em relação ao coronavírus (Covid-19) e catalogados no portal do Ministério da Saúde.

O prazo é contado do dia subsequente ao retorno da viagem. A medida visa evitar a possível contaminação ou propagação do coronavírus e considera a declaração de pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Durante o período de quarentena, a pessoa isolada deverá restringir suas atividades ao teletrabalho. Caso seja imprescindível a execução presencial, haverá dispensa da prestação dos serviços.

Após o período de quarentena, os magistrados, servidores e estagiários que trabalham na capital deverão agendar uma avaliação médica junto à Divisão de Perícia Médica do TJRN, a qual emitirá um atestado de aptidão ao trabalho para possibilitar o retorno às atividades. Aqueles lotados no interior deverão obter o atestado junto aos seus respectivos médicos.

O normativo ressalta que é terminantemente proibido o retorno às atividades sem a apresentação do atestado de aptidão.

A Portaria Conjunta nº 9/2020 determina ainda que as empresas terceirizadas deverão adotar junto aos seus empregados, ações que promovam a segregação temporária de trabalhadores com suspeita de contaminação.

Estado

Governo convoca prefeitos e secretários para discutirem ações de prevenção ao coronavírus

O Governo do Estado, em acordo com os demais poderes, convocou reunião para a próxima segunda-feira (16), às 15h, na Escola de Governo, para discutir ações de prevenção e combate à propagação do coronavírus (Covid-19) no Rio Grande do Norte.

Segundo o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, foram convidados todos os prefeitos, secretários municipais de Saúde, igrejas, federações patronais e centrais sindicais. Participarão equipe da Secretaria Estadual de Saúde, representantes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o secretário, o Governo já está seguindo o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde no que diz respeito à prevenção ao coronavírus. Dentre os procedimentos estão o Plano de Contingência Estadual para Infecção pelo Novo Coronavírus, protocolo clínico e de tratamento, os quais fundamentam as ações do Estado.

Diversos

Presidência confirma que Secretário de Comunicação tem Coronavírus

Da Agência Brasil

A Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República confirmou hoje (12) que o titular da pasta, o secretário Fábio Wajngarten, está com Covid-19. A infecção pelo novo coronavírus foi confirmada em exame de contraprova.

Wajngarten integrou a comitiva presidencial na recente viagem do presidente Jair Bolsonaro à Flórida, nos Estados Unidos. Eles retornaram ao Brasil na madrugada de ontem (11). De acordo com a Secom, o Serviço Médico da Presidência adotou e está adotando todas as medidas preventivas necessárias para preservar a saúde de Bolsonaro e de toda comitiva que o acompanhou aos Estados Unidos, bem como dos servidores do Palácio do Planalto.

O governo brasileiro também já comunicou às autoridades do governo norte-americano a ocorrência do evento para que elas adotem as medidas cautelares necessárias. Durante a viagem, Bolsonaro e sua equipe se reuniu com várias autoridades, inclusive o presidente americano Donald Trump.

“O secretário de Comunicação está cumprindo todas as recomendações médicas, em quarentena domiciliar, e só retornará ao seu trabalho quando não houver risco de transmissão da doença”, diz a nota da Secom.

Em entrevista coletiva, em Brasília, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, informou que as medidas preventivas que serão adotadas pelo presidente serão discutidas pela sua equipe de saúde e segurança, mas que deve ser seguido o plano de contingência. “Há um plano de contingência para todas as pessoas. Esse plano não muda se é para o presidente, se é para o ministro ou se é para um cidadão que não ocupa nenhuma função pública. Não tem nenhuma modificação”, disse.

Bolsonaro já cancelou a viagem que faria a Mossoró (RN), nesta quinta-feira, por razões de segurança sanitária. O Brasil tem 60 casos confirmados de coronavírus e 930 em investigação.

Mundo

Ministra espanhola é diagnosticada com coronavírus

Agência France-Presse

A ministra da Igualdade, Irene Montero, apresentou resultado positivo para o novo coronavírus, anunciou nesta quinta-feira o governo da Espanha, antes de informar que todos os integrantes do Executivo serão submetidos a exames.

“Montero esté em bom estado de saúde, assim como seu companheiro, o segundo vice-presidente de governo, Pablo Iglesias, que está em quarentena”, afirma o comunicado do governo.

“Seguindo com os protocolos estabelecidos, esta manhã acontecerão exames diagnósticos em todos os membros do Executivo. Os resultados serão conhecidos ao longo da tarde e serão comunicados oficialmente”, completa o texto.

Um conselho de ministros extraordinário programado para esta quinta-feira, com o objetivo de aprovar um plano de medidas econômicas para apoiar setores afetados pela pandemia de coronavírus, como o turismo e as pequenas e médias empresas, acontecerá de acordo com os “protocolos preventivos” determinados pelas autoridades do setor de saúde.

E as próximas reuniões previstas na agenda do presidente do governo, Pedro Sánchez, “acontecerão por videoconferência.

A Espanha registra 2.140 casos de Covid-19 e 48 mortes.

Geral

Coronavírus: Governador do DF anuncia suspensão de aulas, shows e eventos esportivos

Do Correio Braziliense

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciou, na noite desta quarta-feira (11/3), que, devido à pandemia de coronavírus, tem a intenção de suspender as aulas, nas escolas e faculdades públicas e privadas, e os eventos que reúnam grande número de pessoas.

O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal e determina a suspensão das aulas por cinco dias, a partir desta quinta-feira (12/3). A medida vale para escolas, faculdades e universidades, públicas e privadas.

Além de atingir escolas, o decreto cancela também shows e eventos esportivos que necessitam de licença do Poder Público e reúnam mais de 100 pessoas. E determina novas regras para bares e restaurantes, que deverão deixar um espaço de 2m entre as mesas.

Ao Correio, Ibaneis disse que decidiu não proibir a realização de missas. O governador, no entanto, afirmou ser recomendável que os fiéis evitem a presença nos templos.

“Proteger as pessoas”

“A nossa linha é proteger as pessoas que estão com o vírus e proteger a sociedade”, afirmou Ibanies nesta tarde. De acordo com o governador, não há motivo para alarde, mas que a população deve seguir o recomendado pela Secretaria de Saúde.

“O protocolo tem que ser cumprido na integralidade. As pessoas estão chegando ao balcão acreditando que o atendimento é comum. Mas ele tem que ser comunicado”, alertou.

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que não há orientação para a suspensão de aulas e eventos. “O Ministério da Saúde informa que as autoridades de saúde brasileiras estão observando o cenário dos países que já estão vivenciando a epidemia do coronavírus, como China, Coréia do Sul e Itália para orientação da resposta do Brasil à doença e a proteção da população. O Ministério da Saúde mantém permanente vigilância em relação ao comportamento do vírus no país. Até o momento, não existe orientação para fechamento de escolas e cancelamento de eventos”, informa o texto.

Segundo o Ministério da Saúde, há 74 casos suspeitos de coronavírus no Distrito Federal, além dos dois já confirmados. Até o início da tarde desta quarta-feira, o Brasil tinha 35 casos suspeitos de coronavírus, mas não há registros de mortes pela doença.

Pandemia

O coronavírus foi definido, nesta quarta-feira (11/3), em Genebra, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que o novo coronavírus é uma pandemia, devido aos surtos diversas regiões do mundo. O Covid-19 infectou mais de 110 mil pessoas desde o fim de dezembro de 2019 e matou mais de 4 mil pacientes nos cinco continentes.

Mundo

Trump suspende viagens da Europa aos EUA para conter novo coronavírus

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (11) que o país vai suspender as viagens de países da Europa aos Estados Unidos por um período de 30 dias, a partir desta sexta-feira. As medidas foram tomadas para tentar conter o novo coronavírus, no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19.

Após o discurso de Trump, o Departamento de Segurança Nacional publicou nota que explica que a medida vale para estrangeiros que estiveram nos 26 países da Zona Schengen nos 14 dias anteriores à tentativa de retorno aos EUA. Assim, o Reino Unido, que tem 460 casos, não entra na medida.

*Informações do G1

Diversos

Organização Mundial da Saúde declara pandemia de coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, declarou hoje (11) que a organização elevou o estado da contaminação pelo novo coronavírus como pandemia. O anúncio surge quando há mais de 120 países com casos declarados de infeção.

A mudança de classificação não se deve à gravidade da doença, e sim à disseminação geográfica rápida que o Covid-19 tem apresentado. “A OMS tem tratado da disseminação [do Covid-19] em uma escala de tempo muito curta, e estamos muito preocupados com os níveis alarmantes de contaminação e, também, de falta de ação [dos governos]”, afirmou Adhanom no painel que trata das atualizações diárias sobre a doença. “Por essa razão, consideramos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia”, explicou durante a conferência de imprensa em Genebra.

*Informações da Agência Brasil

Diversos

Sobe para 25 os casos confirmados de coronavírus no Brasil

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou hoje (8) mais seis novos casos de coronavírus no país, totalizando 25 casos até o momento. Dos novos registros, três estão em São Paulo, um em Alagoas, um no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais.

Cinco desses casos foram de pessoas que se contaminaram fora do país. O outro caso, um dos três de São Paulo, é de uma contaminação local, ou seja, quando é possível identificar a fonte do contágio. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, os três novos casos do estado estão estáveis e em isolamento domiciliar.

No caso do paciente do Rio de Janeiro, trata-se de uma mulher de 42 anos, moradora no município do Rio, que acompanhou em viagem à Itália uma pessoa já confirmada como positiva para o coronavírus. Ela retornou do exterior na última quarta-feira (4). Os primeiros sinais apareceram no dia seguinte à sua chegada ao Brasil. Essa mulher também está em isolamento domiciliar.

Atualmente, 664 casos são considerados suspeitos e outras 632 pessoas já foram descartadas como portadoras do Covid-19.