Cidades

Três casos suspeitos de coronavírus em Mossoró

A semana começa com três suspeitas de Coronavírus em Mossoró.

São três pacientes que estiveram na Itália e apresentam febre e tosse.

A Secretaria Municipal de Saúde notificou os casos seguindo os protocolos do Ministério da Saúde.

Diversos

Ministério da Saúde: casos do novo coronavírus sobem para 19 no Brasil

O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) chegou a 19, segundo atualização divulgada ontem (7) pelo Ministério da Saúde. São seis pacientes infectados a mais em comparação com o balanço apresentado sexta.

O maior crescimento foi em São Paulo. O estado, que tinha 10 casos confirmados, informou mais três.

*Informações da Agência Brasil

Diversos

Coronavírus: sobe para 101.988 o número de pessoas infectadas no mundo

Informações da Agência Brasil

O número de pessoas infectadas em todo o mundo pelo novo coronavirus aumentou para 101.988, dos quais morreram 3.491, segundo um balanço feito pela agência noticiosa France Press, com dados atualizados hoje (7).

Citando fontes oficiais, a AFP diz que, no total, foram registadas 1.146 novas contaminações e 35 mortes desde o último balanço, realizado ontem (6).

Até ao momento, há registo de casos em 94 países, incluindo Portugal. De acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem 13 casos confirmados de Covid-19, a doença provocada pelo coronavírus.

Com base no número mundial de infectados, a taxa de letalidade é de 3,4%, sendo que até o momento a maioria já recuperou.

Diversos

Brasil tem 13 casos confirmados de coronavírus e 768 suspeitos

O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) chegou a 13 no país.

Há ainda 768 casos suspeitos e outros 189 foram descartados pelas autoridades de saúde.

O boletim foi divulgado pelo Ministério da Saúde hoje (6), em Brasília. O resultado marca um aumento e cinco pacientes infectados pelo vírus desde o último balanço, divulgado ontem (5).

*Informações da Agência Brasil

Diversos

Coronavírus chega ao Nordeste com primeiro caso confirmado na Bahia

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual da Saúde da Bahia (Sesab) confirmaram, na manhã desta sexta-feira (6), o primeiro caso importado do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

Trata-se de uma mulher, de 34 anos, que mora em Feira de Santana e retornou da Itália em 25 de fevereiro, com passagens por Milão e Roma.

A paciente encontra-se em casa, na cidade de Feira de Santana, assintomática, com orientação de permanecer em isolamento. O monitoramento é realizado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com a vigilância municipal de Feira de Santana.

Exame

O primeiro atendimento e as amostras foram coletadas em um hospital particular da capital baiana, sendo enviadas para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. O resultado laboratorial confirmando o diagnóstico foi concluído hoje.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, medidas de contenção para evitar mais contaminações estão sendo tomadas.

“Trata-se de um caso importado. A paciente contaminou-se na Europa e veio manifestar os sintomas depois de ter chegado ao Brasil. Isso é diferente de haver uma contaminação interna no estado e, portanto, todas as medidas de contenção para garantir que não houve a contaminação de outras pessoas foram e estão sendo tomadas pela vigilância estadual, municipal e Núcleo Regional de Saúde Leste”, afirma o secretário.

Balanço no país

Com a confirmação do caso na Bahia, o país soma agora nove casos de Covid-19, sendo seis em São Paulo, um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo, além do caso confirmado em Feira de Santana.

Além disso, existe um caso confirmado no Distrito Federal, após exame feito por um laboratório particular. O ministério ainda aguarda a contraprova, realizada por uma instituição credenciada pelo Ministério da Saúde para realizar o exame, para confirmar oficialmente. Trata-se de uma mulher, de 53 anos, que viajou pela Inglaterra e Suíça.

Diversos

Brasil confirma oito casos de coronavírus

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou mais quatro casos de coronavírus no Brasil, totalizando seis em São Paulo, um no Rio de Janeiro e outro no Espírito Santo. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, o caso confirmado no Espírito Santo entrará no banco de dados do ministério nas próximas horas, mas já está confirmado.

O caso do Espírito Santo é uma mulher de 37 anos, com histórico de viagem. Além disso, existe um caso confirmado no Distrito Federal, mas o ministério aguarda a contraprova para confirmar oficialmente. Assim, o Brasil tem 636 casos suspeitos e oito confirmados.

Mundo

Número de mortes pelo novo coronavírus na China chega a quase 3 mil

Da Agência Brasil

A China notificou, nas últimas 24 horas, mais 38 mortes devido ao surto do novo coronavírus (Covid-19). No período, o total de mortes passou para 2.981 e foram detectados 119 novos casos da infecção.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde do país, até a meia-noite de quarta-feira (16h em Lisboa), o número de infectados na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu para 80.270.

Em relação ao dia anterior, foram registrados menos seis novos casos e mais sete mortes.

Com exceção de uma, todas as mortes foram notificadas na província de Hubei, onde o surto começou, no fim do ano passado. Várias cidades da província estão sob quarentena, com entradas e saídas bloqueadas, desde janeiro passado.

O surto de Covid-19, que pode causar infecções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortes e infectou mais de 90 mil pessoas em cerca de 70 países e territórios.

Das pessoas infectadas, cerca de 48 mil se recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além das mortes na China, onde o surto foi detectado em dezembro, há registro de mortes no Irã, na Itália, Coreia do Sul, no Japão, na França, em Hong Kong, Taiwan, na Austrália, Tailândia, nos Estados Unidos, em San Marino e nas Filipinas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.

Estado

Sesap descarta mais um caso suspeito do novo coronavírus no RN

Dos cinco casos suspeitos de infecção humana pelo Covid-2019 (novo Coronavírus) no Rio Grande do Norte, um foi descartado, segundo o terceiro boletim sobre a doença divulgado nesta terça-feira (03) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Até o momento, o estado contabiliza quatro casos suspeitos, cinco descartados e quatro excluídos. Dos quatro casos suspeitos, três são residentes em Natal e um em Parnamirim.

Os pacientes suspeitos seguem em estado geral bom, em isolamento domiciliar, medida recomendada para casos sem complicações clínicas, conforme Protocolo Clínico Estadual e Nacional. No RN, o Hospital Giselda Trigueiro e o Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes são unidades de referência para os casos que necessitem de internação.

Diversos

Remédio contra asma pode ser eficaz contra novo coronavírus

Da Agência Brasil

Médicos japoneses afirmaram que um remédio contra asma parece ser eficaz na redução de sintomas em pacientes de coronavírus que desenvolveram pneumonia.

Uma equipe médica do Hospital Ashigarakami, na província de Kanagawa, tratou pacientes que ficaram doentes a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess. Ela anunciou os resultados de seus estudos no site na internet da Associação Japonesa para Doenças Infecciosas.

Segundo o documento, três pacientes foram tratados com um remédio contra asma chamado Ciclesonida, um esteroide inalável que inibe o sistema imunológico.

A equipe médica declarou que todos os pacientes tinham mais de 65 anos de idade e respiravam por aparelhos, mas que não se encontravam em estado grave.

A pesquisa mostrou que os pacientes foram tratados com a Ciclesonida, em 20 de fevereiro, e suas condições de saúde melhoraram em cerca de dois dias. Uma mulher de 73 anos teria recebido alta.

Os médicos disseram que o remédio foi empregado depois de terem sido informados a seu respeito pelo Instituto Nacional de Doenças Infecciosas.

Eles afirmaram que o remédio chega aos pulmões, onde o vírus se multiplica. Portanto, ele pode ser eficaz na redução de inflamações no local.

A equipe planeja investigar a eficácia do tratamento, em conjunto com outras instituições médicas porque ela cuidou somente de um pequeno número de pacientes.

Diversos

RN tem cinco casos suspeitos de Coronavírus, quatro descartados e quatro excluídos

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta segunda-feira (02), o boletim atualizado dos casos de infecção humana pelo Covid-2019 (novo coronavírus) no Rio Grande do Norte, de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS).

Até o momento, o estado contabiliza cinco casos suspeitos, quatro descartados e quatro excluídos.

Dos cinco casos suspeitos, quatro são de indivíduos residentes em Natal e um em Parnamirim.

Os cinco pacientes suspeitos apresentam vínculo epidemiológico. Todos seguem em estado geral bom, em isolamento domiciliar, medida recomendada para casos sem complicações clínicas, conforme Protocolo Clínico Estadual e Nacional.

No RN, o Hospital Giselda Trigueiro e o Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes são unidades de referência para os casos que necessitem de internação.

Diversos

Álcool gel é eficaz na prevenção ao coronavírus, afirma conselho

Da Agência Brasil

O uso de álcool gel para higiene das mãos como prevenção ao coronavírus é eficaz. Em nota, o Conselho Federal de Química (CFQ) criticou a disseminação de fake news por meio de um vídeo, com informações equivocadas e incorretas a respeito do emprego do álcool gel, divulgado por um “químico autodidata”.

Assinada pelo presidente da entidade, José de Ribamar Oliveira Filho, a nota do conselho esclarece que o álcool etílico (etanol) é um eficiente desinfetante de superfícies/objetos e antisséptico de pele. “Para este propósito, o grau alcoólico recomendado é 70%, condição que propicia a desnaturação de proteínas e de estruturas lipídicas da membrana celular, e a consequente destruição do microrganismo.”

Segundo a entidade, o etanol age rapidamente sobre bactérias vegetativas (inclusive microbactérias), vírus e fungos, sendo a higienização equivalente e até superior à lavagem de mãos com sabão comum ou alguns tipos de antissépticos.

O conselho lembra que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tornou obrigatória a disponibilização de preparação alcoólica (ou sua versão em gel) para fricção antisséptica das mãos pelos serviços de saúde do país.

A entidade lembra que a Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu uma orientação sobre a eficácia da utilização de álcool gel como medida preventiva e mitigatória ao Covid-19, tanto nos setores da saúde quanto para a comunidade em geral.

“Tão importante quanto proteger a população no que diz respeito ao contágio do novo vírus é evitar o alarmismo e a viralização de conteúdos sem a devida verificação”, afirmou o presidente do CFQ, apelando para que a sociedade busque informações válidas e de fontes confiáveis, em especial as emitidas pelas autoridades de Saúde.

Denúncia ao Ministério Público
O CFQ afirmou ainda que não reconhece como válida a denominação de “químico autodidata” ou a de pessoas que atuem nas atividades da química sem o devido registro profissional.

Segundo a entidade, a falta do registro configura infração tipificada no artigo 47 da Lei de Contravenções Penais (3.688/41) como exercício ilegal da profissão – sem prejuízo de enquadramento em outras normas legais.

Constatadas irregularidades no que tange à qualificação e ao registro profissional, o conselho vai oferecer denúncia junto ao Ministério Público, observando a devida proteção à população.

Medidas preventivas
O Ministério da Saúde recomenda como medidas de prevenção ao novo coronavírus:

– lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, ou usar desinfetante para as mãos à base de álcool quando a primeira opção não for possível;

– evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– evitar contato próximo com pessoas doentes;

– ficar em casa quando estiver doente;

– usar um lenço de papel para cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, e descartá-lo no lixo após o uso;

– não compartilhar copos, talheres e objetos de uso pessoal;

– limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Outros cuidados importantes são manter ambientes bem ventilados e higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

O ministério explica que não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

Diversos

OMS eleva risco da epidemia de coronavírus no mundo para ‘muito alto’

Informações do G1

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou para “muito alto”, o maior possível, o risco mundial da epidemia de Covid-19, a infecção causada pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira (28), a agência de Saúde da ONU disse que há, além de China, casos registrados da doença em outros 49 países.

“Nossos epidemiologistas têm monitorado o avanço da doença constantemente”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva. “Agora aumentamos nossa avaliação do risco de propagação e do risco de impacto do Covid-19 para ‘muito alto’ em um nível global.”

Diversos

De cinco casos suspeitos, Sesap descartou dois para o coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e secretarias municipais de Saúde de Natal e Parnamirim reuniram a imprensa, na manhã desta sexta-feira, 28, para comunicar os casos classificados como suspeitos de infecção humana pelo Covid-2019 (Novo Coronavírus) no Rio Grande do Norte, de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS).

Até o momento a situação epidemiológica é de três casos classificados como suspeitos. As amostras coletadas nestes pacientes foram enviadas ao Instituto Evandro Chagas, no Pará, e deverão ter os resultados liberados no prazo de sete dias úteis. As três pessoas estão em isolamento domiciliar, com estado de saúde bom, apresentando sintomas leves, como tosse e coriza. Todos os casos têm histórico de viagem à Itália.

Na tarde de ontem (27) havia cinco casos suspeitos em investigação, informados no banco de dados do Ministério da Saúde. Dois foram excluídos por terem diagnóstico positivo para a Influenza B (gripe). A investigação no caso de uma criança foi concluída e o caso foi excluído, ou seja, não chegou a ser notificado como suspeito por não se enquadrar nos critérios do MS.

Diversos

Arquidiocese publica orientações às paróquias em relação ao coronavirus

O Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Majime Vieira Rocha, publicou orientações às paróquias para prevenção do Coronavírus:

1) Evitar o aperto de mão durante a acolhida aos fiéis;
2) Não dar as mãos ao rezar o Pai-Nosso;
3) Omitir o abraço da paz;
4) Distribuir a comunhão somente sob uma espécie e diretamente nas mãos.

A isto, acrescentamos as “Medidas que evitam a transmissão do novo coronavírus e outras doenças respiratórias”, emitidas pela Secretaria Estadual de Saúde, através da Nota Técnica nº 05/2020/SESAP-SUVIGE/CPS/SECRETÁRIO, de 27 de fevereiro de 2020:

  • Lavagem de mãos frequente com água e sabão, com duração mínima de 20 segundos. Na indisponibilidade de água e sabão, utilizar álcool gel a 70%;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, com lenço de papel descartável, jogando-o no lixo após o uso;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal (talheres, pratos ou garrafas);
  • Evitar aglomeração de pessoas;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Evitar viagens à países com transmissão local do vírus, neste momento, e se possível evitar locais com casos suspeitos da doença.

Estado

Sobe para cinco os casos suspeitos de coronavírus no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP-RN) informa que na manhã desta quinta- feira, por volta das 11 horas, realizou a definição dos casos notificados em conjunto com o Ministério da Saúde.Todos os casos foram notificados na quarta-feira (26/02).

Dos três casos em investigação mencionados na nota emitida na tarde de ontem (26), apenas um segue ainda em investigação para definição, enquanto que os outros dois foram classificados como casos suspeitos para COVID-19 (novo Coronavírus).

Além desses, foram notificados mais três casos, os quais já foram classificados como casos suspeitos.

Informa a nota ainda que todos casos suspeitos no Rio Grande do Norte possuem histórico de viagem à Itália

Estado

Secretaria Estadual de Saúde investiga três possíveis casos suspeitos de coronavírus no RN

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA

NOTA

NATAL (RN), 26 de fevereiro de 2020.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública informa que no momento está apurando os fatos para que possa inferir se há ou não casos suspeitos de Infecção Humana pelo Covid-2019 (Novo Coronavírus), uma vez que para ser considerado caso suspeito esse deverá atender aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde para notificação.

No momento, o Estado do Rio Grande do Norte possui três investigações em curso, iniciadas na tarde desta quarta-feira (26), quando as informações sobre esses casos foram repassadas à Sesap.

Geral

Casos suspeitos de coronavírus no RN, PB e PE

Novos casos suspeitos de coronavírus estão em estudo em três estados do Nordeste: Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.

No RN, um idoso com negócios na Itália chegou de viagem com sintomas e está internado no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal.

Exames estão sendo feitos.

Geral

Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus no Brasil

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou, hoje (26), o primeiro caso de um brasileiro infectado pelo novo coronavírus (Covid-19). No momento, há vinte casos suspeitos da doença no país. Cinquenta e nove casos suspeitos foram descartados

Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza).

Atendido no Hospital Israelita Albert Einstein na segunda-feira (24), o homem foi submetido a exames clínicos que apontaram a suspeita de infecção pelo vírus. Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. “Agora é que vamos ver como este vírus vai se comportar em um país tropical, durante o verão”, disse hoje o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“Como vai ser o padrão de comportamento deste vírus, que é novo e tanto pode manter o mesmo padrão de comportamento de transmissão que apresentou no hemisfério Norte, onde, nesta época, está fazendo frio”, disse hoje o ministro.

Na última sexta-feira (21), as autoridades italianas notificaram nove óbitos, o que levou o governo brasileiro a incluir a Itália entre os países onde a doença está se espalhando e há risco de infecção.

De acordo com o Ministério da Saúde, no mundo, já foram registrados mais de 80,2 mil casos do coronavírus em 34 países. Foram registradas 2,7 mil mortes causadas pela doença, sendo que os casos mais graves são aqueles que afetam pessoas com mais de 60 anos.