Geral

Empresa de ônibus ‘Trampolim da Vitória’ demite 120 pessoas

A crise chegou para a empresa de ônibus ‘Trampolim da Vitória’, que está com cem ônibus parados em sua garagem localizada em Parnamirim.

Nesta quarta-feira (01), a empresa demitiu 120 funcionários.

A alegação é de baixo faturamento, em virtude do pouco número de passageiros.

Empresas do setor solicitaram ao poder público uma redução do ICMS.

Estado

Procurador explica diferença entre solução para a crise econômica do Rio de Janeiro e a pleiteada pelo Rio Grande do Norte

Até alguns integrantes da bancada federal potiguar tem argumentado como defesa para que o Governo Federal repasse R$ 600 milhões ao RN, por meio de Medida Provisória, o plano de recuperação econômica em curso no Rio de Janeiro, que proporcionará o recebimento de R$ 2,9 bilhões para regularizar o pagamento do funcionalismo de lá.

Em seu Twitter, o procurador Júlio de Oliveira explicou a diferença entre o plano carioca e o pleiteado pelo Governo do RN.

No RJ o dinheiro para o pagamento dos salários atrasados foi obtido via empréstimo de R$ 2,9 bilhões com o banco BNP Paribas, que em troca recebeu 50% ações da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos).

Aqui no RN o pleito é para os recursos extras serem repassados simplesmente por meio de uma Medida Provisória, o que se caracteriza improbidade administrativa, na visão do procurador Júlio de Oliveira, do Tribunal de Contas da União (TCU).

Poder

Fórum dos Servidores convida OAB para mediar negociação entre poderes

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte recebeu nessa quinta-feira (03) representantes de vários sindicatos e de associações, que representam o Fórum dos Servidores do Poder Executivo, para discutir a situação dos atrasos nos salários do funcionalismo público do Estado. Durante a reunião foi solicitada a mediação da OAB nas negociações entre os Poderes e órgãos autônomos.

No encontro também foi apresentado o estudo que embasou a carta entregue ao Governador do Estado, Robinson Faria, e destinada aos chefes dos Poderes Legislativo e Judiciário, bem como aos órgãos Ministério Público e Tribunal de Contas. O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais, Pedro Lopes, fez um breve relato da situação financeira do RN e das propostas sugeridas pelas entidades, entre elas o ajuste dos repasses dos duodécimos.

O presidente da OAB, Paulo Coutinho, recebeu uma cópia do documento e comentou: “É necessário que neste momento todos possam, de fato, unir forças. A união é que poderá trazer soluções práticas para enfrentar esta crise”.

A pedido do Fórum dos servidores, o presidente da OAB RN adiantou que vai criar um grupo de trabalho na seccional potiguar para estudar os dados apresentados e contribuir com sugestões. Também foi sugerida a entrada da OAB em cena como mediadora das negociações e discussões entre servidores e os Poderes.

“Vou entrar em contato com o Governo do estado e Tribunal de Justiça. É com grande preocupação que recebemos esses dados. Estamos em uma crise financeira grande e precisamos agir. O movimento se fortalece porque não cobra apenas, mas busca soluções além dos interesses dos servidores”, disse Coutinho.

Fórum Estadual dos Servidores do RN é composto por representantes do SINPOL-RN, ADEPOL, ASSESP, SINSP-RN, SINAI, SINDASP-RN, ASSPMBM-RN, ABM-RN, SINDIFERN e ASPERN.

reunião oab rn

Economia

O povo é quem vai pagar a conta no RN

Tramita na Assembleia Legislativa uma proposta do Governo de Robinson Faria (PSD) para aumentar os impostos no Rio Grande do Norte. Se aprovado, alimentos, gasolina e outros produtos terão aumento no Estado, impactando diretamente a população, que já paga uma alta carga tributária.

Temendo um aumento da crise no comércio, entidades representativas do setor empresarial do Estado, como FIERN, Fecomércio, CDL, FCDL e outras, decidiram encampar uma luta contra o aumento de impostos, que começou com reuniões internas e terminou nos outdoors que espalharam pelas ruas de Natal.

Ontem (05), após reunião da categoria com o governador Robinson Faria (PSD), onde os representantes entraram como leões e saíram como peixe, nos resta a certeza do recuo. Vem aí de fato o aumento de impostos no Rio Grande do Norte.

A gasolina que já teve aumento nos últimos dias, vai aumentar ainda mais. E os produtos ficarão mais caros nas prateleiras dos supermercados. Sou eu, você, somos nós que vamos pagar pela crise no Estado. É justo? Não, mas o que nos resta é pagar. O caminho parece que vai ser esse.

Torraram o meu, o nosso dinheiro, o Governo Robinson está acabando o Fundo Previdenciário, quer também utilizar até os depósitos judiciais e ainda quer aumentar os nossos impostos. Já não está demais? Como se dará um basta nisso?

Bom…

É você que vai pagar a conta pela crise no Rio Grande do Norte.

z

Estado

Governador dialoga com os demais poderes e relata a crise financeira do RN

O governador Robinson Faria apresentou na tarde desta segunda-feira, 8, um relatório da situação financeira do estado a representantes dos poderes Legislativo e Judiciário, com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público. Este foi primeiro passo para o estabelecimento de um diálogo contínuo entre todos aqueles que fazem o Estado.

Participaram da reunião o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, o desembargador presidente do Tribunal de Justiça Cláudio Santos, o procurador-geral de Justiça Rinaldo Reis, e o presidente do TCE, Carlos Tompson. Após uma exposição financeira detalhada, o grupo chegou a um consenso de que a situação atual é delicada e exige esforço de todos.