Geral

Inscrições para o Enem 2020 começam na próxima segunda-feira

Da Agência Brasil

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam na próxima segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet.

Enem digital

A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Isenção de taxa

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais, mesmo sem o pedido formal, terão isenção da taxa. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência.

Portanto, no ato da inscrição para o Enem 2020, terão isenção de taxa os candidatos que estejam cursando a última série do ensino médio este ano, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica; tenham feito todo o ensino médio em escolas da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada e tenham renda per capita familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ou declarem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação “especializado”. As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho.

Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

Diversos

Associação dos Colégios Particulares pede bom senso em pagamento de mensalidades

A Associação dos Colégios Particulares do Rio Grande do Norte acompanha atentamente as discussões sobre a crise causa pela pandemia do novo coronavírus, que suspendeu o funcionamento normal das escolas. A entidade pede bom senso ao Ministério Público do Rio Grande do Norte quanto ao que foi orientado sobre a continuidade do pagamento das mensalidades dos alunos. No entendimento da Associação, a recomendação por descontos deve ter uma atenção especial, já que a maioria das instituições de educação podem não suportar a crise financeira gerada por essa orientação. A associação está aberta aos modelo de negociação com pais e responsáveis, afim de garantir a continuidade da prestação dos serviços, entendendo que , em casos específicos, a negociação de valores de mensalidade é indispensável para alguns desses pais.

Buscando apoio e orientações, uma comissão formada pela diretoria da Associação dos Colégios Particulares do Rio Grande do Norte participou na manhã desta sexta-feira, 17 de abril, de uma reunião na sede do Procon Natal.

A Associação dos Colégios Particulares do Rio Grande Norte também informa que repudia os projetos de redução de mensalidades que foram propostos na Câmara Municipal de Natal, pelo vereador Raniere Barbosa, e na Assembleia Legislativa do RN, pelo deputado estadual Ubaldo Fernandes.

“Os propositores dos projetos querem se aproveitar do momento de crise que vivemos para fazer política, sem se importar com os prejuízos que essas ideias podem trazer para o mercado e para um número grande de profissionais, como professores, coordenadores e diretores de escolas, que precisaram se reinventar nesse momento de crise para continuar atendendo com aulas online e seguindo com atividades para diminuir os prejuízos na educação dos estudantes”, explica o vice-presidente de relações institucionais da Associação dos Colégios Particulares do Rio Grande do Norte, Eduardo Campos.

A entidade reforça que segue dialogando com os colégios associados e instituições do poder público afim de encontrar os melhores caminhos para o tema do debate, mas reafirma que não pode concordar com propostas impositivas que podem significar o aumento de uma crise que já é anunciada.

Eduardo Campos pede atenção de vereadores, deputadores e gestores do poder executivo para que abram o debate com as instituições de educação para que soluções possam ser encontradas.

Natal

Globonews mostra iniciativa de livro informativo do Coronavírus que será entregue em cestas básicas a alunos de Natal

A Globonews exibiu ontem (15) uma reportagem sobre a ideia do vereador de Natal, Dickson Júnior (PSDB), acatada pelo prefeito Álvaro Dias (PSDB), e que vai ser colocada em prática pela Prefeitura de Natal.

Os mais de 9 mil alunos da rede municipal de ensino de Natal vão receber uma cesta básica de doação do Município de Natal, já que estão sem aula e sem merenda escolar.

Dentro de cada cesta vai um livro informativo do Coronavírus, do escritor e produtor cultural potiguar, Daniel Cavalcanti Campos.

Estado

MEC anuncia 54 escolas selecionadas para o programa cívico-militar; Natal é contemplada

Da Agência Brasil

O Ministério da Educação anunciou hoje (21) a localização das 54 escolas públicas selecionadas para o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares em 2020. Destas, 38 são escolas estaduais e 16 municipais, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal.

De acordo com a pasta, cerca de 1.000 militares, tanto da reserva como da ativa, vão participar do projeto-piloto, atuando na gestão educacional das instituições. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a escolha das escolas levou em conta a localidade, a partir de “uma equação com variáveis com base em critério absolutamente técnico”.

Confira a lista

Acre: Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard

Amapá: duas escolas em Macapá

Amazonas: duas escolas em Manaus e outra indicação do estado

Pará: Ananindeua, Santarém e duas escolas em Belém

Rondônia: Alta Floresta d’Oeste, Ouro Preto do Oeste e Porto Velho

Roraima: Caracaraí e Boa Vista

Tocantins: Gurupi, Palmas e Paraíso

Alagoas: Maceió

Bahia: Feira de Santana

Ceará: Sobral e Maracanaú

Maranhão: São Luís

Paraíba: João Pessoa

Pernambuco: Jaboatão dos Guararapes

Rio Grande do Norte: Natal

Distrito Federal: Santa Maria e Gama

Goiás: Águas Lindas de Goiás, Novo Gama e Valparaíso

Mato Grosso: duas escolas em Cuiabá

Mato Grosso do Sul: Corumbá e duas escolas em Campo Grande

Minas Gerais: Belo Horizonte, Ibirité e Barbacena

Rio de Janeiro: Rio de Janeiro

São Paulo: Campinas

Paraná: Curitiba, Colombo, Foz do Iguaçu e outra indicação do estado

Rio Grande do Sul: Alvorada, Caxias do Sul, Alegrete e Uruguaiana

Santa Catarina: Biguaçu, Palhoça, Chapecó e Itajaí

Diversos

Ministério da Educação anuncia desbloqueio de R$ 2 bilhões

O Ministério da Educação anunciou nesta segunda-feira (30) que dos R$ 1,990 bilhão em recursos da pasta que foram descontingenciados, 58% vão para as universidades e os institutos federais.

Serão R$ 1,156 bilhão para as universidades e os institutos federais cobrirem despesas de custeio como água, energia elétrica, aquisição de materiais de consumos e outras prestações de serviço.

O restante do valor desbloqueado vai para a educação básica, a concessão de bolsas de pós-graduação e a realização de exames educacionais.

O Programa Nacional dos Livros Didáticos vai receber R$ 290 milhões para garantir a compra e distribuição das publicações à educação básica em 2020. Para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) serão destinados R$ 270 milhões para a manutenção e execução de bolsas de estudo já concedidas.

Já o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) receberá R$ 105 milhões para a aplicação de exames e formulação de políticas educacionais. Os R$ 169 milhões restantes serão usados em despesas diversas da área da educação.

O detalhamento foi feito ao Planalto após audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Natal

Prefeitura do Natal lança programa para erradicação do analfabetismo

O índice de analfabetismo em Natal gira em torno de 8% da população, ou seja, perto de 60 mil natalenses não sabem ler e escrever. Para enfrentar essa realidade, a Prefeitura do Natal lançou, nesta segunda-feira (12), na sede do Cemure, na Cidade da Esperança, o programa Aprendendo Mais, que pretende levar educação e qualificação profissional para essa parcela.

O programa vai beneficiar, nesta primeira fase, 750 alunos nas quatro zonas da cidade sob coordenação da Secretaria Municipal de Educação. A metodologia de ensino será baseada no método Paulo Freire e parcerias como as firmadas com a Secretaria de Trabalho e Assistência Social e o Sebrae, que irão qualificar ou requalificar o aluno focando na inserção no mercado de trabalho.

“É inconcebível que Natal tenha esse número vergonhoso de analfabetos. São quase 60 mil natalenses que não sabem ler ou escrever. Com o Aprendendo Mais nós vamos tirar as pessoas da escuridão do analfabetismo. A grande obra aqui é a obra em nome da dignidade da pessoa humana”, analisou o prefeito Álvaro Dias.

Geral

Estudantes, professores e sindicalistas voltam a protestar em Natal por verbas para universidades

Estudantes e representantes de entidades estudantis e de sindicatos de trabalhadores participam hoje (30), em várias cidades do país e também no exterior, de atos contra o contingenciamento de verbas públicas para universidades federais.

Em Natal, o protesto saiu do Shopping Midway Mall e seguiu até a Árvore de Mirassol.

*Com informações da Agência Brasil

Política

Bancada potiguar se reúne com Ministro da Educação

Os deputados federais, senadores e reitores de instituições federais de ensino do Rio Grande do Norte estiveram reunidos, na noite de ontem (20), com o ministro da Educação Abraham Weintraub, para apresentar o impacto que o contingenciamento de recursos anunciados pelo Governo Federal terá no Estado e solicitar a sua suspensão. O ministro afirmou que a medida depende da aprovação da Reforma da Previdência.

Abraham Weintraub disse que o descontingenciamento não será feito nesse momento e que uma das soluções buscadas pelo Governo Federal é a destinação da multa de R$ 2,5 bilhões da Petrobras para a educação. Ele também pontuou que a liberação dos recursos do MEC depende da aprovação da Reforma da Previdência, sugerindo que os reitores busquem alternativas. Uma das sugestões do ministro é que os próprios estudantes assumam as atividades de funcionários terceirizados, como a manutenção e a limpeza das instituições de ensino.

Diante da fala de Weintraub, o deputado federal Rafael Motta (PSB), coordenador da bancada do RN, anunciou que irá apresentar uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para impedir o contingenciamento de recursos da educação.

Participaram da audiência os deputados federais Benes Leocádio (PRB), Fábio Faria (PSD), General Girão (PSL) e Walter Alves (MDB) e os senadores Jean Paul Prates (PT), Styvenson Valentim (PODE) e Zenaide Maia (PROS).

Foto: Cristiano Brito

Foto: Cristiano Brito

Política

PT do RN se dividiu nos protestos entre Natal e Brasília

O PT do RN se dividiu nas manifestações que ocorreram ontem (15) contra o contingenciamento de recursos para as instituições federais.

FB

Em Natal, a governadora Fátima Bezerra compareceu na companhia do secretário Fernando Mineiro, do vice-governador Antenor Roberto (PCdoB), além do militante do PSOL, Guilherme Boulos, que disputou a Presidência da República em 2018.

Em Brasília, os parlamentares federais do RN marcaram presença: o senador Jean-Paul Prates e a deputada federal Natália Bonavides.

Jean Paul

Política

Ministro da Educação diz que está aberto ao diálogo com reitores

Da Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou ontem (15) no plenário da Câmara dos Deputados, que está disposto a conversar com todos os parlamentares e reitores das universidades. “O que a gente pede: venham ao MEC, mostrem os números. Se a gente não chegar a um acordo, a gente abre as planilhas, vê as contas. A gente vem ao Congresso. A transparência é o principal objetivo dessa gestão”.

O ministro seria ouvido na manhã desta quarta-feira, na Comissão de Educação da Câmara. No entanto, por 307 votos a 82, parlamentares convocaram Weintraub a comparecer à comissão geral, que acontece neste momento no plenário da Casa para justificar o contingenciamento no orçamento das universidades e institutos federais.

Ele abriu as portas do ministério também para a oposição e pediu uma “abordagem racional”. “A gente só pede uma abordagem racional, baseada em números. Pode ser parlamentar da oposição, já recebi vários. Vem com o reitor e a gente vai analisar. Os reitores que têm vindo têm saído muito satisfeitos do MEC”, disse na sessão de hoje, que teve momentos de discussões entre parlamentares da base do governo e da oposição.

“Já recebemos 50 reitores para conversar. O dinheiro é do povo, tem que ser explicado sim. Se a universidade está com dificuldade, eu me disponho a vir aqui”, disse. Ele reafirmou que o governo está apenas “apertando um pouco o cinto” para cumprir a lei do teto dos gastos públicos, aprovada pelo Congresso em 2016, durante o governo Michel Temer. “Não dá para cumprir a lei feita por esta casa se a gente não contingenciar”.

Política

Ministro diz que governo atual não é responsável pelo contingenciamento na Educação

Com informações da Agência Brasil:

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, está na Câmara dos Deputados explicando como será feito o contingenciamento de verbas de universidades públicas e institutos federais.

Segundo o Ministro, o governo atual não é responsável pelo contingenciamento atual. “O orçamento foi feito pelo governo anterior. Não somos responsáveis pelo desastre da educação brasileira”.

Ele diz que “foi Dilma que caiu por causa de manobra contábil”. “Nós estamos cumprindo a lei”, afirma. Ele diz que a incerteza só vai “cessar quando for aprovada a nova Previdência”. Rebate a meta prevê 10% do PIB para a educação. “Há países que gastam menos de 7% e têm educação acima da brasileira”.

Ele reitera que governo investiu na qualificação de professores do ensino superior e não investiu na qualificação de professores do ensino básico. “Ele diz que o governo não é responsável pelos cortes e, se for preciso, polícia vai entrar na universidade”.

Política

Walter Alves sugere que Ministério da Educação revogue cortes

O deputado federal Walter Alves (MDB-RN) cobrou, em pronunciamento realizado na tarde de hoje (8), durante o grande expediente, no Plenário da Câmara, a suspensão do corte de verbas das universidades e institutos federais anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). Para Walter, a medida do Governo Federal é um grave equívoco.

“Para se ter uma ideia da magnitude do corte anunciado, as instituições federais de ensino sediadas no RN perderão, este ano, R$ 103 milhões. Não podemos permitir essa medida equivocada. É preciso dialogar e encontrar outros caminhos que não sejam o de praticamente inviabilizar o funcionamento do ensino superior e tecnológico”, disse Walter Alves.

Walter explicou que, apenas a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) perderá R$ 60 milhões, o equivalente a um terço do orçamento da universidade. Os Institutos Federais (IFs), por sua vez, perderão R$ 27 milhões, praticamente inviabilizando o seu funcionamento. A Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa) vai ter uma perda de R$ 16 milhões.

Walter Alves em pronunciamento na Câmara - 08.05 (2)

Estado

Ex-secretária diz que Governo do RN cortou recursos da Educação

A ex-secretária de Educação, Cláudia Santa Rosa, foi ao twitter nesta segunda-feira (06).

Dizer que o corte de recursos na Educação não é restrito ao Governo Federal.

Mas também foi feito aqui no RN.

Como ela era a secretária na gestão de Robinson Faria, obviamente o corte se deu agora no Governo da Professora Fátima Bezerra (PT).

 

Diversos

Grupo Eleva abre processo seletivo para Diretores liderarem escolas no RN, RJ, MG, MS, PR, SC, MT e DF

O Grupo Eleva Educação está à procura de candidatos para se tornarem diretores escolares em colégios espalhados pelos estados de Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Brasília. Os profissionais selecionados precisam ter concluído o Ensino Superior (bacharelado ou licenciatura) e apresentar disponibilidade para assumir o cargo a partir de agosto de 2019. É necessário potencial para liderar pessoas, entusiasmo por aprender e ensinar e identificação com a missão do grupo: transformar vidas e o Brasil por meio da educação. As inscrições para a Escola de Diretores Eleva devem ser realizadas, exclusivamente, no site (no qual também se encontra o edital completo do concurso): www.escoladediretoreseleva.com – experiência prévia na área não é um pré-requisito.

O que é a Escola de Diretores?
A Escola de Diretores é um programa para formar diretores de excelência para as escolas do grupo Eleva. Os candidatos selecionados no processo vão passar por formação intensiva nos seguintes assuntos: liderança e cultura; tomada de decisão; conhecimentos pedagógicos, administrativos e vendas. Os cursos serão ministrados pelos maiores especialistas do grupo.

As inscrições estão abertas no site www.escoladediretoreseleva.com no período entre 11 de março e 12 de abril, e, após etapas de entrevistas com os candidatos, o resultado do processo sairá nos dias 24 e 25 de junho, com início das atividades no grupo Eleva em agosto.

Diversos

Resultado do Fies será divulgado nesta segunda

Da Agência Brasil

O resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) será divulgado hoje (25) na página do programa na internet. Ele poderá também ser verificado nas instituições de ensino participantes. Ao todo, são ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies. As duas modalidades têm apenas uma chamada.

Aqueles que forem pré-selecionados para a modalidade juro zero devem complementar suas informações no FiesSeleção, no endereço eletrônico http://fies.mec.gov.br, no período de 26 de fevereiro a 7 de março de 2019, para contratação do financiamento.

Já os aprovados pelo P-Fies devem verificar os procedimentos com os agentes financeiros operadores de crédito e as instituições de ensino superior.

Na modalidade juro zero, aqueles que não forem selecionados serão incluídos automaticamente na lista de espera. Esses estudantes devem acompanhar sua eventual pré-seleção do dia 27 de fevereiro a 10 de abril, na internet.

Na modalidade P-Fies não há lista de espera.

Fies

O Fies oferece financiamento para cobrir os custos das mensalidades de instituições privadas de ensino superior.

A modalidade de financiamento com juro zero é voltada para os estudantes com renda per capita mensal familiar até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o limite de renda.

O P-Fies é destinado aos estudantes com renda per capita mensal familiar até cinco salários mínimos. A modalidade funciona com recursos dos fundos constitucionais e de Desenvolvimento e com recursos dos bancos privados participantes.

Podem participar do programa os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e obtiveram nota média nas provas igual ou superior a 450. Além disso, não podem ter zerado a redação.

Os bolsista parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni), ou seja, aqueles que têm bolsa de 50% da mensalidade, podem participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.

Estado

Rio Grande do Norte pode sediar evento internacional de educação

A governadora Fátima Bezerra, recebeu na tarde desta terça-feira (8), o professor Ricardo Valentim, Coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), a professora Carmem Rêgo, Secretária de Educação à Distância (SEDIS) e outros representantes do ensino à distância da UFRN. Eles apresentaram à chefe do Executivo estadual a proposta de trazer para Rio Grande do Norte, o 19º Conselho Internacional de Educação Aberta e à Distância (ICDE – International Council for Open and Distance Education).

A 19ª edição do evento acontecerá na América Latina e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, busca o apoio do Governo do Estado para sediar do evento. O ICDE reunirá cerca de 130 países e promovendo o debate sobre as novas tecnologias na educação aberta e à distância.

A governadora avaliou como positiva a proposta. “Sediar um evento como este coloca o Estado do Rio Grande do Norte como centro do debate sobre educação, inovação tecnológica para o ensino aberto e à distância. Bem como movimenta a economia e turismo local com ênfase na divulgação da cultura potiguar”, declarou.

Também participaram da reunião o secretário de Educação (SEEC), Getúlio Marques, George Câmara, secretário Adjunto de Planejamento e Finanças (SEPLAN) e Jaime Calado, secretário de Desenvolvimento Econômico (SEDEC).

Política

Fátima anuncia Getúlio Marques para a Educação

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, senadora Fátima Bezerra (PT), anunciou nesta quinta-feira (29) o nome do futuro secretário de Educação do Estado: Getúlio Marques Ferreira.

O professor aposentado pelo Instituto Federal do RN (IFRN) é o idealizador do programa de expansão da educação tecnológica instituído no Brasil pelo Governo Lula, por meio de emenda ao Plano Plurianual (PPA) da então deputada federal Fátima Bezerra.

Fátima destacou que a experiência e sensibilidade social do professor Getúlio, já demonstradas nos exercícios de suas funções, contribuirão para o novo rumo da educação que se pretende implantar no Estado, com inclusão e oportunidades.

Cidades

Semana das Crianças é comemorada com festas e brincadeiras nas escolas de Caicó

A semana da Criança 2018, em Caicó, foi realizada entre a segunda-feira (08) e esta quinta-feira (11), nas escolas e creches municipais, incluindo a zona rural, com diversas atividades festivas, como forma de homenagear seus alunos.

Nesse período, aconteceram atividades lúdicas e pedagógicas, piqueniques, gincanas, peças teatrais, mamulengos, banho de piscina, jogos, danças e lanche especial (pipocas, picolés, pirulitos, bombons, cachorro quente, bolos, dentre outros).

As escolas foram decoradas com temáticas alusivas às crianças, demonstrando toda a dedicação, amor e empenho dos profissionais da Educação, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, além da pasta do Turismo.

A secretária de Educação, Lúcia Gregório, destacou o quão é gratificante ver a felicidade das crianças numa semana voltada totalmente para as mesmas, num clima harmônico. “Agradecemos o empenho dos gestores, professores, funcionários e equipe SEMECE, pelo brilhantismo na organização das festas”, disse a secretária.

criancas

Cidades

Caicó está entre as dez cidades da Rede Municipal do RN que alcançaram metas do IDEB

O Ministério da educação (MEC) divulgou na última segunda-feira (03) o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB/2017), onde mostra Caicó no ranking dos dez municípios, entre os 167 do RN, que ultrapassou a meta prevista, ficando em sétimo lugar, com a nota 4,5, superando a projeção de 4,2 prevista para 2017. Observa-se também que o rendimento ora apresentado, já supera a meta de 2019, estabelecida em 4,4.

Destaca-se na classificação do Ensino Fundamental (séries finais), no primeiro lugar, a Escola Municipal Presidente Kennedy. Já nos anos iniciais Caicó está classificada em 29º lugar, pontuando 4,9, superando a projeção para 2017, estabelecida em 4,6.

Destacam-se na classificação do Ensino Fundamental (séries iniciais), as Escolas Municipais Hermann Gmeiner, com nota 5,8; Auta de Souza com 5,5; Presidente Kennedy com 5,4; e a Walfredo Gurgel com 5,0.

“Parabenizamos as escolas que uniram esforços e atingiram e/ou superaram as metas projetadas, inclusive àquelas que apesar de não se apresentarem como destaque conquistaram um importante avanço. Ainda há muito trabalho a ser feito. A equipe da secretaria, juntamente com as escolas, o Conselho Municipal de Educação, realizarão análises e intervenções para que possamos galgar conquistas cada vez maiores”, ressaltou a Secretária Municipal de Educação, Lúcia Gregório.

Ranking das cidades da rede municipal nos anos finais (8ª e 9º ano):

  1. Rafael Godeiro
  2. Ouro Branco
  3. São João do Sabugi
  4. Cruzeta
  5. Lajes
  6. Severiano Melo
  7. Caicó
  8. São Fernando
  9. Doutor Severiano
  10. Equador

Estado

RN tem terceiro pior ensino público do Brasil, segundo o IDEB

O Ministério da Educação divulgou nesta segunda-feira (03) o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), onde o Rio Grande do Norte tem o pior ensino médio público do país.

O IDEB é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro a partir da combinação entre a proficiência obtida pelos estudantes em avaliações externas de larga escala (Saeb) e a taxa de aprovação, indicador que tem influência na eficiência do fluxo escolar.

Ou seja, na progressão dos estudantes entre etapas/anos na educação básica. Essas duas dimensões, que refletem problemas estruturais da educação básica brasileira, precisam ser aprimoradas para que o país alcance níveis educacionais compatíveis com seu potencial de desenvolvimento e para garantia do direito educacional expresso em nossa constituição federal.