Cidades

Professores de São Gonçalo tiveram evolução salarial superior a 90% em sete anos

A Secretaria de Educação de São Gonçalo do Amarante apresentou levantamento que mostra a evolução salarial dos professores da rede pública municipal de 2009 a 2016, incluindo o percentual de reajuste, oferecido já este ano, que foi de 11,36%. A análise das remunerações revela ainda que os reajustes concedidos sempre tiveram acima da inflação.

Para o levantamento a SME utilizou o valor do salário base pago pela Prefeitura Municipal aos professores até o ano 2008. No início da atual gestão, em 2009, um professor de nível superior recebia uma quantia inicial de R$ 837,40, e atualmente o valor é de R$ 1.617,18 para 30h/semanais e 20h/trabalhadas, um percentual de reajustes que ultrapassa 90%. Quando comparados os salários iniciais dos professores de nível médio, no mesmo período, verifica-se que o reajuste foi maior que 140%.

Os dados da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos mostram uma progressão gradual nos salários, efeito do Plano de Cargo e Carreira. Do total de professores da rede municipal, 88 recebem uma faixa salarial entre R$ 2.500 a R$ 3.000, já na faixa de salário de R$ 3.000 a R$ 4.000 estão 97 professores e recebendo salários acima R$ 4.000 foram identificados 19 docentes.

O secretário municipal de Educação, Abel Neto, informou que desde dezembro de 2009 o município cumpre o pagamento do piso salarial do professor, proporcional a uma carga horária de 30 horas semanais, sendo 20 horas trabalhadas. “Os professores de São Gonçalo sempre tiveram os salários reajustados acima da inflação. Os números mostram isso. Pagamos em dia e garantimos o pagamento do 1/3 e 1/6 de férias. A remuneração para os professores da rede municipal aqui de São Gonçalo é bem maior que os salários praticados nas escolas particulares”, finalizou.

IMG-20160315-WA0037-1

Natal

Greve dos professores de Natal ganha conotação política

O Governo Robinson anunciou que “antecipou” o reajuste de 11,36% no piso salarial dos professores do Estado. Mas só pagará a diferença correspondente ao salário de janeiro numa folha complementar no próximo dia 14. E a diferença de fevereiro na folha de março, que, dentro do calendário atual, só deverá chegar ao bolso dos professores no início de abril. Levará, portanto, dois meses para atualizar toda a folha de pagamento da categoria.

Enquanto isso, a Prefeitura de Natal pagou o mesmo reajuste aos professores, já com a inclusão da diferença do salário de janeiro, na folha de fevereiro. Ou seja, na rede pública de ensino em Natal os professores já estão com seus salários reajustados.

Porém, diferentemente da rede estadual, em Natal os professores estão em greve. O que dá força à argumentação de que, nas escolas da capital, a greve tem conotação política.

Em tempo: o Sindicato dos Professores é dominado politicamente pelo PT, que apoia o governador Robinson Faria, inclusive com o deputado Fernando Mineiro, pré-candidato a prefeito de Natal, tendo indicado o secretário de Educação, Francisco das Chagas Fernandes.​

Chama a atenção também a diferença salarial entre os professores da rede estadual e municipal.

No Estado, o piso da categoria segue o piso nacional e passou agora para R$ 2.135,64 por uma jornada de 40 horas semanais, em caso de jornada menor o piso é proporcional. Já os professores de Natal em início de carreira tem um salário desde janeiro de R$ 4.043,97 para a mesma carga horário de 40 horas/semana.

Política

Sob pressão do Sindicato, Robinson anuncia que vai pagar reajuste aos professores no dia 14

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do RN (Sinte-RN) fez pressão nos últimos dias sobre o Governo de Robinson Faria (PSD), pela falta do reajuste salarial de 11,36% dos vencimentos básicos dos cargos de provimento efetivos de professores e especialistas da Educação, retroativos ao mês de janeiro.

Sob ameaça de greve, o governador se reuniu com representantes do sindicato, ao lado dos deputados Dison Lisboa (PSD) e Fernando Mineiro (PT).

E anunciou que a folha suplementar do mês de janeiro será paga no próximo dia 14 e a do mês de fevereiro na folha de março.

Foto: Demis Roussos

z

Estado

Governo do Estado encaminha projeto para pagar reajuste do piso nacional aos professores

O Governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa o Projeto de Lei Complementar que reajusta os vencimentos básicos de professores e especialistas em Educação do Rio Grande do Norte.

O PL, remetido nesta sexta-feira, 19, segue o reajuste de 11,36% estabelecido pelo Governo Federal para o piso salarial nacional dos profissionais do Magistério Público da educação básica.

O salário base passa de R$ 1.917,78 para R$ 2.135,64, com efeitos financeiros a partir de janeiro de 2016.

Estado

MEC autoriza abertura do processo licitatório do campus de Medicina da Ufersa, em Mossoró e Assu

A população dos municípios de Mossoró e Assu, no Rio Grande do Norte, poderão em breve realizar o tão acalentado sonho de contar com cursos de Medicina na região.

Em audiência com a senadora Fátima Bezerra e o reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), José de Arimatea de Matos, o secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), Luiz Cláudio Costa, autorizou a abertura do processo licitatório para início das obras dos campi de Medicina de Mossoró e de Assu.

Em Mossoró, a Ufersa já contratou professores contratados e selecionou alunos pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O início das aulas será no 2º semestre deste ano. Já o campus de Assu depende de um replanejamento do MEC. A previsão do início do curso é para o próximo ano.

  

Diversos

Caicoense é aprovada em mestrado na UNICAMP

A caicoense Emília Fernandes, filha da enfermeira Érica Fernandes e do professor Renato Medeiros, foi aprovada para o Mestrado em Engenharia do Petróleo, na UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas).

O carnaval da família será ainda mais alegre.

Como caicoense, vibro com o sucesso da conterrânea.

Detalhe: Érika Fernandes já foi colaboradora do nosso blog antes de estrearmos na Tribuna do Norte.

z

Renato Medeiros, Maria Clara, Emília e Érika

Estado

Governo Robinson deixa Servidores da Educação sem 1/3 de férias e quebra cultura de 30 anos

Os servidores da educação estadual estão revoltados com o governador Robinson Faria (PSD), que pela primeira vez, desde o Governo de Lavoisier Maia, deixa a categoria sem receber o 1/3 de férias.

Se já não bastasse receber o salário do mês de janeiro atrasado o servidor da educação não recebe as férias dentro do pagamento do mês.

De acordo com Janeayre Souto, presidenta do SINSP, essa ação do governo Robinson Faria, só demonstra o descaso e a falta de respeito e compromisso desse Governo com os servidores da educação: “Nós iremos durante a manhã de hoje buscar explicações do Governo para uma ação tão maléfica aos servidores da educação. Com essa ação o Governador Robinson Faria entrará na história sendo o governador que pagou atrasado o salário de janeiro aos servidores da educação sem 1/3 das férias dos servidores”.

Estado

Governo anuncia concurso público com 1.400 vagas para professores e especialistas em educação

O Diário Oficial do Estado trouxe na publicação desta sexta-feira (30) o edital do concurso público de provas e títulos para 1.400 cargos de provimento efetivo de professor e especialistas em educação.

As vagas são para nomeação imediata e formação de cadastro reserva da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura.

Diversos

Aulas da UERN voltam na segunda com reposição aos sábados

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (CONSEPE/UERN) aprovou o ajuste ao Calendário Universitário de 2015 na manhã desta sexta-feira, dia 23 de outubro. Ficou definido que as aulas do semestre 2015.1 retornam na próxima segunda-feira, 26, com o semestre 2015.1 terminando no dia 30 de dezembro.

Um dos pontos mais discutidos por professores e estudantes com assento no Conselho foi a definição do período de férias em janeiro. O conselheiro Yadson Magalhães relatou que em assembleia geral dos estudantes ficou acordado que as férias dos professores em janeiro deveria ser respeita. “O movimento estudantil entende que o período de greve é período de luta e que como os professores são trabalhadores têm o direito a férias como qualquer trabalhador. As férias em janeiro não atrapalham e parte dos alunos da UERN são de cidades circunvizinhas e isso prejudicaria o transporte deles”, concluiu.

As aulas do semestre 2015.2 começam no dia 11 de fevereiro de 2016 finalizando em 17 de junho.
O CONSEPE determinou que na primeira semana de aulas do semestre 2015.1 não poderá haver nenhuma atividade avaliativa como provas ou qualquer outro trabalho acadêmico. “Foi bastante discutido que a realização de provas ou outras avaliações nessa primeira semana não seriam adequadas pedagogicamente, já que os discentes ficaram muito tempo sem um contato mais próximo com o conteúdo das disciplinas”, frisou a Pró-Reitora de Ensino de Graduação, Inessa Linhares.
Também foi decidido que os sábados letivos e não letivos ficarão intercalados.

O reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto avaliou como positiva a reunião do CONSEPE. “A gente sentiu a ansiedade que todos estavam pelo retorno das atividades tanto que a data de volta às aulas não foi nem discutida porque já havia o consenso. A discussão foi norteada pela construção de um calendário que contemplasse as exigências acadêmicas, legais e trabalhistas”, frisou.

Estado

Henrique leva a Reitora da UFRN ao Ministro da Saúde para discutirem novos projetos

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves e a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Ângela Cruz, estiveram com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, nesta quinta-feira (22). Eles discutiram a liberação de recursos de um projeto, já firmado ente o Ministério da Saúde e a UFRN, para a produção de conteúdos e oferta de cursos de qualificação para os profissionais da área, principalmente os que atuam no programa Mais Médicos e, futuramente, no programa Mais Especialidades, entre outros programas de saúde pública do governo.

Também participaram do encontro, Carmem Rego, da Secretaria de Educação a Distância da UFRN, e Ricardo Valentim, do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde, além do pesquisador Manoel Ribeiro Dantas. O Ministro da Saúde, Marcelo Castro, demonstrou sensibilidade ao apelo de Henrique Alves reforçando a importância do projeto de R$ 52 milhões até 2018. Para este ano estão previstos R$ 6 milhões de reais.

A UFRN atua em parceria com o Ministério da Saúde desde 2010 ministrando cursos a distância em larga escala. De acordo com o projeto, a universidade deverá oferecer 1,2 milhão de vagas para todas as regiões do Brasil.

Foto: Paulino Menezes

221015MinSaude_ReitoraUFRN_7031BPM

Política

Robinson se confraterniza com professores

No Dia dos Professores, celebrado hoje (15) o governador Robinson Faria, em solenidade na Secretaria Estadual de Educação, concedeu a progressão horizontal de duas letras, para 11.321 profissionais de magistério e especialistas que não recebiam esse tipo de promoção, prevista em Lei desde o ano de 2006. Na solenidade ele também assinou o decreto 25. 585/2015 que dispõe sobre o funcionamento da Comissão que vai tratar de Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores da Secretaria de Educação.

“A minha palavra é de dever cumprido, porque hoje é um dia histórico. Mineiro (deputado Fernando Mineiro, presente ao evento) me disse que nunca tinha visto um Dia dos Professores tão festivo como o de hoje. E isso se dá porque nosso Governo teve a preocupação devida e deu importância ao pleito dos professores”, disse Robinson Faria em seu discurso, que por diversas vezes foi aplaudido de pé pelos professores que há muito tempo esperavam por esse tipo de promoção e progressão salarial, prevista na Lei 322/2006 mais conhecida como Estatuto do Professor.

Foto: Demis Roussos

Dia do Professor_Demis Roussos (9)

 

Estado

Governo de Robinson já é marcado pela maior greve da história da UERN

Desde o dia 25 de maio, data em que teve início a paralisação de docentes, técnicos e estudantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) passaram-se longos 107 dias, que hoje garantem à universidade o maior tempo de paralisação em sua história, um recorde que nenhuma instituição de ensino gostaria de carregar.

 O presidente da Associação dos Docentes da Uern (Aduern), Valdomiro Morais, condenou a morosidade do governo em resolver este impasse. De acordo com ele, é muito triste ver mais um recorde negativo imposto à universidade e saber que foi a falta de compromisso do executivo que materializou essa triste situação.

 “ Absurdo é a palavra que eu utilizaria para descrever uma greve que chega a 107 dias sem nenhuma sinalização de término. O Governador Robinson Faria deixa claro à toda sociedade potiguar a sua falta de empenho e compromisso em resolver este impasse. É preciso lembrar que em 2014, quando tentava se eleger governador, ele afirmou que cumpriria o acordo firmado, o que até agora não aconteceu”, afirmou Valdomiro

 O docente relembra que no ano passado foram realizadas uma série de reuniões que garantiram o acordo com os servidores da Uern e impediriam novas paralisações na instituição. Ele destaca que a greve poderia ter sido evitada se o novo governo estivesse disposto a dialogar sobre o conjunto de pautas de docentes, técnicos e estudantes.

z

Social

Betânia Ramalho se confraterniza com equipe que lhe auxiliou na Educação do Governo Rosa

Gestora das mais competentes que passaram pela Secretaria Estadual de Educação, a professora Betânia Ramalho se confraternizou na noite desta quinta-feira (27) com a equipe que lhe auxiliou no Governo da médica Rosalba Ciarlini. 

Além dos auxiliares diretos, todos os ex-diretores das DIRED’s foram convidados e abraçaram Betânia. 

  
  

Cotidiano

Dois terços dos potiguares não se consideram leitores‏

Aproximadamente dois terços dos norte-rio-grandenses não se consideram leitores. Dos que declaram o contrário, cerca de 66% são mulheres. Esses são alguns dos resultados de uma pesquisa inédita realizada no Rio Grande do Norte e divulgada hoje (24), em Natal, pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), que encomendou o levantamento ao Instituto Certus, para entender a relação dos potiguares com a leitura.

Uma das principais constatações da pesquisa inédita revela que 63,34% dos entrevistados, aproximadamente dois terços do total, não se declararam leitores regulares de livros. Os que se afirmaram como tal representam 36,66%, o terço restante. Esses declararam ainda que leem os mais variados gêneros da literatura, desde romance, que apareceu no levantamento como o mais lido no Estado, passando por crônicas e até biografias.

De acordo com a pesquisa, as mulheres que se declaram leitoras (66,67%) constituem-se o dobro dos homens (33,33%). Proporcionalmente, as mulheres com idade superior ou igual a 45 anos são as que mais leem no Estado enquanto que, no grupo dos homens, os que mais leem são os mais jovens, com idade compreendida entre 14 e 44 anos.

Sobre a quantidade de livros lidos, o levantamento apresentado pelo IDE também traz informações relevantes. Dos entrevistados, 25,45% afirmaram que já leram dois livros em 2015. A respeito da aquisição deles, os pesquisados declararam que 32,27% foram comprados, seguido do empréstimo de amigos e familiares (27,64%) e das bibliotecas (18,53%). Com relação à internet, apenas 38,27% responderam que acessam obras literárias pela rede.

Os números apresentados pelo IDE hoje também mostram que, no geral, a intensidade de leitura aumenta com o grau de escolaridade. Com relação ao aspecto geográfico, observou-se que as regiões Alto Oeste (43,51%) e Seridó (41,28%) são as que revelaram maior índice quantitativo de leitura, enquanto a região Leste foi a de menor valor deste indicador, com apenas 28,89%.

Estado

Professores temporários do Estado estão sem receber salário

Depois da crise no Sistema Penitenciário e na Saúde do Estado, agora parece que a crise chega pela Secretaria Estadual de Educação.

Os professores temporários do Estado estão sem receber salário desde o início das aulas.

A “zoada” já causa barulho nos corredores da SEEC.

Aliás, dizem que o titular da pasta não tem tido prestígio junto à Governadoria, nem muito menos ao Secretário de Planejamento.

 

Diversos

Ciências Aplicadas é a única escola do RN entre as 100 melhores no Enem

A soma de uma metodologia de ensino interdisciplinar, professores qualificados e alunos dedicados é a receita do Colégio Ciências Aplicadas, escola de Natal que, com apenas oito anos de existência, alcançou pela quinta vez o 1º lugar no Exame Nacional do Ensino médio entre as escolas do Rio Grande do Norte, segundo o ranking do rendimento do Enem 2014 divulgado hoje (05) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Com base nas notas das quatro provas objetivas (Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza), o Ciências obteve uma média de 670 pontos e foi, pelo segundo ano seguido, a única escola potiguar a permanecer entre as 100 melhores do Brasil.

Para o diretor do Colégio Ciências Aplicadas, Alexandre Pinto, a metodologia de ensino voltada para a nova realidade do Enem é o grande diferencial da escola. “Contamos com uma equipe de professores que trabalha em conjunto, de forma interdisciplinar. Somando isso ao comprometimento dos alunos, conseguimos potencializar a capacidade intelectual deles e, consequentemente, alcançar boas notas”, explicou.

Estado

Governo do Estado convoca 809 professores e especialistas efetivos

O Diário Oficial do Estado publicou na manhã desta quarta-feira (5) a convocação e nomeação de 809 professores e especialistas efetivos em educação. Os profissionais aprovados fazem parte do mais recente concurso público realizado em 2011 e serão nomeados por ordem de classificação.

No último dia 30 de julho, o Governo do RN já havia convocado 167 professores temporários para ocupar as vagas de educadores que por algum motivo tenham se afastado da sala aula, como, por exemplo, licenças médicas, mudança de função ou necessidades do quadro.

Além disso, outros 52 já haviam sido nomeados para cargos efetivos em substituição aos postos não preenchidos pelo último chamamento. A convocação é respaldada pela própria Lei de Responsabilidade Fiscal, que permite este tipo de contratação para reposição de quadros em diversos casos.

“Com essa convocação nós estamos reafirmando o compromisso da nossa gestão com a educação, com o ensino e com a aprendizagem. Fomos sensíveis às necessidades dos alunos e das escolas porque entendemos que esse é o caminho principal para formação dos cidadãos potiguares”, afirmou o governador Robinson Faria.

Diversos

Educação para Vencer

O casal seridoense, juíza Barenice Capuxú e o advogado Olavo Roque, comemora a formação em medicina de mais um filho: André Capuxú, que já atua em uma unidade referência no Programa de Saúde da Família (PSF) de São Gonçalo do Amarante. O irmão Tiago Capuxú já exerce a atividade de médico em Natal.

São jovens que optaram pelo caminho da educação para vencer.

Os irmãos André e Tiago

Diversos

Projeto da UFRN traz estudantes de Cuba para se qualificar no Brasil‏

Temas fundamentais no desenvolvimento agrícola, relacionados ao cultivo de alimentos e ao aproveitamento de áreas marginalizadas para a produção de biocombustíveis, são objeto de estudo do Projeto de Formação e Qualificação de Profissionais Brasileiros e Cubanos.

Coordenado, no Brasil, pela professora Cristiane Macedo, do Centro de Biociências (CB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o projeto é uma parceria entre a UFRN, a Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) e a Universidade de Havana (UH-Cuba) e promove o intercâmbio de professores, pesquisadores e estudantes de pós-graduação dos dois países.

A temática central do estudo está relacionada à atual situação que países da América Latina vivem, onde o processo de desertificação se acentua cada vez mais devido ao desmatamento, ao uso intensivo do solo e à irrigação mal conduzida, que originam a salinização. A pesquisa é inserida no contexto do melhoramento de plantas e da busca por alternativas aos combustíveis fósseis.

No Rio Grande do Norte, 92% do seu território é de clima semiárido, onde a presença de elevados teores de sais solúveis no solo e na água é um processo natural, e que vem afetando o desenvolvimento da fruticultura no estado. A área de cultivo de algumas fruteiras de subsistência para o pequeno e médio agricultor apresenta uma sensível diminuição em todo o estado, provocada pelo aumento da salinidade e o déficit hídrico.

A exemplo do Brasil, Cuba também sofre com o processo de desertificação. Assim, o projeto estuda os efeitos do estresse hídrico e salino na fisiologia das plantas, problemas referentes à concentração ou ausência de água e sais solúveis no solo, tendo em vista a seleção de espécies de interesse econômico para ambos os países, mais adaptadas ao cultivo nessas regiões.

Nesse sentido, a pesquisa busca conhecer melhor os mecanismos de toxidez e resistência ao clima semiárido, onde são realizados estudos bioquímicos relacionados, por exemplo, a proteínas que possam implicar meios de tolerância à salinidade e ao déficit hídrico, conhecimento de fundamental importância, pois permite acelerar o processo de identificação e seleção de plantas mais resistentes.

PINHÃO MANSO

PINHÃO MANSO

Estado

Escola Estadual Sebastião Fernandes sofre com descaso

Um aluno da Escola Estadual Sebastião Fernandes, localizada na Rua Alberto Maranhão, no Bairro do Tirol, em Natal, gravou um vídeo e postou no youtube exibindo os graves problemas estruturais da unidade de ensino.

Além de infiltrações, a escola enfrenta graves problemas na rede elétrica, até colocando em risco a segurança dos professores, alunos e funcionários.