Economia

Governo do RN libera venda de bebida alcoólica em bares e restaurantes a partir do dia 5 de agosto, diz Fecomércio

A partir do dia 5 de agosto bares e restaurantes poderão funcionar em todo o estado, inclusive com a venda de bebida alcóolica.

A autorização está na Portaria Conjunta nº 15/2020, publicada no dia 27 de julho, pelo Gabinete Civil e Secretarias Estaduais de Desenvolvimento Econômico e de Saúde, e se refere aos segmentos do grupo Alimentação II, especificados na Fração 1 da Fase 3 do Plano de Retomada Gradual da Economia do Estado.

Os estabelecimentos contemplados neste momento são os restaurantes, lanchonetes e food parks, com área acima de 300m², além dos bares e barracas de praia.

Os estabelecimentos devem seguir todos os protocolos (gerais e específicos) já divulgados pelo Executivo estadual para os setores que compõem o grupo Alimentação II e Bares, que podem ser acessados na plataforma criada pela Fecomércio RN, através do endereço fecomerciorn.com.br/cuidandodorn.

Natal

Fecomércio manifesta preocupação e indignação com as cenas de aglomerações em Natal

Nota

A Fecomércio RN vem a público externar SUA PROFUNDA PREOCUPAÇÃO E INDIGNAÇÃO com as CENAS DE FLAGRANTE DESRESPEITO AO ISOLAMENTO SOCIAL QUE A PANDEMIA DA COVID-19 AINDA NOS IMPÕE, VERIFICADAS NAS ORLAS DAS PRAIAS URBANAS DE NATAL E EM VÁRIOS PONTOS DO ESTADO NESTE DOMINGO, 19. A aglomeração irresponsável de pessoas, a falta de uso de máscaras e inúmeras outras atitudes NÃO CONDIZEM COM A RESPONSABILIDADE QUE TEMOS DEFENDIDO COMO PREMISSA PARA MANTERMOS FIRME A RETOMADA GRADUAL DA ECONOMIA EM NOSSO ESTADO E EM NOSSA CIDADE. E TENDEM A FERI-LA DE MORTE.

Vale ressaltar que o esforço – imenso – para que pudéssemos ter números que embasassem o início desta retomada, AO QUAL SE ALIA O ZELO DA IMENSA MAIORIA DOS EMPREENDEDORES DO COMÉRCIO E DOS SERVIÇOS POTIGUARES NO PREPARO E NA MANUTENÇÃO DOS SEUS ESTABELECIMENTOS COMO AMBIENTES SEGUROS PARA COLABORADORES E CONSUMIDORES, É UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA E QUE TEM COMO PREMISSA PRESERVAR VIDAS DE PESSOAS E DE EMPRESAS, FREANDO UMA CRISE SEM PRECEDENTES E DANDO INÍCIO A UM AMBIENTE QUE POSSA GARANTIR A MANUTENÇÃO DE EMPREGO E RENDA PARA NOSSO POVO.

Desde o início, defendemos que este equilíbrio é UM INTERESSE DE TODOS OS POTIGUARES: AUTORIDADES (DAS TRÊS ESFERAS DE GOVERNO), EMPREENDEDORES, COLABORADORES E POPULAÇÃO.
Portanto, é dever DE TODOS, agir com a postura necessária para que ele possa ser garantido. Sob pena de sermos obrigados, mais uma vez, por um eventual novo avanço da doença, A DAR PASSOS ATRÁS QUE TENDEM A SER FATAIS PARA OUTRAS TANTAS VIDAS HUMANAS, ALÉM DAS QUE JÁ PERDEMOS, ASSIM COMO PARA TODA A NOSSA ECONOMIA.

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO RN

Economia

FIERN e Fecomércio lamentam adiamento da retomada das atividades econômicas do RN

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte, Amaro Sales de Araújo, lamentou, em nota divulgada na tarde desta terça-feira (23), o adiamento do início da retomada gradual das atividades econômicas.

O governo do Rio Grande do Norte prorrogou por mais sete dias o decreto de isolamento social, adiando a retomada econômica no estado, que estava prevista para ser iniciada nesta quarta-feira (24).

Amaro Sales defende que, “gradualmente, já agora, era possível ter autorizado o funcionamento de algumas [atividades], em particular, as que geram pouco fluxo de pessoas”.

Em nota, a Fecomércio também fez críticas pela decisão de adiamento da retomada das atividades econômicas.

“Somos vítimas, como toda a sociedade potiguar, de uma postura que, por anos a fio, manteve nossa estrutura de saúde pública à beira de um colapso. E este colapso chegou com uma força descomunal – embora previsível – agora.

Um cenário que além de colocar em risco a vida de todos os norteriograndenses, tem imposto ao setor produtivo do estado a maior e mais profunda crise de sua história, com consequências nefastas e praticamente imprevisíveis a curto, médio e longo prazos”, diz trecho da nota.

Política

Fecomércio e FCDL defendem retomada do comércio no RN

NOTA OFICIAL – Posicionamento da Fecomércio RN e FCDL sobre prorrogação do isolamento social

Após a participação dos seus presidentes, Marcelo Queiroz e Afrânio Miranda, em reunião ocorrida no final da manhã desta terça-feira, 21, com a governadora Fátima Bezerra, representantes do Governo e outras lideranças empresariais, a Fecomércio RN e a FCDL RN marcaram suas posições e vêm a público externar detalhes da mesma, na nota que se segue.

Diante do cenário de extrema dificuldade que o mundo inteiro atravessa, sempre fomos defensores de que bom senso, equilíbrio e responsabilidade precisam permear qualquer análise dos assuntos envolvidos em toda esta crise (que é de saúde e econômica) e, principalmente, eventuais tomadas de decisões.

Ainda dentro desta linha, passados 30 dias desde o primeiro Decreto Estadual determinando o isolamento social no Rio Grande do Norte (editado em 20 de março de 2020) e considerando a interligação inevitável entre este isolamento e a atividade econômica geradora de ocupação e renda, identificamos a necessidade urgente de traçarmos um cenário de retomada gradual das atividades socioeconômicas. Entendemos ser esta a única como forma de evitarmos que o sofrimento do nosso povo seja prolongado além do estritamente necessário.

Tal entendimento toma por base a análise de números e indicadores variados levantados por nossa equipe técnica entre os quais destacamos:

– Desde o dia 12 de março, quando foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 no RN, e o dia 19 de abril, tivemos no Estado um total de 561 pessoas infectadas, com 27 óbitos. Estes números nos permitem dizer, entre outras coisas, que tivemos uma média de 14 novos casos por dia; que estamos com uma taxa de infecção de nossa população de 0,0164%; e que temos uma taxa de mortalidade de 4,81% dos infectados. Todos estes indicadores estão bastante abaixo das médias nacional e, sobretudo, daquelas registradas nos países onde o vírus foi mais devastador.

– Tínhamos no estado, em 19 de abril de 2020, cerca de 22% dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19 ocupados. Isto quer dizer que há 78% de vacância destes leitos. Há, ainda temos outras 75 novas vagas sendo implantadas nos próximos dias, o que fará com este nível de ocupação fique na casa dos 12,7%. Tal nível de ocupação nos dá uma situação bastante positiva, sobretudo se considerarmos que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, o cenário de tranquilidade em relação à disponibilidade de UTIs pode ser assim definido quando países, estados ou municípios têm, disponível, mais de 50% de sua capacidade de leitos de tratamento intensivo.

– O setor de Comércio e Serviços (responsável por cerca de 65% do ICMS recolhido no estado), vem sofrendo fortemente com a obrigatoriedade de fechamento daqueles segmentos considerados não essenciais e com a queda de vendas provocada pela imposição às pessoas de que permaneçam em casa. Para se ter uma ideia do problema, temos registro de quedas de até 92% no faturamento de segmentos que estão fechados (caso do segmento de turismo e transportes) e de até 49% mesmo entre os que estão abertos (situação dos postos de gasolina).

– Além disso, estão hoje fechados, em virtude do novo Decreto Estadual, publicado no dia 8 de abril de 2020, algo em torno de 46 mil estabelecimentos comerciais (considerando apenas e tão somente o comércio varejista) que estão entre os segmentos que não se enquadram como essenciais. Juntos, estes estabelecimentos empregam mais de 54 mil potiguares, direta e formalmente, e pagam cerca de R$ 67 milhões em salários. Números portentosos que têm um peso considerável no equilíbrio econômico de nosso estado, em vários aspectos.

Levando de tudo isso em conta e considerando que o atual decreto estadual, que impõe o isolamento social e determina o fechamento de lojas, expira-se nesta quinta-feira, 23 de abril, propomos que ele NÃO SEJA PRORROGADO COMO ESTÁ e que possamos começar a flexibilizar o isolamento tomando como ponto de partida a retomada da possibilidade de que os estabelecimentos comerciais possam voltar a funcionar, desde que não utilizem sistema de ar condicionado central, conforme já era possível nos dezenove primeiros dias de isolamento.

FECOMÉRCIO RN

FCDL RN

Diversos

Fecomércio recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 70 anos

Reconhecimento e agradecimento pelos relevantes serviços prestados ao Estado ao longo de setenta anos de trabalho e realizações.

Esse foi o objetivo da homenagem prestada pela Mesa Diretora do Legislativo Potiguar à Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN.

A celebração aconteceu durante evento alusivo ao aniversário da instituição, na noite desta sexta-feira (29), no hotel Holiday Inn, em Natal.

A solenidade teve a presença do presidente em exercício da Assembleia, deputadp George Soares (PL) e do deputado Hermano Morais (MDB).

Além da celebração pelos setenta anos de sua fundação, a entidade procedeu à entrega do troféu “70 anos da Fecomércio RN”, através do qual homenageou sete das mais antigas empresas potiguares dos setores de comércio e serviços.

Receberam a distinção: Rede A Construtora, Armazém Pará, Casa Centelha (Mossoró), Casa Universo (Caicó), Comercial José Lucena, Rio Center e Rede de Supermercados Nordestão.

Foto: João Gilberto

Estado

FIERN e Fecomércio demonstram preocupação com greve de vigilantes privados

Nota da FIERN e Fecomércio sobre a greve dos vigilantes:

As Federações das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN) e do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), vêm a público manifestar sua PROFUNDA PREOCUPAÇÃO diante da greve dos vigilantes privados que, afetando a rede bancária e serviços essenciais, tem trazido enormes transtornos e prejuízos à sociedade. Fazemos um apelo pelo diálogo, razoabilidade e respeito ao direito de ir e vir dos cidadãos. Defendemos que, mesmo diante do direito de manifestação e luta, a categoria preencha um percentual mínimo de ocupação de postos de trabalho de modo a assegurar a manutenção dos serviços de apoio às redes bancária e de saúde. Também pedimos que as autoridades envolvidas mais diretamente na questão atuem com a maior brevidade, para o pleno restabelecimento dos serviços, evitando maiores impactos negativos à economia do estado e ao bem-estar da população. 

Natal, 06 de março de 2018

Natal

Carlos Eduardo e Wilma acompanham ação da Fecomércio em Mãe Luiza

O prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT)?e a vice Wilma de Faria (PSB) estiveram juntos na manhã deste sábado (17) prestigiando uma ação social promovida pelo Sistema Fecomércio no bairro de Mãe Luiza. 

A Prefeitura de Natal foi parceira do evento por meio da Secretaria Municipal de Saúde. 

No estande da Secretaria de Saúde foi oferecido à população avaliação do índice de Massa Corpórea (IMC), aferição da pressão arterial, teste de glicemia capilar, orientação e distribuição de preservativos, distribuição orientada de hipoclorito de sódio, teste rápido de sífilis e acompanhamento aos casos positivos.

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, disse que levar o conjunto de ações e atividades aos bairros é reforçar o compromisso da Fecomércio, do Sesc e do Senac com o desenvolvimento social e econômico do estado e, neste caso específico, de Natal. 

Foto: Divulgação  

Estado

Fecomércio divulga nota oficial reafirmando ser contrária ao aumento de impostos proposto por Robinson Faria

Reunida na tarde desta terça-feira, 6, a diretoria da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte aprovou nota oficial na qual se posiciona sobre o pacote fiscal do Governo que está tramitando na Assembleia Legislativa e prevê aumento de impostos.

Segue a íntegra da nota:

“Essencialmente, a Federação do Comércio do Estado é – e sempre será – contrária a qualquer aumento de impostos, sobretudo pelo fato de já termos no país uma carga tributária insana e que tolhe severamente a competitividade de nossas empresas. Além disso, nos preocupa o impacto que os aumentos propostos terão no mercado, com elevação de custos das empresas e eventual redução de vendas que venha se somar ao já turbulento cenário de queda no faturamento e fechamento de postos de trabalho que o comércio potiguar vem enfrentando. Lamentamos também que, mais uma vez, o setor produtivo do estado e a sociedade potiguar em geral sejam chamados ao sacrifício de arcar com o pesado ônus de ajudar a garantir o reequilíbrio financeiro das contas públicas. Apesar de tudo isso, a entidade confia que o atual governo siga adotando medidas austeras de cortes de gastos e de eficientização da máquina pública que, somadas ao estímulo à atividade produtiva com outras medidas que minimizem o impacto negativo do eventual aumento de impostos, podem ser capazes de reverter o quadro negativo que vivemos hoje. Por fim, esperamos manter aberto o canal de diálogo com o Governo do Estado e estaremos sempre dispostos a opinar e sugerir medidas que contribuam para o reaquecimento da economia potiguar”. 

z

Economia

CODERN participa de reunião na Fecomércio para discutir lei que regulamenta tráfego de veículos pesados em Natal

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), através do seu diretor presidente, Emerson Fernandes Daniel Júnior, participou na manhã desta segunda-feira (25) de uma reunião na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio), para discutir em conjunto com outras entidades o decreto da Prefeitura de Natal de nº 10.670, regulamentando a Lei municipal nº 256/2008, de autoria do vereador Júlio Protásio, que restringe o fluxo de caminhões com capacidade acima de cinco toneladas nas principais avenidas de Natal das 5h às 20h, de segunda a sexta-feira.

A primeira avenida de Natal a ser afetada com a restrição será a Salgado Filho/Hermes da Fonseca. A lei que ainda está em fase de adequação passa por uma nova séria de discussões.

O vereador-propositor Júlio Protásio participou da discussão, ao lado dos colegas Aroldo Alves e Raniere Barbosa, líder do prefeito Carlos Eduardo na Câmara de Natal, além de Amaro Sales, presidente da FIERN, e representantes da FAERN, FCDL, STTU e outras entidades interessadas.

Emerson Fernandes voltou a falar do impacto da lei e defendeu uma ampla discussão antes de entrar em vigor, já que o decreto permite o prazo de 90 dias após sua publicação: “É importante buscarmos o equilíbrio entre a cidade e o setor produtivo. Nós não podemos retroagir no crescimento, ao contrário, temos que avançar. O Porto de Natal é um importante contribuinte até em receita para a cidade de Natal e o Estado do Rio Grande do Norte”.

Emerson ainda lembrou a posição geográfica do Porto de Natal como quesito de crescimento na exportação. “Devido a posição geográfica do porto estamos crescendo na exportação de produtos para a Europa, bem como no recebimento de equipamento eólicos vindos de outros países. É mais uma prova da importância do Porto de Natal”, ressalta, destacando ainda a exportação de frutas tropicais para países europeus.

IMG_4212

IMG_4210

Política

Presidente da Assembleia Legislativa reafirma parceria com a Fecomércio

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), recebeu a visita do presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, na manhã desta segunda-feira (2). Na audiência, o presidente da Federação entregou um documento em que trata da parceria entre a Fecomércio e o legislativo potiguar.

 

Ezequiel reafirmou a parceria entre a Assembleia e a Fecomércio. “Vamos defender os projetos e ações de interesse do comércio, serviço e turismo potiguar aqui na Casa que beneficiem o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, destacou o presidente.


Foto: João Gilberto




Sem categoria

Rosalba, Henrique e Carlos Eduardo prestigiam reinauguração do edifício-sede da Fecomércio‏

A governadora Rosalba Ciarlini, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves e o prefeito Carlos Eduardo, participaram na noite desta sexta-feira (21), da cerimônia de reinauguração do edifício-sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio), localizado na avenida Alexandrino de Alencar.

A solenidade também marcou o lançamento da programação alusiva aos 65 anos da instituição.

Durante a solenidade, a Governadora Rosalba Ciarlini falou sobre o crescimento do emprego formalizado no Rio Grande do Norte. “Estamos tendo muitas obras em nosso Estado e os empregos que são gerados por elas, seja uma drenagem, a reforma de um hospital, a construção de uma escola, as adutoras, o aeroporto, a Barragem de Oiticica, significam o aquecimento do comércio. No ano passado, por exemplo, nós tivemos no RN um crescimento de 20% do emprego formalizado”, pontuou, acrescentando que o Rio Grande do Norte foi o primeiro estado nordestino a aderir ao SuperSimples para as Micro e Pequenas Empresas (MPEs).

Foto: Vivian Galvão

z

Sem categoria

Felipe Maia: feriado de corrida…e pré-campanha

O domingo do deputado federal Felipe Maia (DEM), em pleno feriado pelo Dia do Trabalho…foi de muita corrida.

O deputado participou das atividades desenvolvidas pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), que foram desenvolvidas na Praça Cívica.